Valentina Shevchenko finaliza Julianna Peña com atuação inteligente e vai atrás de Amanda Nunes

Bem no clinch e no chão, Valentina Shevchenko finalizou Julianna Peña no UFC On FOX 23 e foi agraciada com a chance de desafiar o cinturão de Amanda Nunes, em revanche de combate acontecido em março passado.

Disciplina, técnica e versatilidade. Essas foram as chaves usadas por Valentina Shevchenko na luta principal do UFC On FOX 23. Com um armlock, a quirguiz finalizou Julianna Peña e vai atrás da campeã Amanda Nunes.

Peña achou que travar Shevchenko no clinch seria uma boa estratégia. Mais forte fisicamente, a vencedora do TUF conseguiu algumas boas joelhadas na grade. Porém, provavelmente esqueceu que Valentina derruba bem daquela posição e acabou sofrendo duas quedas. Na primeira, levantou-se rapidamente. Na segunda, ficou sob ground and pound por um tempo até tentar girar e pegar um armlock. Sheva defendeu bem e saiu com o primeiro 10-9.

No segundo assalto, Peña acelerou em busca do clinch e levou um tempo trabalhando ali até conseguir derrubar e cair por cima da guarda da quirguiz. No entanto, ficou clara a diferença técnica no solo. Valentina se posicionou e escalou a guarda. Quando viu a oportunidade, catou o braço de Julianna e encaixou o armlock. Quando Peña tentou defender, Valentina girou junto e envergou ainda mais a articulação da oponente, que não viu outra saída senão batucar na marca de

Após o anúncio oficial feito por Bruce Buffer, Amanda subiu no octógono e as lutadoras trocaram provocações, mas em clima amistoso, acabando com Valentina rindo e aplaudindo. Fica a torcida para o UFC marcar o combate para o pay-per-view no Brasil, em junho.

Jorge Masvidal nocauteia Donald Cerrone duas vezes na luta coprincipal

A polêmica na virada do primeiro para o segundo round não interferiu na bela atuação de Jorge Masvidal. Ele praticamente teve que nocautear Donald Cerrone duas vezes para seguir crescendo na divisão dos meios-médios.

Cerrone começou a luta com a tática correta, usando chutes baixos para minar a base de boxeador e usando os jabs em retaliação. Porém, Masvidal tirou proveito do fato de o adversário se movimentar pouco e passou a acertar socos em sequência. Cerrone vinha com leve vantagem até o fim, quando levou um knockdown que iniciou uma polêmica. O Cowboy caiu desacordado e foi bombardeado no ground and pound. Quando o árbitro Herb Dean entrou para decretar o nocaute técnico, a buzina soou praticamente no mesmo instante, mas um pouquinho depois. Dean decidiu que o assalto havia acabado e o combate seguiu.

Donald não se recuperou no intervalo e Masvidal voltou para decidir a luta. Depois de bloquear um chute no corpo, Masvidal mandou o rival novamente a knockdown, mas desta vez tinha tempo de sobra para terminar a contenda. Herb Dean parou a ação com um minuto do segundo round.

O revés foi o primeiro em cinco lutas como meio-médio de Cerrone. Já Masvidal deve avançar no ranking com a terceira vitória seguida.

Uppercut dos infernos de Francis Ngannou dá cabo de Andrei Arlovski

A técnica de Andrei Arlovski poderia prevalecer, mas, no fim das contas, foi a potência incrível de Francis Ngannou que deu contornos finais ao duelo de pesos pesados em Denver.

Muito mais experiente, Arlovski caiu no conto do vigário contra um lutador bem mais cru. Ngannou plantou no centro do octógono e esperou o bielorrusso se aproximar. Ao invés de se movimentar na longa distância, Andrei fez o que o camaronês queria. Não deu outra: um cruzado de esquerda pegou na tampa do coco de Arlovski e um uppercut de direita monstruoso colidiu violentamente contra o combalido queixo do ex-campeão. Arlovski descolou os pés do chão e desabou. O confere aplicado foi só protocolar. Ngannou conseguiu o nocaute na marca de 1:32, deixando Arlovski com quatro derrotas seguidas – o lutador radicado em Paris venceu a quinta em igual número de lutas no UFC.

