Yoel Romero afirma que resultado positivo em teste antidoping tirou Paulo Borrachinha do UFC Lauderdale

Por Rafael Oreiro | 11/03/2019 19:07

Poucos dias depois da confirmação de seu combate contra Ronaldo Jacaré no UFC Fort Lauderdale, o cubano Yoel Romero foi ao programa “Helwani Show” para comentar sobre o confronto e sua participação no reality show Exathlon, além da razão pela qual foi informado que foi a causadora do cancelamento de sua luta contra Paulo Borrachinha.

Há muito tempo especulada, a participação de Romero na luta principal do UFC do dia 27 de abril demorou a ser confirmada por causa da participação do cubano no programa Exathlon, competição onde participantes – divididos entre celebridades e anônimos – são testados em diversos testes físicos e circuitos de obstáculos.

Apesar da saída do reality show antes de seu final, o “Soldado de Deus” disse não ter sido eliminado da competição, se retirando somente por causa de um incômodo no joelho.

“Tive uma experiência bonita com as pessoas do Exathlon, eu nunca vou esquecer esse tempo.

Eu estava com dor no meu joelho. Quando eu vim, eu estava com dor, meu joelho estava um pouco inflamado, então foi melhor sair da competição.”

Primeiramente, era esperado que a luta principal do cubano em Fort Lauderdale fosse contra Paulo Borrachinha, brasileiro que vem sido bastante valorizado no UFC após quatro vitórias impressionantes na organização. Porém, o anúncio do combate contra Jacaré descartou essa possibilidade.

Depois de algum tempo de silêncio sobre a causa da desistência da opção por Borracinha, Romero disse na entrevista que a razão que o UFC lhe deu para a troca de oponentes foi que o brasileiro haveria sido pego pela USADA em um teste antidoping. Apesar da informação – ainda não confirmada nem comentada por nenhum dos outros envolvidos – o cubano não soube dizer a substância que foi acusada no sangue de Paulo, e negou saber quanto tempo este ficará afastado.

É bom lembrar que, com a mudança de política da USADA adotada no final de 2018, qualquer tipo de violação encontrada em exames antidoping será informada somente após a resolução completa do caso. Com isso, os casos de potencial falha nos exames da organização pararam de ser divulgados antes que os lutadores possam se defender.

“O problema é que, pelo o que ouvi, o Paulo Costa [Borrachinha] foi testado positivo pela USADA. Foi isso que aconteceu. O UFC ligou para o meu empresário e disse que o Paulo Costa estava fora porque testou positivo e agora nós precisávamos de um outro oponente. Eles ofereceram o Jacaré Souza e eu disse OK, eu enfrento ele.

Me sinto mal por ele [Borrachinha]. Ele precisa aprender. Se ele tomou não tomou, ele que sabe.”

Agora confirmado para fazer a revanche contra Ronaldo Jacaré, Romero descartou que o resultado do último combate tenha alguma influência em sua preparação para esta luta. Os dois se enfrentaram no UFC 194, em dezembro de 2015, e na oportunidade o cubano saiu vencedor em uma apertada decisão dos juízes.

“Eu não estou mais confiante por causa da última vez em que enfrentei ele [Ronaldo Jacaré]. Todo dia é diferente. Foi uma luta bastante apertada, e agora nós teremos outra oportunidade.

Estou muito animado, muito feliz por lutar bem perto de Miami. Quero lutar pelos latinos, pelos cubanos. Queria lutar em Miami, mas não sei o que aconteceu, por causa da arena o UFC mudou o local. É o que é.”