Por Idonaldo Filho | 13/10/2021 23:08

Pode não ter sido lá o evento mais interessante em termos de nome, mas o UFC Vegas 39 trouxe um importante combate para a nova geração do MMA feminino no Brasil, entre duas das melhores atletas que o país tem hoje. Neste confronto principal, Marina Rodriguez saiu vitoriosa contra Mackenzie Dern, em luta dura que só terminou após os cinco assaltos. Vale destacar também as vitórias de Randy Brown e Matheus Nicolau, que sobem em suas respectivas categorias com triunfos também por decisão.

+UFC Vegas 39: Dern vs. Rodriguez – Resultados

+ Apoie o MMA Brasil e colabore com o jornalismo independente

Confira no MMA Brasil Matchmaker algumas possibilidades de casamentos envolvendo os lutadores que atuaram no UFC Vegas 38.

MARINA RODRIGUEZ VS. JOANNA JEDRZEJCZYK

Era um confronto de estilos, Marina a striker, tinha um caminho óbvio a seguir, evitando o clinch e atacando mais da longa distância em pé. Corria tudo bem até que, no segundo assalto, passou por alguns apuros contra Dern no solo. Em certos momentos, Rodriguez perdida no chão, até tentou encaixar uma finalização na ás do jiu-jítsu, obviamente sem sucesso. Mas de dificuldade, foi mais só isso, até por que de resto Marina obteve ampla vantagem em pé, desferiu muito mais golpes que Dern e venceu por uma margem confortável.

Essa sugestão não é nova. No início do ano, após Marina vencer Michelle Waterson, sugeri que ela enfrentasse logo de cara a ex-campeão Joanna Jedrzejczyk, e minha opinião segue a mesma. É uma das melhores pelejas a serem feitas nas categorias mais leves, garantia de violência enquanto durar, já que são duas trocadoras excelentes, cada uma com seu estilo, sendo um desafio muito grande para a brasileira enfrentar alguém de elite no muay thai, que é a sua principal ferramenta.

MACKENZIE DERN VS. CLAUDIA GADELHA

Mackenzie foi valente, isso não dá para negar. Mais uma vez ficou visível sua deficiência em pé, não arranjando nada, obviamente, nessa área. O que ficou um pouco mais nítido é que Mackenzie precisa melhorar seu wrestling para aplicar seu jiu-jítsu de altíssimo nível, dado que muitas vezes suas tentativas de queda parecem se basear tão somente na força bruta, não apresentando técnica refinada e sendo infrutíferas contra oponentes que se atentam a isso. É treinar e enfrentar alguém mais abaixo na tabela, para tentar voltar a coluna de vitórias.

Uma boa luta para Mackenzie, que estava no top 5, seria Claudia Gadelha. A ex-desafiante ocupa a oitava colocação no ranking do peso palha feminino e, assim como Mackenzie, tem sua especialidade no jiu-jítsu, embora saibamos que ultimamente Claudia, nas poucas aparições que fez recentemente (duas em 2020) anda preferindo o embate em pé. É um duelo de gerações que vale a pena ser feito, sendo uma oponente experiente que, mesmo estando já fora do auge, pode trazer uma contenda bastante complicada para Dern.

MATHEUS NICOLAU VS. VENCEDOR DE ALEX PEREZ/MATT SCHNELL

Uma das principais vítimas daquele corte absurdo que fora realizado no peso mosca algum tempo atrás, mas sendo recontratado com méritos e agora estando em ótima fase na carreira, Matheus Nicolau coloca mais um bom nome no cartel, derrotando o contender Tim Elliot, encerrando a sequência de dois triunfos do americano. Algumas dificuldades até existiram, mas no final obteve a vitória aproveitando das enormes brechas que Tim sempre costuma deixar defensivamente.

Estando 2-0 desde que voltou ao líder do mercado, já se colocando no top 10, dá pra fazer uma luta contra o vencedor de Alex Perez e Matt Schnell, que se enfrentam no UFC 269. Seria um confronto divertido contra qualquer um deles e, na minha opinião, Matheus é muito mais lutador que ambos, sendo que Matt só está no top 10 muito pela categoria se rasa, tendo acumulado quatro vitórias seguidas dentre as castas mais baixas, porém sofrendo com caras de maior nível. Já Perez, é um atleta mais qualificado, que teve oportunidades como desafiante e já fez alguns duelos encardidos. É um casamento extremamente justo em termos de ranqueamento, que pode ser realizado para o ano que vem.

ALEXANDER ROMANOV VS. BLAGOI IVANOV

Citado pelo MMA Brasil no De Olho no Futuro junto com o campeão Cyril Gane, vimos mas um bom desempenho do brutamontes Alexander Romanov. Enfrentando um cordeiro sacrificial em Jared Vanderaa, Romanov fez o de costume, agarrou, jogou o oponente no chão como um saco de batata, realizou transições no solo e bateu até o árbitro falar chega. No MMA, Alexander chegou ao cartel de 15-0, no UFC são quatro vitórias em sequência que certamente vão catapultar seu nome para os listados dentre os quinze melhores dos pesados.

Se queremos ver mais grosseria, por que não chamar Blagoi Ivanov? O búlgaro está bem sumido, mas traz credenciais interessantes para enfrentar Romanov, principalmente um sambo de elite, além da experiência e bom clinch. É disputa de pesos pesados do leste europeu, então a certeza é de que vamos ter um confronto muito duro e que ou reergue um bom atleta em baixa, em Ivanov, ou eleva Alexander de vez para disputas mais relevantes na categoria. O que acham?

Confira outras opções para os envolvidos no UFC Vegas 39:

Randy Brown vs.  Vencedor de Matthews/Wells
Jared Gooden vs. demissão
Tim Elliot vs. Sumudaerji
Mariya Agapova vs. Molly McCann
Sabina Mazo vs. Perdedora de Eubanks/Carolina
Chris Gutierrez vs. Marlon Moraes
Felipe Cabocão vs. Joshua Culibao
Jared Vanderaa vs. Perdedor de Mayes/Parisian
Damon Jackson vs. Lando Vannatta
Charles Rosa vs. Danny Henry
Lupita Godinez vs. Vencedora de Martin/Ruiz
Silvana Gomez vs. Cory McKenna
Steve Garcia Jr. vs. Perdedor de Dawson/Glenn
Charlie Ontiveros vs. demissão

Fotos: UFC/Divulgação