Yoel Romero processará Comissão Atlética do Estado de Illinois

Por Gabriel Camargo | 14/06/2018 15:42

Em entrevista ao programa “The MMA Hour”, nesta segunda-feira (11), os empresários de Yoel Romero, os irmãos Kawa, afirmaram que irão entrar com um processo contra a Comissão Atlética do Estado de Illinois, devido aos acontecimentos na pesagem do UFC 225.

Depois de falhar na sua primeira tentativa de bater o limite da categoria dos médios, em cerca de 450g, o cubano teria mais duas horas para perder o peso excedente, o que ele não conseguiu, pois em sua segunda tentativa restaram 90g para chegar ao peso combinado, fazendo sua luta contra Robert Whittaker não mais valer o cinturão. Porém, de acordo com a equipe de Romero, eles não puderam utilizar todo o tempo necessário. Nancy Illg interrompeu a desidratação do lutador restando cerca de uma hora para o fim do prazo, mesmo os médicos o tendo liberado para terminar a perda do peso, tempo que seria o necessário para terminar o processo com sucesso, como o próprio Yoel relatou a imprensa presente na United Center.

“Fiquei com um pouquinho mais de peso, mas não foi minha culpa, podia ter batido normalmente. O erro foi feito pela Comissão. Me deram duas horas para bater o peso, mas com 45 minutos cortando o peso, me tiraram. Se me dessem as duas horas, eu bateria o peso”

Abe Kawa contou que as duas horas a mais estavam dentro do planejado desde o começo para o corte de peso do cubano, “Todo o plano era usar essas duas horas. Então, tudo o que fizemos a partir desse ponto no corte de peso foi usar essas duas horas extras que nos restavam”. Seu irmão, Malki, garantiu já estar com tudo pronto para poder dar entrada no processo contra a Comissão Atlética, “Vamos processá-los. Vou mandar a papelada em breve. Está saindo provavelmente esta semana”.

O cubano saiu derrotado por decisão dividida e também teve 20% da sua bolsa repassadas para Whittaker e não recebeu o bônus de 50 mil dólares pela luta da noite.

Colaborador do MMA Brasil, fã de esportes, músico aos fins de semana, estudante de engenharia, perdido no interior de São Paulo.