Por Idonaldo Filho | 22/05/2021 17:31

UFC retorna neste sábado (22) para realizar mais um evento na cidade de Las Vegas. Com um card mais simples e com alguns nomes conhecidos do grande público, o UFC Vegas 27 proporciona o retorno de dois ex-campeões em seu card principal, que irão enfrentar dois lutadores almejam disputar o cinturão em suas categorias em breve.

Na luta principal da noite, o peso galo Rob Font tenta continuar sua ótima fase na carreira em busca de mais uma vitória. Agora, ele irá enfrentar o ex-campeão Cody Garbrandt, que também quer impressionar e mostrar que ainda consegue disputar com o topo da excelente divisão dos galos.

Já na luta coprincipal do evento, a ex-campeã Carla Esparza chega para medir forças contra a promissora e talentosa Xiaonan Yan, uma das representantes da boa geração de atletas chineses no MMA. E para fechar o card principal, Jack Hermansson tenta recuperar o bom momento contra o promissor Edmen Shahbazyan na categoria dos médios.

Peso galo: #3 Rob Font (EUA) vs. #4 Cody Garbrandt (EUA)

Por Idonaldo Filho

Hoje melhor ranqueado que seu adversário, Rob Font (18-4 no MMA, 8-3 no UFC) vem na melhor fase da carreira, em momento excelente, lutando por uma futura chance de título. Sempre considerado promissor, Font por um tempo parava quando o nível subia, sendo moído por John Lineker, guilhotinado por Pedro Munhoz e, superado por Raphael Assunção. Realizando uma luta por ano desde dezembro de 2018, Font não mais perdeu, assegurando três vitórias seguidas, a mais importante sobre o contender Marlon Moraes, surpreendido e nocauteado por Rob.

Descendente de portorriquenhos, mas nascido na Flórida, Font tem uma estatura considerável para o peso galo, tendo a envergadura de 1,82m como um dos principais aspectos de seu jogo. O boxe de Rob é eficiente, com um jab rápido e preciso, que costuma entrar com frequência nos rostos dos adversários, além de servir como abertura para combinações mais complexas, predominantemente com a mão direita, dotada de poder de nocaute. As demais áreas não são tão bem desenvolvidas por Font, mas ele conta com bons estrangulamentos no cartel e é faixa marrom de jiu-jítsu. Defensivamente há algumas brechas significativas, que já foram exploradas em suas derrotas e, que certamente poderão ser levadas em conta pelo seu adversário especificamente.

Cody Garbrandt (12-3 no MMA, 7-3 no UFC) é um atleta controverso, muito pelo trash talking, mas que possuí talento inegável. Sua disputa de cinturão contra Dominick Cruz ficou na história, sendo um dos melhores e mais surpreendentes desempenhos de um desafiante, decifrando o enigma que era o dominante campeão, aplicando uma verdadeira surra em Cruz. Posteriormente liderou um TUF contra o rival e ex-amigo TJ Dillashaw, deu a chance para o ex-campeão retomar o título que já o pertenceu, e foi nocauteado. Com a revanche concedida, mais uma vez Garbrandt perdeu. Depois foi Pedro Munhoz quem retirou uma casquinha da má fase de Garbrandt. Quando haviam perdido um pouco da fé nele, Cody voltou com tudo em um ótimo desempenho, nocauteando Assunção.

De extenso background atlético, Garbrandt acredite ou não chegou a ter no wrestling universitário uma de suas bases para o MMA, mas se apaixonou pelo boxe e, como vemos em seus combates, se apaixonou também pela anarquia. Ninguém contesta o quanto que o boxe de Cody Garbrandt é técnico, mas o “No Love” é um sujeito que tem altas tendências de ir para pancadaria franca e com um QI de luta duvidoso, as vezes acabou sendo nocauteado, tendo um queixo questionável. Só que focado, Garbrandt tem uma movimentação muito fluída, ataca de ângulos diversos, possuí contragolpes perigosos e com o poder de nocaute sempre presente.

Cody Garbrandt vs Rob Font odds - BestFightOdds

Font evoluiu absurdos, Garbrandt teve um desempenho animador em seu último combate. Ambos estão em momentos interessantes e essa contenda tem tudo para ser uma das melhores do ano, se durar o suficiente para isso. A diferença de envergadura, que beira os 20 centímetros a favor de Rob Font, pode ser um relevante diferencial no duelo, só que temos que Cody é mais lutador e conta com um nível superior na trocação. Aqui, apostaremos que a vantagem física para Font prevalecerá, e ele conseguirá um nocaute.

