USADA absolve brasileiros após casos de suplementos contaminados

A Agência dos Estados Unidos Anti-Dopagem (USADA) divulgou um comunicado nesta segunda-feira absolvendo os lutadores brasileiros Junior Cigano, Rogério Minotouro Marcos Pezão de culpa nos respectivos casos de doping que ocorreram no ano passado. A USADA confirmou que duas farmácias de manipulação, localizadas no Rio de Janeiro e em São Paulo, forneceram suplementos contaminados aos atletas.

Os três lutadores foram pegos em exames no ano passado com uso da substância hidroclorotiazida, que é um diurético banido pela WADA. Os suplementos utilizados pelos lutadores foram levados ao laboratório da USADA em Salt Lake City, confirmando a contaminação.

No comunicado, a agência também citou que trabalhará com agências reguladoras no Brasil para investigar mais a fundo o caso de contaminações nas farmácias de manipulação e em outras espalhadas pelo país, já que mais casos de lutadores contaminados podem surgir.

Por motivos de protocolo, Cigano, Minotouro e Pezão aceitaram suspensões retroativas de seis meses, portanto, os três lutadores já estão oficialmente liberados para competir.