Por Edição MMA Brasil | 26/02/2021 21:16

Com mais um final de semana se aproximando, chega a hora de mais um evento do UFC ocupar a sua noite de sábado (26). Desta vez, é a oportunidade do UFC Vegas 20, que traz um card mais modesto.

Na luta principal, dois pesos pesados promissores – para o nível da categoria – se enfrentam em um duelo de estilos curioso. No duelo entre dois atletas que vêm de vitória sobre Júnior Cigano por nocaute, Jairzinho Rozenstruik tenta reconstruir seu momento na divisão, enquanto Cyril Gane tenta manter sua invencibilidade na carreira.

Outro confronto que atrai atenção neste evento é o duelo entre atletas do leste europeu na divisão dos meios-pesados. O experiente Nikita Krylov, enfim, retorna ao octógono para enfrentar o promissor Magomed Ankalaev em duelo válido pela categoria de até 93kgs.

O UFC Vegas 20 será realizado no UFC Apex e tem início previsto para às 19h do próximo sábado com o card preliminar, enquanto o card principal deve começar às 22h. A transmissão do evento será exclusiva pelo Canal Combate no Brasil.

Peso pesado: #4 Jairzinho Rozenstruik (SUR) vs. #7 Cyril Gane (FRA)

Jairzinho Rozenstruik (11-1 no MMA, 5-1 no UFC) é um dos importantes membros da “nova geração” de pesos pesados no UFC, que vem tomando os postos de veteranos consolidados que há muito tempo estavam nos rankings. Desses veteranos, o “Bigi Boy” acabou com três, nocauteando Andrei Arlovski, Alistair Overeem e por último o brasileiro Júnior Cigano. Homônimo do Furacão, astro da seleção brasileira na copa de 70, o surinamês de 32 anos só foi parado uma vez no octógono, pelo parceiro de treinos de seu adversário no sábado, Francis Ngannou.

Rozenstruik era kickboxer profissional com boa experiência antes de focar no MMA. Dono de punhos rápidos, a técnica de Jairzinho na trocação é acima da média, com um poder de nocaute assustador. O arsenal técnico dele impressiona por grande variedade, não se mantendo só no boxe, chutando alto, tendo um clinche ofensivo poderoso também. Forte, Jairzinho consegue vencer disputas de força, defende quedas na grosseria e também mostra bastante coração em suas lutas. Os principais problemas são a nulidade que é no chão, o condicionamento duvidoso e uma defesa de golpes que não é impenetrável.

Da França vem Cyril Gané (7-0 no MMA, 4-0 no UFC). O atleta da MMA Factory desde sua estreia já se consolidou como um dos principais prospectos na categoria, com um estilo sinuoso e pelo impressionante atleticismo. Contratado ainda verde pelo UFC, com razão, o campeão de muay thai surpreendeu com duas finalizações, sobre Raphael Bebezão e Dontale Mayes. O nível subiu um pouco mas Gane continuou muito bem, com um monólogo contra Tanner Boser e por último, sendo mais um algoz na carreira do decadente Cigano.

Com uma técnica refinada, versátil na trocação e  dono de velocidade incomum para um peso pesado, Gané é um striker de elite. O controle de distância é ótimo, com bons contragolpes, e os socos são velozes e precisos, se movimentando sempre com muita leveza. No clinch, Gané tem joelhadas cruéis e sequências perigosas, que podem encerrar o combate a qualquer momento.

Vem mostrando constante evolução em seu jiu-jítsu, já arriscando até submissões ousadas como o twister, possuindo nível adequado em uma categoria de baixo nível geral na área. Seu condicionamento atlético é bastante digno, e também é forte fisicamente.  Contra Cigano, alguns golpes entraram em Gane, precisando ele se atentar um pouco mais para a guarda e defesa correta de golpes no rosto, principalmente contra um pegador tão fatal como Rozenstruik.

Ciryl Gane vs Jairzinho Rozenstruik odds - BestFightOdds

É uma luta difícil. Tecnicamente Gane é superior, mas Jairzinho é muito mais potente. Não é nem questão de “se a mão entrar”, mas se Rozenstruik conseguir uma sequência tem tudo para obter um nocaute A ousada aposta da vez é que Gane consiga manter um controle de início em pé, busque o clinch e consiga uma queda. No chão, acredito em finalização do francês sem muitos problemas.

Peso meio-pesado: Nikita Krylov (UKR) vs. #11 Magomed Ankalaev (RUS)

Nikita KrylovApós quase um ano afastado do octógono, Nikita Krylov (26-7 MMA, 7-4 no UFC) finalmente ganha um novo desafio. O ucraniano ocupa a sétima posição do ranking dos meios-pesados e quer finalmente emendar duas vitórias consecutivas após seu retorno ao UFC, que aconteceu em 2018.

“O Minerador” é um defensor do entretenimento no octógono. Apesar de uma boa base no caratê e um poder de nocaute notável, não é dos lutadores de técnica mais refinada que a categoria já viu, mas compensa em diversas outras coisas, como o ritmo e a agressividade, que muitas vezes são suficientes para elevar um lutador de nível mais baixo a outro patamar na divisão de peso que, apesar de ter ficado mais movimentada, não é das mais incríveis do UFC.

Desde a zebra inacreditável em sua estreia no UFC, contra Paul Craig, Magomed Ankalaev (14-1 no MMA, 5-1 no UFC) vem correspondendo o hype colocado por sua chegada na organização. Com cinco vitórias consecutivas, as mais recentes vieram sobre Ion Cutelaba, que ganhou revanche após uma interrupção bem controversa em fevereiro de 2020.

Em pé, Ankalaev costuma mostrar bastante calma, bons ataques em linha reta e é bem fechado. Ele se destaca mesmo é no chão, tem um sambô muito explosivo e dificilmente alguém controla alguma queda dele. Quando chega no chão, Ankalaev é brutal no ground and pound, o que torna ele um ótimo nome pro futuro da categoria.

Magomed Ankalaev vs Nikita Krylov odds - BestFightOdds

É muito difícil esperar algo que não termine com um corpo estirado no chão. Tanto Krylov quanto Ankalaev são lutadores poderosos, mas que apresentam falhas no sistema defensivo e praticamente são antídotos do outro. O favoritismo está nas mãos do russo, mas qualquer nocaute é surpresa neste cenário.

Fotos: UFC/Divulgação