Jason Knight passeia no chão e pega Alex Caceres no mata-leão

O combate começou bastante movimentado e também cheio de erros. A movimentação melhor de Caceres permitiu que ele tivesse um volume de golpes maior inicialmente, mas a potência dos punhos de Knight foram paulatinamente quebrando o ritmo do oponente. No fim de um equilibrado round, Jason conseguiu um knockdown e uma queda seguida de um rápido bote para o mata-leão, ofensivas que deu lhe garantiram o 10-9 de abertura.

O segundo assalto começou na mesma toada, mas Knight mudou de nível com um belo harai goshi. No chão, onde a diferença técnica é acentuada, ele travou facilmente o cadeado com as pernas e pegou as costas. A primeira tentativa de mata-leão foi bem defendida. A segunda deu um pouco mais de trabalho. A terceira, que complementou um ground and pound, deu fim ao combate na marca de 4:21.

  • Beto Magnun

    On Fox nunca decepciona!
    Peña por outro lado me decepcionou. Só assisti uma luta dele contra uma russa que nem sabia fazer guarda, mas porter batido a Zigano achei que ela era um bom nome para o top da categoria. E o fato dela viver falando merda da categoria inteira fez o hype aumentar. Na luta ela parecia querer quedar na pura grosseria, ainda bem que tinha alguém com técnica do outro lado. Mal posso esperar pela revanche! Valentina só tem que dar um jeito de parar de aceitar jogo na grade.
    E que performace Masvidal! Apostei nele em dois bolões, tava torcendo pra ele, mas no fundo achava que o cowboy ia levar numa luta dura. Mas aí o Masvidal vai lá e resolve lutar pra caralho. Acho que já era de se esperar afinal um cara que é nocauteado por Rodrigo Damm e sai loucamente na mão com o Larkin, não pode ser normal. Parece que ele finalmente deixou de ser aquele lutador cheio de lapsos ofensivos que por muitas vezes lhe custaram a vitória.
    Arlovski… Pensei que fosse utilizar uma estratégia mais Overeem 2.0, de bater e recuar.
    Vi muita gente falando que foi o queixo e tals, mas aquele segundo soco deve ter dado uma bela sacudida no cerébro. Acho que nos pesados poucos voltariam depois daquilo.Mas o pior mesmo foram os comentários do Artur Marino. Transmissão do MMA Brasil fez falta demais.

    • Beto Magnun
      • Rafael Oreiro

        Divisão ideal dele com certeza é a 170, tá com o shape excelente pra categoria

    • Sexto Empírico

      Juliana Pena ter perdido foi um bem pro MMA em geral, especialmente o feminino. Amarrona, só faz luta chata e, pq ganhou o TUF e a “confiança” do Dana, tava se achando muito coisa. Torço para ela permanecer um “Jon Fitch” e nunca chegar a GSP, até pq ninguém merece dois desses.

      • Fernando Cruz

        Se a Juliana Peña tivesse o talento do GSP ela seria a melhor lutadora de todos os tempos, Sexto. Seria um rolo compressor maior que a Ronda e a Cris. Quem dera o mma tivesse uma atleta deste nível. Por mais GSP, por favor.

        • Sexto Empírico

          Eu sei q nem se compara os talentos, Fernando. Quis dizer da estratégia em amassar a luta toda e ganhar por pontos. GSP é um dos maiore do MMA. Pena, só uma amarrona barulhenta.

          • Rafael Alves

            A Pena tem potencial pra ser um Sonnen.

    • Rafael Oreiro

      Artur Mariano falando que o Arlovski não tava nocauteado foi um absurdo, infelizmente isso já é uma constante dele no Combate.

  • Anderson Tomaz

    off: se perder pra Nunes (o que eu acho difícil) pode fazer que nem a PVZ e ir pro DWTS kkkk

    • Rafael Oreiro

      Isso explica a dancinha dela pós luta! Hahahahaha

    • Lero

      essa mulher tem que ser um furacão na cama.

