Por Diego Tintin | 02/10/2014 23:04

Pela terceira vez desde 2012, o UFC visita a adorável cidade de Estocolmo, capital da Suécia, para a edição também chamada de UFC Fight Night 53, que vai lotar a super moderna Ericsson Globe Arena neste sábado.

A luta principal da noite escandinava será entre a grande revelação islandesa Gunnar Nelson e o sempre competente americano Rick Story, em combate que deixa o vencedor muito bem na fita entre os meios-médios.

A divisão sueca no card principal entra na jaula mais cedo, com Akira Corassani enfrentando o jogo vistoso de Max Holloway entre os penas. Na mesma divisão capitaneada pelo monstro José Aldo, Niklas Bäkström tenta provar diante de seus compatriotas que é de verdade contra o limitado Mike Wilkinson, na luta de abertura do card principal. Entre as duas disputas no peso pena, o meio-pesado Ilir Latifi dá as boas-vindas ao octógono para o veterano polonês Jan Blachowicz em uma promessa de quebra-pau memorável.

Atenção para os horários diferenciados de quando o UFC acontece em território europeu: o card preliminar começa às 13:10h, enquanto a primeira das quatro lutas principais tem início às 17h (sempre no horário oficial de Brasília). O canal Combate transmite todos os duelos.

Peso Meio-médio: Gunnar Nelson (ISL) vs Rick Story (EUA)

Gunnar-Nelson-LeftO talentoso e versátil Gunnar Nelson já está consolidado como um dos principais aspirantes a desafiante em um futuro próximo. A posição se deve a quatro exibições sólidas e convincentes desde que estreou no octógono catando o pescoço de DaMarques Johnson. Finalizou ainda Omari Akhmedov e Zak Cummings com direito a bônus de performance nas duas apresentações.

Faixa preta de jiu-jítsu forjado por Renzo Gracie e condecorado na mesma graduação no caratê guju-ryu, Gunni mistura com muita naturalidade a movimentação incomum e os golpes rápidos e certeiros da arte do Sr. Miyagi com a desenvoltura no chão e mortalidade da arte desenvolvida pela família de Renzo.

A parceria entre as equipes Mjölnir, da Islândia, e a SBG Ireland juntou os camps de Nelson, Conor McGregor, Cathal Pendred e Paddy Holohan, o que aumentou a qualidade dos treinos do islandês. Ao mesmo tempo em que passa aos parceiros sua experiência como vitorioso competidor na arte suave (conseguiu a façanha de ser o 3º lugar na categoria absoluto do ADCC), absorve como uma esponja os ensinamentos do excelente treinador John Kavanagh.

Gunni está com 26 anos, mede 1,80cm de altura e de envergadura e possui cartel de 13-0-1, com 4-0 no UFC. Foi à decisão apenas contra Jorge Santiago, já no UFC e em sua primeira luta na carreira, quando empatou com John Olesen, um prospecto neozelandês que encerrou a carreira com 23 anos.

Rick StoryRick Story é um wrestler persistente e dono de quedas violentas, além de mostrar grande resistência contra ataques adversários. Estreou no UFC com derrota para John Hathaway, mas se recuperou de maneira exemplar, emendando seis vitórias consecutivas, inclusive sobre dois atletas que, em momentos distintos, foram top contenders da divisão: o atual campeão Johny Hendricks e o ex-desafiante Thiago Pitbull. Quando estava na lista de prováveis desafiantes, foi surpreendido por Charlie Brenneman, que havia aceitado a luta com apenas um dia de antecedência.

A derrota para Brenneman causou um efeito ioiô na carreira do americano. Desde então, foram oito combates divididos igualmente em vitórias e derrotas, sem repetir nenhum resultado. E o copo fica ainda mais “meio vazio” quando vemos que o lutador mais competente que venceu foi o pouco mais que esforçado Brian Ebersole. Rick tem ainda uma vitória sobre Jake Ellenberger antes de ambos assinarem com a Zuffa.

Story tem 30 anos, 1,78m de altura, 1,80m no alcance e cartel profissional de 17-8, com quatro vitórias por nocaute e mais quatro por submissão. O mata-leão brutalizado de Demian Maia causou sua única derrota sem a leitura das papeletas.

