Por Idonaldo Filho | 21/09/2020 21:06

O UFC Vegas 11 marcou o último evento do líder do mercado em Las Vegas no mês, devido ao retorno aos Emirados Árabes, na Ilha da Luta. O evento foi bem preenchido, entregando grandes duelos e algumas conclusões interessantes acerca de certos lutadores.

Na principal peleja da noite vimos Colby Covington retornar a coluna das vitórias. O “Chaos” foi dominante e aumentou a má sequência de resultados de Tyron Woodley. Um confronto divertido entre Donald Cerrone e Niko Price, além das impactantes vitórias das promessas Khamzat Chimaev e Mackenzie Dern também fizeram parte do card.

Confira no MMA Brasil Matchmaker algumas possibilidades de casamentos para os envolvidos no UFC Vegas 11.

Colby Covington vs. Perdedor de Kamaru Usman/Gilbert Burns

O polêmico Colby Covington venceu mais uma importante luta na carreira. Tudo bem que Tyron Woodley parece estar em franca decadência, mas é um nome excelente para se ter no cartel, já que é o último campeão da categoria. O ex-campeão interino dominou a luta tanto em pé, quanto no grappling, e obteve a vitória definitiva após seu oponente lesionar uma costela no quinto round.

Diante desse resultado e, considerando a posição de Colby no ranking, as principais opções envolvem a luta do titulo que deve acontecer no UFC 256 e Leon Edwards. Minha preferência é que Edwards enfrente Santiago Ponzinibbio no retorno do argentino. Para o americano, deve sobrar o derrotado do duelo entre Usman e Burns.

Em um primeiro caso, com derrota de Usman, teriamos uma revanche um pouco cedo demais. Porém, muitos consideram que Colby estava até mesmo vencendo o campeão até o nocaute. Portanto, poderia ser mais um capítulo dessa rivalidade. Se o derrotado da luta pelo cinturão for Durinho, temos uma luta muito mais interessante, tendo em vista o contraste de estilos, uma antiga rivalidade da extinta Blackzillians com a ATT, e por Covington ter algumas rusgas com os fãs brasileiros. Para mim, poderia ser o cenário ideal até mesmo se Gilbert levar a cinta.

Tyron Woodley vs. Rustam Khabilov

Podemos dizer que Woodley está muito perto da aposentadoria. O ex-campeão perdeu os últimos 15 rounds que lutou praticamente, mostrando declínio físico, travando bastante nas lutas e atuando de forma muito mais apática do que de costume. São três derrotas seguidas contra os principais membros da divisão, então devemos ver uma queda brusca no nível de seu próximo adversário.

Uma sugestão de casamento tradicional poderia oferecer Neil Magny, uma revanche contra Robbie Lawler entre outros. Vou um pouco mais abaixo. O russo Rustam Khabilov foi ranqueado no peso leve durante um tempo, acumula sete vitórias em oito lutas, mas não parece o mesmo lutador de outrora mais.

Khabilov já teve problemas com a balança na categoria de baixo, decidindo subir de categoria definitivamente após perder para o brasileiro Carlos Diego. A estreia na nova divisão foi com uma vitória morna. É um casamento competitivo para Woodley, já que Rustam é menor, não tem uma trocação tão boa e não parece estar em sua melhor fase técnica. Não deve ser uma luta atrativa, mas se Tyron ainda quer continuar lutando, é válido.

Donald Cerrone vs. Erik Koch

Donald Cerrone está há um ano sem saber o que é uma vitória. São cinco lutas, contando com esse empate contra Niko Price, mostrando nitidamente que o “Cowboy” já não é mais o mesmo. Contra Niko, o veterano sofreu no início, mas foi se recuperando e teve um desempenho melhor no final da luta. O problema é que Price era um oponente que o ex-desafiante de alguns anos atrás demoliria com facilidade, mas que hoje o venceria se não fosse o ponto corretamente deduzido no primeiro assalto.