  • Sexto Empírico

    Shevchenko estava séria. Além do que estamos acostumados. Juliana, também. Apesar de toda a experiência, estavam ansiosas, sem sorrisos e sem olhar para os lados. De se esperar. Os proximos 30 minutos seriam os mais importantes de suas vidas profissionais. Apenas a uma vitória, a um passo do Olimpo: o TS.
    Pena usou a estratégia esperada e pragmática de pressionar na grade, tentar derrubar, amassar e ganhar nos pontos. Tipo de luta q só o pessoal do wrestling e grapling conseguem achar algum sentido e graça. Tática tão enfadonha quanto eficiente. Que já fez campeões e lendas como Couture, GSP, entre outros, e funciona até hoje, trazendo contenders chatos como a venezuelanaamericana, diferente do JiuJitsu, que está ultrapassado e só desavisados ainda caem em suas armadilhas, que continuam fatais.
    Shevchenko jogava xadrez. Acostumada a vencer lutas de forma rápida e não ficar muito tempo no 8, foi treinar na altitude e aceitou o inevitável jogo de clinch da adversária. Plantada, como uma estátua pesada e forte, foi poupando forças para os rounds finais. Daí que veio o inesperado (pra nós, mas , com certeza, havia treinado milhares de vezes). Usando seu judo, aplicou duas quedas e, quando foi quedada, encaixou uma finalização surpreendente, precisa e forte como os músculos e a disciplina da beldade. Valentina é a sério.

    • Lero

      Mas MMA é isso… Não tem jeito. Ne você não gostar da parte só grappling posso te apresentar alguns esportes… Eles são o boxe, o Kickboxing e o Muay Thai. Eu mesmo estou assistindo kickboxing ultimamente e acho maneiro pra caramba.

      • Sexto Empírico

        Mma não é isso. É mais q isso. Não tenho nada contra o grappling ou qualquer outra arte. Só não gosto do anti jogo. Em qualquer esporte. Estratégias q fazem os medíocres se igualarem aos plenos. Garanto a voce, amigo. 100%, se o MMA (vale-tudo) tivesse sido apresentado ao mundo em forma de agarramento sem contundência, ao invés de agressividade e finalizações, não estaríamos aqui falando nisso hoje. Imagina Jon Fitch ao invés de Royce Gracie? Juliana Pena ao invés de Rousey? O barco teria afundado. Pusessem GSP vs Clay Guida no UFC 1, sem limite de tempo,e eles estariam agarrados até hoje.

        • Danilo

          É isso mesmo? Você colocou GSP como um amarrão sem graça?
          E quanto ao Fitch, acho que o problema maior é que a maioria não dava resposta ao jogo dele no chão. Tanto que a luta dele com o Erick foi bem maneira. Então a culpa era mais dos adversários do que propriamente dele.

          • Sexto Empírico

            A única luta boa do Fitch foi contra o Jonh Hendrix.
            GSP era o máximo até a sua luta contra o Serra. Lutava pensando em liquidar o oponente e atingir a glória. Após a zebra, o revés contra Matt Serra, se tornou pragmático e seguro. Uma potencialidade desperdiçada. Largou o show e passou para o método. Um burocrata. O mesmo que um físico talentoso, com potencial e a capacidade de fundir hidrogênio e queimar o universo, ou inventar uma conta que explica tudo, sentado em um escritório, carimbando papel.

            • Beto Magnun

              Para Sexto. GSP vs Condit foi foda demais. GSP vs Fich foi outra luta sensacional e foi logo depois dele bater o Serra (que também foi uma boa luta). Assista que vão ser 25 minutos de massacre do GSP karateca.
              E o Fich também fez um quebra pau massa com o Erik Silva. Toda regra tem sua excessão.

              • Sexto Empírico

                Reconheço que exagerei um pouco nos exemplos, mas foi só pra pôr pimenta na discussão. Eu vi todas as lutas do GSP. Algumas, como as sagas, Hughes vs GSP, GSP vs Serra, GSP vs Diaz, Condit e Koscheck mais de uma vez. Minha crítica é quando esses caras cheios de potencial destrutivo começam a jogar seguro e fazem lutas mornas, pontuando. Pena, por exemplo, estava acostumada a estraçalhar adversárias mais fracas. Chegou ao topo, começou a cozinhar lutas. Estão errados? Claro que não! Só acho um porre quando fazem isso. Mas é só uma opinião pessoal. Isso não diminui em nada o valor desses guerreiros, apesar de Shields e Fitch curarem insônia.

        • Lero

          Está nas reglas, se estiver nas reglas, sempre vai ter alguem fazendo sempre que seja efetivo. De novo, podes procurar outro esporte sem clinch nas regras. que nem o Kickboxing. Garanto que vas curtir bem mais.

    • Asisz Marco

      discordo da parte que o jiu so pega desavisados, ate pq no mma atual, praticamente todas as academias tem seu professor de jiu jitsu, entao ninguem esta “desavisado”, o jiu ficou mais dificil de ser aplicado, mas ainda assim continua sendo bem aplicado, principalmente por cima.

  • Gustavo krt

    O masvidal fez o jogo certo contra o cerrone…Fazer pressão o tempo todo com volume de golpes , principalmente no boxe.

