Bellator demite Roger Huerta, Brandon Girtz e mais seis lutadores

Por Matheus Costa | 21/04/2021 12:16

Bellator resolveu promover mudanças em seu plantel de lutadores nesta semana. A organização optou por rescindir contrato com oito lutadores de diferentes categorias de peso que atuaram recentemente na empresa. A informação foi confirmada pelos oficiais da companhia ao “MMA Junkie“.

MMA Brasil Matchmaker: Lutas a casar após o UFC Vegas 24

Dos oito lutadores dispensados, dois chamam mais atenção. O veterano Roger Huerta, que teve passagens marcantes por WEC e UFC, não teve sorte na sua segunda passagem pela organização e foi derrotado em todas as suas quatro lutas. Quem também encerrou sua passagem foi o peso pena Brandon Girtz, que competiu em 26 oportunidas no Bellator e somou um cartel de 16 vitórias e 10 derrotas. Seu retrospecto recente, no entanto, soma seis derrotas em oito lutas.

+ Participe do programa de colaboradores do MMA Brasil e apoie o jornalismo independente de MMA

Nomes um pouco menos conhecidos do grande público também estão na lista de demitidos. O ex-UFC Paul Redmond assinou com a organização em 2017, mas não se destacou. Em apenas três lutas, o irlandês somou apenas uma vitória no cage da organização. Outro nome relativamente conhecido é o de Richie Smullen, participante do TUF 27 e que venceu três de suas quatro lutas na empresa.

Os outros nomes que completam a lista são os dos pesos galos Cal Ellenor Frans Mlambo, o peso pena Arbi Mezhidov e o peso leve Ryan Roddy. Os quatro lutadores não mostraram grande frequência em lutas no cage da organização presidida por Scott Coker e, somados, atuaram em apenas oito lutas na empresa. Juntos, somaram apenas um cartel de cinco vitórias e três revezes.

Foto: Bellator/Divulgação