Joanna Jedrzejczyk mira revanche contra Carla Esparza por chance ao cinturão dos palhas

Por Matheus Costa | 20/11/2021 16:18

Depois de protagonizar uma das principais lutas do ano de 2020 ao ser superada pela então campeã dos palhas Weili Zhang, a polonesa Joanna Jedrzejczyk resolveu dar uma pequena pausa na carreira para focar em outros assuntos. Após quase dois anos, a ex-campeã já fala sobre seu retorno ao octógono e, inclusive, já tem até um nome de preferência: Carla Esparza.

A “Cookie Monster” se encontra num limbo na divisão dos palhas. Ela aguarda por uma oportunidade de disputar o cinturão e até mesmo a campeã Rose Namajunas já disse que Esparza é a única que faz sentido para sua próxima defesa de cinturão, mas Dana White já avisou que a postura de não aceitar lutas que não sejam pelo cinturão não lhe agrada. Para Joanna, a oportunidade de enfrentar Esparza é perfeita, principalmente pela chance futura de enfrentar Namajunas pelo título.

+ UFC Vegas 43: Vieira vs. Tate – Resultados

“Seria uma luta interessante. Nós temos uma história legal. Ela está esperando por uma disputa de cinturão mas eu não sei o que vai acontecer. Ela talvez receba a disputa de cinturão, ela talvez não ganhe porque o Dana diz uma coisa totalmente diferente do Mick (Maynard, matchmaker do UFC). Eu não sei. Eu adoraria enfrentá-la, e se ela quiser ganhar uma disputa de cinturão, eu posso lutar com ela”, disse ao “South China Morning Post”.

Com a incerteza sobre o futuro de Carla Esparza, Joanna também tem um ‘plano b’ na manga para seu retorno ao octógono. Justamente a chinesa Weili Zhang, sua última adversária e responsável pela última derrota em sua carreira. A polonesa não descarta a ex-campeã como um alvo para a sua triunfal volta ao esporte, mas explicou que não sabe o que irá acontecer.

+ Apoie o jornalismo independente e seja um colaborador do MMA Brasil

“Ela (Zhang) talvez seja a próxima, não sei. Eu não sei o quanto eu preciso lutar com a Weili Zhang para ganhar uma disputa de cinturão, caso a Rose não esteja pronta para lutar em março ou abril – porque eu acredito que ela queira descansar. Ela teve uma grande atuação em uma luta muito dura de cinco rounds, então eu espero que ela queira curtir um tempo como campeã e como pessoa. Vamos ver. Eu não quero qual vai ser o próximo passo”, explicou.

Joanna também revelou que talvez tenha uma reunião com Dana White e/ou Mick Maynard em dezembro para discutir os detalhes de seu retorno ao octógono. Após quase dois anos afastada, a polonesa de 35 anos só tem uma exigência para sua próxima luta: pressa. Ela não quer perder mais tempo.

“Eu talvez vá aos Estados Unidos para ser corner do Mateusz Gamrot em dezembro, então talvez eu tenha um jantar com Dana ou Mick para conversar com eles sobre o meu retorno. Eu sei como fazer a parte do business e eu sei o que o Dana e o UFC me prometeram depois da minha última luta, mas eu entendo a posição da Rose. Ela é a campeã e ela pode decidir quem ela quer enfrentar e quando. Eu quero voltar ao octógono entre março e abril, então se a campeã não estiver disponível ou não quiser me enfrentar, eu vou aceitar outra luta porque eu apenas quero voltar. Eu não quero ficar sentada esperando por mais seis, oito, 12 meses. Não é que o UFC esteja me pressionando para voltar, mas eu apenas quero fazer o que é melhor para mim”, encerrou.

Foto: UFC/Divulgação/Twitter