Como a sequência é ruim, a tendência é que Cerrone enfrente alguém mais acessível. Contemporâneo do “Cowboy” no WEC, o quase desafiante dos penas Erik Koch surge como opção. Aos 31 anos, Koch vem sendo muito inativo e tendo desempenhos irregulares. Se Donald não conseguir vencer o algoz de Raphael Assunção, é sinal que é melhor se aposentar.

Khamzat Chimaev vs. Omari Akhmedov ou Gunnar Nelson

Não tem nem muito o que falar sobre o desempenho de Chimaev. O checheno apagou Meerschaert em poucos segundos com um soco só e levou o seu hype até as estrelas. Houve boatos de que ele enfrentaria Demian Maia, mas não gosto dessa ideia. Com a incerteza de qual categoria ele atuará no futuro, serão dois os oponentes ofertados aqui na coluna.

É mais que certo que o UFC dará uma luta importante para ele, mas vamos com calma, são só três lutas. Se quiser continuar nos médios para o próximo duelo, Omari Akhmedov é ranqueado no evento e é um oponente acessível e que não está em fim de carreira. Caso retorne aos meios-médios, Gunnar Nelson é alguém de nome e que mesmo em má fase, pode oferecer um desafio técnico diferente para Khamzat.

Johnny Walker vs. Anthony Smith

Walker foi competente por superar os knockdowns sofridos, obtendo uma virada e um importante resultado no Sábado. Porém, é obrigação de Johnny melhorar o sistema defensivo em geral caso queira seguir adiante na tabela, buscando esconder a absorção duvidosa de golpes. Um adversário tão problemático defensivamente como ele pode ser uma boa.

Ex-desafiante, Anthony Smith preenche o requisito. Smith vem de derrotas pesadas, mas é um atleta com mãos pesadas que daria luta dura contra Walker. Defensivamente, o “Lionheart” tem muitos problemas, o que provavelmente propiciaria uma luta de alto grau de entretenimento.

Mackenzie Dern vs. Tecia Torres

Depois de críticas no inicio de carreira a sua forma física e responsabilidade como lutadora, parece que Mackenzie, agora sim, se tornou a lutadora que esperávamos. O grappling de Dern é inquestionável, e foi ele que garantiu o desempenho positivo contra a experiente Randa Markos.

É outra lutadora experiente que sugiro para Dern. Tecia Torres vem servindo como porteira oficial da categoria, vencendo a promessa Brianna Van Buren em sua ultima aparição no octógono. Contra Torres, Dern deve ser melhor testada em pé, já que a americana é uma competente wrestler, mesmo sendo menor.

Confira outros casamentos envolvendo os atletas que lutaram no UFC Vegas 11:

Niko Price vs. Li Jingliang
Gerald Meerachaert vs. Anthony Hernandez
Ryan Spann vs. Jamahal Hill
Randa Markos vs. Mizuki Inoue
Kevin Holland vs. Brad Tavares
Darren Stewart vs. Jamie Pickett
David Dvorak vs. Rogério Bontorin
Jordan Espinosa vs. Jimmy Flick
Damon Jackson vs. Herbert Burns
Mirsad Bektic vs. Julian Erosa
Mayra Bueno vs. Perdedora de Gillian Robertson/Poliana Botelho
Mara Romero Borella vs. Demissão
Jessica-Rose Clark vs. Lina Lansberg
Sarah Alpar vs. Julija Stoliarenko
Darrick Minner vs. Chase Hooper
TJ Laramie vs. Jacob Kilburn
Randy Costa vs. Luke Sanders
Journey Newson vs. demissão
Andre Ewell vs. Sean O’Malley
Irwin Rivera vs. John Castaneda
Tyson Nam vs. Manel Kape
Jerome Rivera vs. Perdedor de Su Mudaerji/Malcolm Gordon

E vocês, o que sugerem? Vamos discutir na caixa de comentários!

FOTO: UFC/Divulgação