Gunnar Nelson vs Rick Story odds - BestFightOdds

O americano está nesta luta em um clássico “mato sem cachorro”. O único aspecto do jogo onde pode levar vantagem sobre Nelson é no clinch, uma vez que, até se derrubar, tem muita chance de ser raspado e/ou finalizado.

Como é muito difícil que Story consiga dominar um lutador de alto nível por cinco rounds no clinch, é provável que ele seja derrubado ou sofra um knockdown em algum momento e acabe entrando para a estatística dos submetidos por Gunni.

Peso Pena:Akira Corassani (SUE) vs Max Holloway (EUA)

Akira-Corassani-LeftSueco de origem iraniana, Akira Corassani é especialista em caratê e taekwondo (faixa preta neste último), além de razoável base de wrestling e jiu-jítsu (faixa roxa de Renzo Gracie). Akira participou do TUF 14, onde tentou chamar a atenção sendo o mala do programa, mas nem isso conseguiu e, após duas vitórias interessantes, acabou dormindo em uma guilhotina de Dennis Bermudez na semifinal.

Já pelo UFC, o europeu venceu o duro Robbie Peralta em decisão contestada por alguns e Andy Ogle numa decisão contestada pela maioria. Em seguida, mais polêmica: foi declarado vencedor quando o venezuelano Maximo Blanco lhe aplicou uma violenta joelhada enquanto estava com três apoios e foi desclassificado. A sequência de vitórias acabou sob os punhos de Dustin Poirier, na luta da noite do TUF Nations Finale.

Corassani tem 32 anos, 1,73m de altura e possui um cartel de 12-4 (3-1 no UFC) com uma luta sem resultado. Conquistou um nocaute e três submissões e foi nocauteado em todas as suas derrotas.

Max-Holloway-RightUm dos lutadores mais interessantes de se ver no octógono, o garoto Max Holloway nem completou 23 anos e já fez nove lutas na organização. Estreou em uma fria, escalado na última hora contra Poirier e foi inapelavelmente finalizado, mas se recuperou com três triunfos seguidos.

Teve uma vitória sobre o ascendente Dennis Bermudez transformada em derrota por dois juízes mais cegos que gato de gesso e foi lançado como isca para o falastrão McGregor que lhe zerou o cartel na organização. Em seguida, emendou três vitórias seguidas, inclusive sobre as promessas Andre Fili e Clay Collard.

Habilidoso trocador, Max passou a treinar com afinco a luta agarrada, tanto para evitar quedas, quanto para ter mais uma arma para finalizar suas lutas, como demonstrou na justa guilhotina sobre Fili. Com muita perícia para acertar golpes no corpo e no rosto dos adversários, além da coragem e personalidade de sair na mão com qualquer um, o havaiano vem se firmando na difícil categoria com atuações chamativas.

O “Blessed” (Abençoado) está com 22 anos, mede 1,80m de altura, com alcance de 1,78m e tem cartel oficial de 10-3, com 6-3 no UFC. Conseguiu finalizar quatro lutas por nocaute (três no UFC, com bônus contra Will Chope) e a submissão sobre Fili.

Akira Corassani vs Max Holloway odds - BestFightOdds

Lutador bem mais eficiente, Max Holloway só terá dificuldades neste combate se tiver atuação bem abaixo da sua média. Um detalhe importante é que ele lutou há menos de 45 dias e isso pode prejudicar seu desempenho. Com desvantagem em todos os ramos do jogo, a aposta é que Corassani seja nocauteado no round final.

Peso Meio-Pesado: Ilir Latifi (SUE) vs Jan Błachowicz (POL)

Ilir-Latifi-LeftMais um lutador que chegou ao UFC para cobrir uma ausência de última hora, o sueco Ilir Latifi aceitou substituir o companheiro de treinos Alexander Gustafsson às vésperas do combate contra Gegard Mousasi em uma tremenda furada. Não chegou a dar trabalho ao experiente holandês, mas resistiu até o fim do combate com muita bravura. Na sequência, Latifi mostrou seu valor com duas vitórias consistentes no round inicial contra Cirylle Diabaté, via guilhotina, e contra Chris Dempsey, via surra, combinando chutes baixos, diretos de direita e ground and pound, todos com uma brutalidade notável.