  • Marcos E

    Na luta principal, o primeiro round me deu a impressão de ser 10-9 para Peña. Mas tb… não ia fazer diferença pq a Shevchenko ganhou a luta no segundo round. Agora… se rolar Nunes X Shevchenko 2 no Brasil vai ser irado! Essa luta realmente é interessante, mas a Amanda tb ficou um tempo declarando que quer o outro cinturão da categoria de 145 lbs. Acho que vai rolar as duas coisas para a Leoa em 2017. Ela defende contra a Shevchenko e pega o cinturão da campeã dos penas.

    “Arlovski caiu no conto do vigário”!!!! Muito bom!

    • Beto Magnun

      Pior foi ouvir o Artur Marino dizendo que dava pro Arlovski continuar, mas que ele se entregou. E pior que dava pra ele ter girado pra fugir da combinação do Francis.

      • Marcos E

        Kkkkkkkkkk!!!!!!!! Kkkkkkkkkk!!!!! Cara, que absurdo isso.

    • Rafael Oreiro

      Timing é quase certo pra essa luta rolar no Brasil!

  • James sousa

    muito inteligente a atuação da Valentina , essa revanche tem tudo para ser melhor do que foi a primeira luta entre elas , Cerrone poderia já ter encarado alguém acima dele na divisão escolheu pegar o Masvidal essa derrota vai fazer ele voltar um pouco na divisão , eu queria muito ver ele contra o Lawler, o Knight fez uma oração para o pai foi isso ? ele já pediu o Doo Ho Choi eu daria antes uma lutar para o Korean super boy para ele se recuperar da guerra contra o Swanson

    • Marcos E

      A revanche NUNES x SHEVCHENKO será legal porque as duas já evoluíram e seguem com vitórias consecutivas, desde o primeiro embate. Mas parece que é uma evolução mais de postura emocional do que técnica. As duas parecem mais maduras, escolhendo melhor os golpes e partindo para o ataque com mais consciência desde a última vez que se enfrentaram.

      Acho que a Amanda corre serio risco de perder, porque é bem capaz da Shevchenko aguentar novamente a trocação da Amanda nos primeiros rounds e virar o jogo a partir do terceiro round. Ninguém viu a Amanda nos championship rounds e todos sabem que ela cai de rendimento no terceiro. Será a consagração definitiva se Amanda Nunes conseguir superar a Shevchenko nos rounds finais.

    • Rafael Oreiro

      Tem tudo pra ser uma luta bem diferente, ainda mais durando 5 rounds.

  • Asisz Marco

    como sempre furadas as analises das lutas da equipe do combate, falaram q para o masvidal vencer era preciso wrestlear e amarrar por cima, eu logo pensei q era uma estrategia furada, pois nem na luta q ele perdeu para o bendo la no wec ele foi amarrado, eu nem me lembro se o cerrone ja foi amarrado alguma vez,
    no ufc todas as derrotas dele foram na trocaçao, parou no taekwondo do pettis, no muay thay do rafael, no boxe do diaz, ai q esta eu pensei q masvidal venceria se ele boxeasse com o donald, donald esse que ja se mostrou falho na nobre arte em outros tempos, voltou a mostrar novamente essa falha, com o corpo completamente estatico, recebia socos a esmo do melhor pugilista da peleja, masvidal,
    e q lambança a do herb dean, vergonhoso, nao tem desculpas, ele interrompeu o combate no 1 round, mas voltou atras, se donald tivesse vencido ia dar uma confusao dos diabos, herb dean vira e mexe protagoniza lambanças do tipo, lamentavel o amadorismo de arbitros e jurados em geral, com poucas exceçoes, no cenario do mma.

    • Rafael Oreiro

      Se o resultado da luta fosse outro, com certeza teria muita polêmica com essa interrupção do Herb Dean.

    • Sexto Empírico

      O Herb Dean já vem em má fase não é de hoje. Totalmente fora de tempo. Ou demora demais ou pára a luta muito cedo. Lambança mesmo.

  • Rafael Oreiro

    Pessoal tava dando muito favoritismo pro Cerrone, inclusive com a torcida inteira de Dallas torcendo pra ele, é bem capaz de isso ter afetado a preparação dele pra essa luta e ter entrado pra lutar com confiança demais.

    No mais, como esse menino Ngannou é gigante, se visse ele na rua de noite através correndo oro outro lado na hora.

