Por Idonaldo Filho | 21/04/2021 00:01

Não foi o melhor dos cards, mas o UFC Vegas 24 serviu para consolidar Robert Whittaker, que derrotou Kelvin Gastelum, como o próximo na linha da disputa de título, hoje pertencente ao nigeriano Israel Adesanya. Também vimos uma luta morosa de Andrei Arlovski e Chase Sherman, com vitória do experiente ex-campeão que em 2021 ainda consegue sobreviver na rasa divisão.

LEIA MAIS: UFC Vegas 24: Whittaker vs. Gastelum – Resultados

Confira no MMA Brasil Matchmaker algumas possibilidades de casamentos envolvendo os lutadores que atuaram no UFC Vegas 24:

Robert Whittaker vs. Israel Adesanya

O ex-campeão Robert Whittaker mais uma vez teve uma atuação de gala no octógono do UFC, dominando por completo Kelvin Gastelum, que entrou no duelo como substituto de Paulo Borrachinha. Dotado de técnica impressionante, Whittaker foi bastante preciso, acertando vários golpes certeiros e potentes em Gastelum durante o combate, com ocasionais quedas também. Com um ótimo resultado enfrentando mais um contender legítimo do peso médio, fica difícil negar a Robert uma revanche contra o campeão.

E é essa a sugestão. Israel Adesanya conquistou o título do peso médio do UFC ao derrotar Whittaker, que agora faz por merecer a revanche depois de se recuperar enfrentando alguns dos melhores atletas da divisão. Claro que, diante do desafio que Adesanya oferece, Whittaker terá que modificar bastante seu jogo tradicional de sequências precisas, mas repetitivas em pé. O campeão vem de derrota para Jan Blachowicz nos meios-pesados, mas ainda parece que reinará soberano nos 84kg. A revanche é a luta a se marcar neste momento sem dúvidas.

Kelvin Gastelum vs. Vencedor de Brad Tavares/Omari Akhmedov

Ganha pontos com o patrão Dana White por ter entrado como substituto, salvando o evento, mas o resultado não é animador para Kelvin Gastelum. O campeão do TUF 17 é notavelmente pequeno para a categoria, teimando em não voltar para o meio-médio ao não fazer dieta, sofrendo nas mãos de oponentes maiores. Entretanto, contra Whittaker, não foi só a diferença de tamanho, mas também a gritante diferença técnica que fez a diferença. Bom lutador, mas que vem de resultados que pouco empolgam, Kelvin terá que desafiar mais uma vez adversários da parte baixa da tabela.

Uma luta entre dois tops 15 que está marcada para julho envolve Brad Tavares e Omari Akhmedov. Não são dois atletas muito empolgantes e, nenhum deles tem perspectiva de crescer muito na categoria até por terem teto claro, mas são relevantes na missão de fazer uma “peneira” para mostrar quem está ou não apto a chegar ao ranking. O perdedor voltará a função de porteiro do ranking, já o vencedor poderia enfrentar Gastelum que é melhor colocado e precisa de um oponente com nível menor para tentar se reerguer.

Andrei Arlovski vs. Alexander Romanov

Surpreendentemente Andrei Arlovski vem sobrevivendo aos cortes de gastos que o UFC anda promovendo, com a demissão de alguns medalhões conhecidos e que recebiam um grande ordenado. Entrando em cima do laço, Arlovski fez uma luta burocrática como de costume e barrou uma ascensão de Chase Sherman, que foi recontratado pelo UFC recentemente após aventura no boxe sem luvas. Vencedor na decisão, Arlovski segue no líder do mercado e ultimamente anda servindo como desafio para jovens em ascensão no peso pesado.

Anteriormente havia marcado uma  entre experientes, com Arlovski enfrentando Alexei Oleinik. Mas um resultado nesta noite faz com que eu mude meus planos. Alexander Romanov fez uma luta feia com Juan Espino, mas conseguiu vencer na decisão técnica depois de sofrer um golpe baixo e o duelo acabando por ser encerrado antes do esperado. Romanov é acima da média da divisão e, mesmo não tendo um desempenho satisfatório neste último sábado, pode enfrentar o teste de Arlovski com o objetivo de chegar o top 15.

Jessica Penne vs. Karolina Kowalkiewicz

Eram sete anos sem vencer e quatro sem atuar, mas Jessica Penne conseguiu voltar ao cage do UFC e saiu vitoriosa, derrotando a estreante Lupita Godinez na decisão dividida, em boa e apertada peleja que contou com alguns momentos engraçados por parte da mexicana, que aplicou algumas quedas plásticas. Deste modo, Penne que é ex-desafiante, deve voltar aos holofotes podendo servir como teste para algumas lutadores mais jovens ou, atuar contra alguém de nível similar de experiência.

Opto pela segunda opção. Karolina Kowalkiewicz anda muito sumida, estando em uma sequência horrorosa de quatro derrotas consecutivas. Como Penne não mostrou nível tão alto em seu combate com Godinez, uma luta contra Kowalkiewicz faz sentido e tem apelo por serem duas ex-desafiantes com bom nome. É uma ideia que faz sentido e pode entregar uma contenda técnica e animada para algum UFC Fight Night, ao mesmo tempo que recupera uma das duas e dá a possibilidade de mostrarem que ainda possuem nível do evento.

Confira outros casamentos para os envolvidos no UFC Vegas 24:

Chase Sherman vs. Parker Porter
Abdul Razak Alhassan vs. demissão
Tracy Cortez vs. Vencedora de Moroz/Fiorot
Justine Kish vs. demissão
Luis Pena vs. Jalin Turner
Alex Munoz vs. Dakota Bush
Juan Espino vs. Raphael Pessoa
Lupita Godinez vs. Montserrat Ruiz
Gerald Meerschaert vs. Jacob Malkoun
Bartosz Fabinski vs. Charlie Ontiveros
Austin Hubbard vs. Alex Leko
Tony Gravely vs. Miles Johns
Anthony Birchak vs. demissão

Foto: Divulgação/UFC