Confronto entre Vitor Belfort e Oscar De La Hoya no boxe deixa de ser exibição e vira luta profissional

Por Matheus Costa | 23/07/2021 20:12

A luta entre Vitor Belfort e Oscar De La Hoya ganhou um novo episódio durante esta semana. O confronto, que marca o retorno de ambos ao boxe após 15 e 13 anos – respectivamente -, estava planejado para ocorrer no molde de exibição. No entanto, a Triller, empresa responsável por promover a luta, anunciou que o duelo será considerado sancionado profissionalmente.

+ Brandon Moreno planeja retorno em novembro, mas não se anima com trilogia contra Deiveson Figueiredo

Agora, com regras profissionais do boxe, o confronto será válido pela categoria dos meios-pesados (79,4kg), e terá 2,2kg acima do limite de permissão. Além disso, o evento será sancionado pela Comissão Atlética do Estado da Califórnia e terá oito rounds de três minutos cada.

+ Apoie o MMA Brasil e seja colaborador do site

Algo que também foi alterado sobre o combate foi o local e a data oficial do evento. A expectativa era que a luta ocorresse em Las Vegas, mas a Triller, através de seu presidente Ryan Kavanaugh, anunciou ao site da “ESPN” que a sede oficial será o Staples Center, em Los Angeles, Califórnia (EUA) no dia 11 de setembro.

A luta será a primeira vez em que Vitor Belfort voltará a competir profissionalmente em um esporte de combate desde 2018, quando foi nocauteado por Lyoto Machida no UFC 224 e se despediu da organização. O brasileiro competiu apenas uma vez no boxe profissional, em 2006, quando venceu Josemario Neves por nocaute.

Membro do hall da fama do boxe e um dos maiores boxers das últimas décadas, Oscar De La Hoya voltará aos ringues pela primeira vez desde 2008. Campeão olímpico em 1992 e detentor de 11 cinturões em seis categorias diferentes, o “Golden Boy” venceu 17 campeões mundiais ao longo de sua carreira e se manteve invicto por quase sete anos com 31 vitórias. Ele encerrou sua trajetória com o cartel de 39 vitórias e seis derrotas.

Foto: UFC/Divulgação/Site Oficial