The Ultimate Fighter 29: Team Volkanovski vs. Team Ortega – Episódio 2

Por Felipe Freitas | 13/06/2021 19:20

O segundo episódio do programa The Ultimate Fighter 29 começou de um jeito descontraído. Alexander Volkanovski, campeão dos penas e um dos treinadores da temporada, visitou a casa do TUF e preparou um churrasco australiano. Os acompanhamentos foram alimentos low carb, especialmente pensado na dieta de todos os atletas da casa. Tenho que fazer um texto sobre o formato do TUF estar ou não ultrapassado, mas adianto que essas interações são divertidas e desempenham um papel similar ao da série Drive to Survive. Aproximam o público da realidade dos participantes e dos técnicos. Em um TUF com os técnicos lutando por cinturão, tem, sim, um “valor-notícia” elevado para a venda da luta.

Além de alimentos low carb, o churrasco foi acompanhado do UFC 261. O destaque foi dado para a vitória da desafiante Rose Namajunas sobre a campeã Weili Zhang/Zhang Weili. Gilbert Urbina, médio da equipe de Volkanovski, deu seu depoimento falando de como ele se sente inspirado pela trajetória de Namajunas no TUF. Resta saber se além da inspiração de Rose, Urbina tem talento.

Tens o que é preciso esmagares meu TUF? Fonte: Reprodução

O sósia do nosso querido Bielzito, Liudvik Sholinian, que por motivos de facilitar a minha vida eu chamarei de “Ludwig”, é o membro do Time Ortega que lutará nesse episódio. Ele é o lutador mais experiente da edição. Natural da Armêmia – morando em Kiev, Ucrânia, desde os 3 – vem do wrestling, foi do time olímpico do país e ostenta o cartel de 9-1-1. Seu estilo de luta? “Um carro… sem volante. Estilo doido. Sem volante”; SHAOLIN, Ludwig. O problema é sua noção de inglês. Edmen Shahbazyan, lutador do UFC, é seu parceiro de time.

O adversário de Ludwig será Mitch Raposo. O luso-americano, filho de açorianos, começou ainda criança nas artes marciais. O começo foi incentivado para controlar seu temperamento agitado e agressivo. O episódio mostra como é a casa e a família de Raposo. Terceiro de 4 irmãos, cresceu em uma pequena cidade em Massachusetts e tem os mesmos amigos desde o segundo ano americano. Sobre estar no The Ultimate Fighter, um amigo de Mitchell disse: é um momento que comentávamos desde o ginásio.

O episódio está bem adiantado. Um sinal que a luta vai para a decisão. Sinal tão forte que mostraram até a pesagem…

Luta do episódio: Liudvik Sholinian vs. Mitch Raposo

Raposo conseguia rodar bem no octógono enquanto Ludwig tentava encurralar. Destaco aqui a grande agilidade de Raposo. Mais rápido que o armênio, mas falta potência. Ludwig tentou uma queda que rapidamente foi defendida por Mitch. O primeiro round foi “agitado mas parado”. Foi uma vitória por 10-9 de Ludwig. Mas fiquei curioso para ver o gás do Mitch. Falando em curiosidade, eu juro que ouvi alguém falando em português na luta. Mas não faria sentindo o Rener Gracie, técnico do Time Ortega, falar em português com Ludwig. Parecia vir da arquibancada.

No segundo round, uma boa tentativa de queda do Ludwig nos primeiros minutos e depois outra queda bem executada, na qual ele derrubou e controlou as costas de Mitch, selaram o placar de 20-18 para Ludwig na minha contagem. Porém a Adelaide Bird estava de juiz lateral. Ou vai ver eu fiquei concentrado na fala em português e não vi o R1 para o Mitch. Mas se controle de octógono tem que ser levado em conta na luta, daria 10-9 para Ludwig.

Segundo round entre Liudvik e Mitch. Fonte: Reprodução.

Logo nos segundos iniciais, Ludwig derrubou o irmão açoriano. Aí foi mais um passeio. Você até pode ser um bom wrestler no MMA Regional, como era Raposo. Mas, my friend, Ludwig é outro nível. Raposo tentou uma raspagem, na bagunça acabou em um sprawl e foi para as costas de Ludwig, que parecia estar cansado. Ludwig conseguiu recuperar o controle e passou os segundos seguintes por cima. O árbitro mandou levantar. Numa entrada telegrafada do armênio, Mitch tentou uma guilhotina, mas acabou derrubado.

Resultado oficial: vitória de Liudvik Sholinian por decisão unânime.

Meu veredito: ambos lutadores são talentosos. Mitch parece ter bastante gás e é focado em seguir o plano de luta. Ludwig é forte, tem um bom controle no chão, mas parece que falta velocidade e gás. São dois lutadores para ficarmos de olho pós-TUF.

fight pick agora ficou com Volkanovski. Não entendi o que aconteceu. Sinceridade. Imagino que só pode ter dois fight pick em sequência. Eu não acompanhei os últimos TUFs… Mas vamos lá.

Próxima luta: Tresean Gore (Ortega) vs. Ryder Newman (Volkanovski). Um striker (Gore) contra um wrestler.

O que você achou dos lutadores do episódio? Conte para nós nos comentários!