Peso palha: #3 Xiaonan Yan (CHN) vs. #4 Carla Esparza (EUA)

Por Matheus Costa

Um dos principais talentos da divisão, a chinesa Xiaonan Yan (13-1 no MMA, 6-0 no UFC) deixou de ser uma promessa e já se tornou uma realidade na divisão dos palhas. A lutadora vem fazendo fila contra nomes bem conhecidos do grande público, superando Karolina Kowalkiewicz e Claudia Gadelha em suas últimas aparições no octógono.

Especialista na luta em pé, a asiática tem mãos rápidas e efetivas que costumam causar bastante estrago em suas adversárias, principalmente pela esperteza na hora de realizar combinações variadas, especialidade da casa, que se aliam a uma boa movimentação com boa velocidade. Sua defesa de quedas e seu jogo na luta agarrada, entretanto, são áreas que Yan não possui a mesma qualidade e podem causar problemas contra uma wrestler como Esparza.

Primeira campeã da história da categoria dos palhas no UFC, Carla Esparza (17-6 no MMA, 8-4 no UFC) ressurgiu das cinzas da divisão quando somou três derrotas em cinco lutas, mesmo oferecendo duelos duros. Com quatro vitórias consecutivas, a “Cookie Monster” vive sua melhor fase pós cinturão na organização.

Wrestler de ofício, Esparza evoluiu nos últimos tempos e deixou de ser uma trocadora pífia para se tornar decente o suficiente para não passar vergonha contra suas adversárias de maior gabarito na área. Ela se destaca pelo uso do clinch e do controle posicional no chão, conseguindo dominar e controlar o ritmo de suas oponentes no chão.

Carla Esparza vs Yan Xiaonan odds - BestFightOdds

Em um duelo de striker contra wrestler, o controle do octógono pode ser decisivo. Vai ser importante observar como Xiaonan Yan irá lidar com a pressão constante da ex-campeã e sua movimentação será um fator chave para uma vitória.

Com um duelo intrigante, a aposta fica para o triunfo da chinesa, que deve receber uma oportunidade de disputar um title eliminator com uma vitória por decisão unânime.

Peso médio: #7 Jack Hermansson (SUE) vs. #10 Edmen Shahbazyan (EUA)

Por Matheus Costa

Quando parecia que o sueco Jack Hermansson (21-6 no MMA, 8-4 no UFC) iria disputar o cinturão dos médios, uma derrota de certa forma inesperada da maneira tão impactante para Jared Cannonier, dúvidas surgiram. Entretanto, logo em sua aparição seguinte, o bruto peso médio tratou nocautear brutalmente o ex-desafiante Kelvin Gastelum, mostrando que, sim, merece estar no topo da divisão. E quando novamente pareceu que a disputa de cinturão iria chegar para o sueco, a derrota para Marvin Vettori esfriou de vez as chances do europeu.

Rápido e dono de um boxe potente, embora não tão técnico, o “The Joker” adora trocar porrada com seus adversários, especialmente na curta distância onde oferece risco em algumas situações. Em pé, ele possui bom arsenal de combinações e se destaca quando acelera o ritmo, já que é consideravelmente mais rápido e ágil do que o restante da categoria. No chão, se destaca pelo controle posicional decente quando está por cima, mas nunca mostrou nada que mereça destaque no jiu-jítsu.

Edmen Shahbazyan (11-1 no MMA, 4-1 no UFC) é um lutador que surgiu fazendo barulho na divisão dos médios, mas logo quando o sarrafo subiu, Derek Brunson tratou de colocar água no chopp e dar um choque de realidade no jovem atleta. O pupilo da Glendale Fight Club não mostrou muito em sua primeira luta na organização, mas começou a passar o carro e enfileirou Charles Byrd, Jack Marshman e Brad Tavares, vencendo os três com menos de cinco minutos de luta somados.

Com apenas 23 anos e um teto aparentemente considerável para evolução, Edmen é alto mas bastante versátil para a categoria. Assim como seu adversário, o jovem também tem um poder de nocaute considerável, mas deixa a desejar na parte técnica. É um lutador é agressivo, possui bom volume de golpes e sabe usar suas valências de uma maneira equilibrada. Entretanto, sua parte defensiva preocupa um pouco e a falta do controle sobre seu preparo físico pode lhe custar contra um oponente mais completo, que não é o caso deste confronto.

Edmen Shahbazyan vs Jack Hermansson odds - BestFightOdds

Existe uma diferença clara no nível técnico entre os dois atletas e isso deve ser notório durante o confronto. Imagino que, passada a pressão inicial, Hermansson deve tomar controle do confronto e dominar o jovem atleta. A aposta fica para um nocaute no ground and pound no segundo assalto do confronto para o atleta sueco.