Artur Beterbiev atropela Joe Smith Jr e conquista terceiro cinturão nos meio-pesados

Por Matheus Costa | 19/06/2022 16:01

O reinado de Artur Beterbiev continua intacto e melhor do que nunca na categoria dos meio-pesados. Escalado para uma de suas principais lutas de sua carreira contra Joe Smith Jr, o russo não mostrou nenhum grau de dificuldade. Em apenas dois assaltos, o atleta invicto anotou mais um nocaute brutal para o seu currículo e mais um cinturão. Agora, além dos cinturões da IBF e da WBC, ele se tornou o novo campeão da WBO nos meio-pesados.

boxer de 37 anos não teve grandes dificuldades durante os dois assaltos do confronto. O grande diferencial do combate foi a precisão e o poder de seus golpes, que causaram um knockdown em Smith no fim do primeiro assalto e mostraram o caminho para o fim. No segundo assalto, Smith deu sinais de que não estava em plenas condições físicas e não havia se recuperado totalmente do primeiro round.

O segundo round foi um completo passeio de Beterbiev, que anotou três knockdowns: no primeiro, um cruzado de esquerda mandou Smith para a lona. Joe voltou de pé, mas uma sequência grande de socos o mandou de volta para o chão. Por fim, o campeão da WBO foi atingido com dois uppercuts brutais, que foram o suficiente para o árbitro interromper o confronto antes que ele fosse ao chão pela última vez. O confronto foi interrompido oficialmente aos 2:19 do segundo round.

Durante a entrevista após a luta, Beterbiev, detentor de três dos quatro cinturões da categoria dos meio-pesados, afirmou que deseja ser um bom boxer um dia em uma análise bem sincera de sua nova vitória.

“Eu quero ser um bom boxer talvez um dia, então é por isso que eu acho que fui um pouco melhor do que da última vez. O Joe estava um pouco aberto e foi mais fácil para atingi-lo. São dois lutadores que têm um bom soco e ambos tentaram acertar primeiro. Desta vez eu tive sorte e consegui bater primeiro”, afirmou.

Aos 37 anos de idade, Artur Beterbiev é o único campeão no boxe profissional que possui um cartel completo de 100% de nocautes em sua trajetória. Para sua próxima luta, a “ESPN” afirmou que a tendência é que ele enfrente o inglês Anthony Yarde ao invés de uma unificação dos cinturões contra Dimitry Bivol.

Foto: Top Ranking/Divulgação