    • Marcos E

      Pois é rapaz… a lógica era o Cerrone ganhar, mesmo… mas sabe que eu fiquei mais impressionado positivamente com o Masvidal, do que decepcionado com o Cerrone.

      • Rafael Oreiro

        Fiquei muito impressionado também, mas já esperava que o Masvidal fosse ser uma luta bem difícil pro Cerrone. Muita gente não dava chance nenhuma pro Masvidal, tratou de mostrar que não dá pra subestimar ele não.

  • Gabriel Carvalho II

    A atuação do Masvidal foi sensacional. Cerrone começou muito bem soltando lambada na perna dele pra tentar reduzir a movimentação, o que começou dando certo. Quando o Jorge viu que era ali era o caminho do Cowboy pra vitória, começou a interceptar e em duas oportunidades conseguiu um knockdown, não foi um caso de ”a mão entrou”, foi uma vitória muito bonita de se ver.

    • Sexto Empírico

      Eu apostando no Cowboy. Quebrei a cara. E o Masvidal que eu não dava nada… respect!

  • Marcos Henrique Lira

    A chev. Vai ser luta dura pra leoa, principalmente se passar do segundo round…Cerrone é um dos meus lutadores favoritos; porém parece que é aquele lutador pra da Show e não para ser campeão. ….Agora esse camaronês é bruto, ele bem treinado e sendo aperfeiçoado como me parece q tá sendo, já começa a fazer barulho nesta rasa categoria dos pesados. Arlovisk já deu oq tinha q dá. Deveria fazer igual minotauro: se aposentar e preservar a saúde.

    • Rafael Oreiro

      A hora do Arlovski já passou mesmo, no máximo pode fazer mais uma luta vencível pra não se aposentar feio. Agora tem que ter paciência com o Ngannou, ir bem contra um Arlovski não é garantia nenhuma de ir bem contra um top 5 da categoria.

      • Beto Magnun

        Tem que dar um Viktor Pesta pro Pittbull aposentar bem.

      • Asisz Marco

        perfeita analise, ja tem gente falando q o frances venceria werdum, overeen, gente da elite, nao acho q ele tenha tido um teste bom para valer para esse pessoal ja cravar isso vencer arlovski a essa altura da vida era ate obrigaçao para um prospect q quer voos mais altos
        nganon pediu cain velasquez parece, o q vc acha q daria esse possivel confronto?

        • Rafael Oreiro

          Velasquez tem que estar saudável pra lutar antes de tudo, e isso já parece bem difícil ultimamente, mas se casassem essa luta seria muito difícil pro Ngannou dar dificuldades pro Cain, mesmo com essa evolução dele nesses anos.

  • Fernando Cruz

    Será que o Andrei Arlovski ainda tem lenha para queimar fora do UFC? Apesar de ser bastante experiente no MMA (luta desde 1999), o ‘Pitbull’ terá “apenas” 38 anos em 2017 e creio que sem o rigor da USADA, poderá fazer algumas lutas antes de se aposentar, vide Crocop. Quem sabe pode pintar uma última luta com o Fedor?

    Obs: Como é bruto esse Ngannou! O Arlovski é um cara grande, mas perto do Camaronês, estava até pequeno. Por aparentar ser mais natural, o shape do Ngannou chega a ser mais assustador do que o do Lesnar! Cê é loko!

    • Beto Magnun

      Se tratando de pesos pesados, no UFC mesmo tem adversários venciveis pra ele.

      • Rafael Oreiro

        O Arlovski mesmo emendou uma sequência de 4 vitórias quando voltou pro UFC, sem ninguém esperar nada dele. Com certeza tem gente pra ele vencer na categoria.

        • Asisz Marco

          dessas 4 vitorias uma foi via garfo contra o schaub e outra ele levou certo aperto do obeso mir, ele pode vencer struves, omielanckzucks da vida, mas o melhor para ele mesmo e procurar outros ares, a elite nao serve mais para ele.

  • Marllon

    Imagine agora se o Cerrone,tivesse mais 30 segundos para enrolar até o 2°round começar…só falando.

    • Rafael Oreiro

      Acho que não faria muita diferença não, vinte segundos não ajudariam muito o Cerrone.

    • Bom, o Cerrone voltou desgraçado, ele não se recuperou em momento algum. Voltou no automático. Acho que não teria feito diferença.

  • Alex Silva

    Masvidal venceu mas deve ter dormido na maizena, perna esquerda tava bem estragada já..