UFC demite Livinha Souza, Laureano Staropoli e mais quatro lutadores

Por Matheus Costa | 15/11/2021 16:44

O UFC segue o processo de redução do plantel à todo vapor. A organização, que fez inúmeras contratações durante a pandemia do Covid-19 para não diminuir o ritmo de seus eventos, realizou mais seis demissões de seu plantel. Ao todo, Livinha Souza, Laureano Staropoli, Randa Markos, Andrew Sanchez, Teemu Packalen e Khama Worthy tiveram seus contratos encerrados e não fazem mais parte do evento. A informação foi confirmada pelo site “MMAJunkie” e confirmada pelo MMA Brasil.

+ Dana White indica trilogia entre Holloway e Volkanovski: “Faz sentido”

Principal nome da lista de dispensados, Livinha Souza não conseguiu concretizar o potencial de quando chegou à organização em 2018. Ex-campeã do Invicta FC, a atleta da Team Máximo somou três vitórias em seis lutas no UFC e chamou atenção pelo seu carisma, mas nunca repetiu as atuações do cenário regional. A lutadora de 30 anos vem de duas derrotas consecutivas, sendo superada por Amanda Lemos e Randa Markos.

Depois de um início bem empolgante com duas boas vitórias, incluindo uma sobre o ex-desafiante Thiago Alves, o argentino Laureano Staropoli não conseguiu sustentar o momento positivo e acabou sendo dispensado da organização. Atleta de 28 que treina na Chute Boxe Diego Lima, o “Pepi” encerra sua passagem com quatro derrotas consecutivas na divisão dos meios-médios, sendo superado por Muslim Salikhov, Tim Means, Roman Dolidze e Jamie Pickett – todas por decisões unânimes.

+ Scott Coker reafirma interesse do Bellator em contratar Kayla Harrison

Uma das lutadores que mais atuaram na história das categorias femininas do UFC, a canadense Randa Markos deixa o UFC aos 36 anos de idade e com 18 lutas realizadas no octógono mais famoso do mundo. Depois de somar quatro derrotas consecutivas, a veterana conseguiu superar Livinha Souza no fim de outubro, mas não foi mantida pelo UFC.

O experiente Khama Worthy também não resistiu à má fase e acabou dispensado. Aos 35 anos de idade, o americano somou três derrotas consecutivas. Vencedor do TUF 23, Andrew Sanchez não conseguiu ter uma boa sequência no UFC e acabou dispensado após três derrotas em suas últimas quatro lutas. Por fim, o islandês Teemu Packalen foi dispensado após uma vitória em quatro confrontos na maior organização do UFC e decidiu encerrar sua carreira no esporte.

+ Apoie o MMA Brasil e colabore com o jornalismo independente

Foto: Jason Silva/MMA Brasil