Ronaldo Jacaré anuncia aposentadoria do MMA e retorno ao jiu-jítsu: “Eu sou movido a desafios”

Por Rodrigo Rojas | 11/08/2021 15:59

O brasileiro Ronaldo Jacaré anunciou que está aposentado das artes marciais mistas. O peso-médio, que fez história no jiu-jítsu e, mais tarde, lutando MMA no Dream, no Strikeforce e no UFC, competiu na última luta do seu contrato no UFC ao ser finalizado por André Sergipano e decidiu pendurar as luvas.

+ Podcast It’s Time! Ep. 359: Review do UFC 264 e UFC 265

Em entrevista ao ‘Combate‘, o experiente lutador afirmou que seu ciclo no octógono se encerrou depois de anos se dedicando exclusivamente a carreira de lutador de MMA. No entanto, ele afirmou que está voltando ao jiu-jítsu, esporte que o revelou para o mundo e o qual ele escreveu seu nome na história.

“Eu já lutei muito, me aposentei muito cedo do jiu-jítsu, eu acho que já lutei muito MMA e não tenho pretensão de voltar a lutar. Acabou mesmo. Estou me aposentando do MMA, e estou voltando ao esporte que eu fiz história, o esporte que gosto demais”, afirmou.

+ Apoie o jornalismo independente e seja colaborador do MMA Brasil

Animado com seu retorno aos tatames, Jacaré, inclusive, não descartou voltar a competir profissionalmente na arte suave. Movido a desafios, o brasileiro de 41 anos elogiou a evolução do jiu-jítsu como esporte e o cenário competitivo do esporte.

“Estou voltando a treinar e, quem sabe, eu volte a competir. Eu sou movido a desafios, e o jiu-jitsu pra mim está virando um desafio, pois está muito evoluído, tem muita coisa nova. Está bonito de se ver”, completou.

Souza começou no jiu-jítsu, modalidade em que foi campeão mundial em oito oportunidades e se tornou um dos maiores nomes da história do esporte. Além disso, foi campeão do ADCC, maior evento de luta agarrada do mundo. No MMA, começou no Jungle Fight, onde venceu Alexandr Shlemenko, que viria a ser campeão do Bellator. Em 2008, competiu no torneio do DREAM, no Japão, onde venceu Jason “Mayhem” Miller e perdeu para Gegard Mousasi, outra lenda do esporte.

Jacaré teve alguns dos principais momentos de sua carreira no extinto Strikeforce, evento em que foi campeão da categoria até 84kg. Na organização californiana, venceu Tim Kennedy para conquistar o cinturão e defendeu contra Robbie Lawler. Ele ainda superou Derek Brunson e Ed Herman, antes de a organização ser vendida ao UFC, que decidiu lhe contratar após o fim da então rival.

A carreira de Ronaldo Jacaré no UFC foi marcada por manter-se sempre no topo, ainda que batendo na trave nos momentos mais importantes. O brasileiro venceu nomes importantes como Vitor Belfort, Gegard Mousasi e Chris Weidman, mas acabou sendo derrotado nos momentos em que mais se aproximou de disputar o cinturão, como contra Yoel Romero, Robert Whittaker e Kelvin Gastelum. O manauara aposenta-se com um cartel de 26 vitórias e 10 derrotas, sendo oito vitórias por nocaute e quatro por finalização.

Foto: UFC/Divulgação/Twitter