Por Idonaldo Filho | 13/07/2021 16:58

O UFC 264 foi memorável e trouxe um dos principais cards  do ano, que correspondeu as expectativas. Na luta principal, um desfecho inesperado, com a vitória de Dustin Poirier após uma feia lesão de Conor McGregor. Antes do confronto estelar, vimos Gilbert Burns marcando sua posição como um dos melhores dos meios-médios, dominando Stephen Thompson durante três assaltos.

+ UFC 264: Poirier vs. McGregor 3 – Resultados

Confira no MMA Brasil Matchmaker algumas possibilidades de casamentos envolvendo os lutadores que atuaram no UFC 264:

DUSTIN POIRIER VS. CHARLES DO BRONX

E a trilogia termina bem para o lado do estadunidense! Poirier levou mais uma vez a vitória contra o irlandês, encerrando a sequência de lutas com duas vitórias, colocando para trás aquela primeira entre ambos, onde McGregor havia vencido. Neste último fim de semana vimos Dustin superior no combate, não sendo ameaçado pelas tentativas pouco ortodoxas de Conor, conseguindo desferir fortes golpes tanto em pé, quanto no ground and pound. Infelizmente, houve a lesão, mas até aquele momento o que foi visto era boa vantagem do ex-campeão interino.

O cinturão é do brasileiro Charles do Bronx, que estava entre os espectadores na arena e certamente aguardava o desfecho da luta principal. Não vejo outra opção que não seja contra Charles. É uma peleja bastante interessante e que tem um confronto de estilos que tem tudo para empolgar as massas, entre dois atletas agressivos e que batem pesado. Dado que não suou muito no octógono, acredito até que essa possa ser marcada ainda neste ano.

CONOR MCGREGOR VS. NATE DIAZ 3

Muito provocador, Conor McGregor esteve sobre maus lençóis ao encarar uma enxurrada de golpes no solo, ainda no primeiro assalto da luta principal do UFC 264. Quando se levantou, foi tentar atingir Poirier com um direto e acabou por sofrer uma feia e grave lesão no pé, que impossibilitou sua volta, tendo que sair do octógono com imobilização na região. Sabemos de todo poder do irlandês, mas sua imagem fica um pouco arranhada, ao menos em termos de cinturão por agora – o que não significa muito já que Dana White faz o que McGregor quer. O retorno deve demorar um pouco, mas há uma opção bem plausível para acontecer.

E essa é a trilogia contra Nate Diaz. Tudo bem, imagino que muitos até estejam cansados, mas para os dois a luta faz sentido, pois tem potencial de venda e traz dois atletas em má fase, que buscam voltar a coluna de vitórias após derrotas pesadas neste ano.  Aliás, é a chance do UFC conseguir fazer mais um pouco de dinheiro também de dois atletas em baixa esportiva, logo alçando o vencedor para as cabeças mais uma vez.

GILBERT DURINHO VS. COLBY COVINGTON

Não foi um desempenho que encheu muito os olhos dos fãs mais ávidos por duelos movimentados, mas essa atuação trouxe a afirmação de que Gilbert Durinho hoje é parte inconteste da elite dos 77kg. Stephen Thompson é um dos melhores trocadores do evento, mas sofreu com a insistência do brasileiro em levar o combate para a luta agarrada, trazendo o para o clinch e derrubando o americano. Aproveitando as benesses da inteligente estratégia, Durinho triunfou e se coloca no bolo para ser novamente desafiante de Kamaru Usman.

Hoje, eu iria de Leon Edwards como desafiante de Usman. Para Durinho, acredito que uma luta contra o controverso Colby Covington seria uma excelente escolha. Contra Covington, o carioca provavelmente não teria sucesso utilizando o wrestling, mas poderia utilizar sua potente trocação, em um contraste ao volume intenso de golpes de Covington, que não é conhecido pelo poder de nocaute. É possível considerar uma eliminatória para o cinturão sem muitos problemas e, para mim seria o casamento ideal no momento.

STEPHEN THOMPSON VS. BELAL MUHAMMAD

Se vencesse, muito provavelmente poderia ser Stephen Thompson o próximo desafiante de Kamaru Usman, porém o carateca foi superado por Gilbert Burns e viu suas chances de desafiar o campeão diminuírem bastante, principalmente por conta da idade. Em pé poucos são capazes de bater o Wonderboy, mas faltou combinar com a defesa de quedas. Após essa derrota, provavelmente voltará a atuar como porteiro, enfrentando lutadores em ascensão na categoria que almejam o top 5.

Belal Muhammad se encaixa exatamente nessa categoria. Tudo bem que, sua chance contra um atleta de elite foi contra Leon Edwards, mas durou pouco e acaba não contando muito. Estando invicto há seis lutas, Muhammad é capaz de mesclar bem entre o boxe e o wrestling, mas não é especial em nenhuma área em específico, como enfrentará um especialista em Thompson, é uma contenda que interessa para saber qual prevalecerá, tendo que ficar atentos também sobre como o avanço da idade de Stephen afetará seu jogo.

TAI TUIVASA VS. TOM ASPINALL

A carreira de Tai Tuivasa no líder do mercado é curiosa. Após surgir como prospecto, vencendo três duelos em sequência e virando ranqueado, amargurou igual número de reveses e chegou a ser demitido, mas, foi recontratado rapidamente e agora voltou a obter uma trinca de vitórias. Contra Greg Hardy, Tuivasa fez a alegria dos fãs de MMA, acertando um pesado contragolpe no ex-jogador de futebol americano, conseguindo um importante nocaute, comemorando de sua tradicional – e nojenta – forma, bebendo cerveja em sapatos alheios.

Não temos muitas opções interessantes na categoria dos pesados, o que praticamente obriga uma luta entre prospectos. O inglês Tom Aspinall vem crescendo bastante no UFC, também é conhecido como nocauteador e possuí atleticismo adequado se comparado com os rivais. Tuivasa merece encarar alguém do ranking, podendo ser Tom seu próximo oponente, em uma peleja entre dois pesados em crescimento na carreira, em busca de um duelo contra alguém mais experiente no top 10.

Confira outras opções para os envolvidos no UFC 264:

Greg Hardy vs. Justin Tafa
Irene Aldana vs. Germaine de Randamie
Yana Kunitskaya vs. Perdedora de Ladd/Chiasson
Sean OMalley vs. Cody Stamann
Kris Moutinho vs. Kevin Natividad
Carlos Condit vs. aposentadoria
Michel Pereira vs. Max Griffin
Niko Price vs. David Zawada
Ilia Topuria vs. Bryce Mitchell
Ryan Hall vs. Kron Gracie
Trevin Giles vs. Abu Azaitar
Jennifer Maia vs. Alexa Grasso
Jessica Eye vs. Vencedora de Santos/Bohm
Brad Tavares vs. Perdedor de Cannonier/Gastelum
Omari Akhmedov vs. Dricus du Plessis
Zhalgas Zhumagulov vs. Bruno Bulldog
Jerome Rivera vs. demissão

Foto: UFC/Divulgação/Twitter