O sueco descendente de albaneses pratica luta olímpica desde a infância. Ele foi campeão nórdico júnior no estilo greco-romano e da seletiva europeia do ADCC. Levando em consideração que a Suécia é a terceira maior medalhista da história do wrestling nos jogos olímpicos, podemos perceber que seu passado na luta olímpica não é de se jogar fora. O apelido de “Sledgehammer” (Marreta) ainda ajuda a explicar os punhos pesados moldados pelo boxe, mas bem utilizados no ground and pound. Sua técnica na trocação é rudimentar, mas Ilir não tem medo de levar soco na cara, o que facilita a tarefa de encurtar a distância para chegar ao clinch.

Latifi está com 31 anos, mede 1,78m de altura, com 1,87m de envergadura. Seu currículo profissional no MMA apresenta nove vitórias, três derrotas (2-1 no UFC) e uma luta sem resultado quando a sua grosseria, somada com a de outro cabra bruto, Blagoi Ivanov, quebraram o ringue na Bulgária com menos de um minuto de luta, em sua estreia no MMA profissional.

Jan-Blachowicz-RightJan Blachowicz é uma estreia muito interessante deste sábado. Campeão mundial amador de muay thai, tem uma trocação agressiva e inteligente, embora não muito veloz. Dono de muita força física, assusta quando cai por cima dos oponentes, com um ground and pound violento e boas tentativas de finalização, habilidade adquirida em treinos e competições de jiu-jítsu que lhe renderam a graduação com a faixa marrom.

O seu nível de wrestling é satisfatório, mas parece pouco para encarar Latifi nesta área, portanto a hora é de confiar na troca de golpes em pé. Com carreira interessante no bom evento polonês KSW, onde defendeu três vezes o cinturão, o pupilo do histórico judoca campeão olímpico Pawel Nastula derrotou lutadores com passagem pelo UFC nas últimas quatro lutas: Rameau Sokodjou, Mario Miranda, Houston Alexander e Goran Reljic.

Blachowicz está com 31 anos, mede 1,88m de altura e tem cartel profissional de 17-3, com quatro vitórias por nocaute e sete por submissão.

Ilir Latifi vs Jan Blachowicz odds - BestFightOdds

Combate mais equilibrado deste card principal. Latifi tem vantagem nas transições, mas o polonês é mais técnico no chão e em pé. Como Latifi costuma ignorar certas etiquetas e partir para a grosseria, é provável que Blachowicz passe sufoco com a mão pesada do oponente. A aposta é em uma interrupção em favor do sueco próximo ao fim da luta, aproveitando-se de um recorrente cansaço de Jan.

Peso Pena: Niklas Bäckström (SUE) vs Mike Wilkinson (ING)

Niklas-Backstrom-LeftNiklas Bäckström é um jovem prospecto sueco que treina com boa parte da turma do país empregada no UFC: Nicholas Musoke, Magnus Cedenblad, Papy Abedi, além de Reza Madadi. Iniciou nas lutas depois de assistir a vídeos do UFC e travar épicos combates com o irmão no quintal, até procurar treinamentos em jiu-jítsu e submission. Mas, quando migrou para o MMA, tomou gosto por trocar sopapos, catiripapos e cachações, quase nunca buscando o combate no solo, apresentando-se sempre como um atleta de muita coragem.

Em seu penúltimo combate conseguiu um lindo nocaute, muito parecido com aquele famoso chute frontal de Anderson Silva contra Vitor Belfort, o que carimbou seu ingresso na organização controlada pela ZUFFA. Na estreia dentro do octógono, mais uma ótima finalização, quando demoliu Tom Niinimäki com uma joelhada e terminou a conversa com um bulldog choke, posição mais conhecida pelos lados de Bangu como “gravata de segurança de baile funk”. Tal ligação com o subúrbio do Rio de Janeiro lhe valeu um dos bônus de performance.

Aos 25 anos, Bäckström tem cartel imaculado com oito vitórias e uma luta sem resultado. Mede 1,85m de altura e de envergadura – é um dos penas mais altos do plantel do UFC.

mike-wilkinson-RightO TUF foi a porta de entrada de Mike Wilkinson no UFC. Pela edição The Smashes, ele foi o último escolhido por Ross Pearson e se classificou para a semifinal, mas teve que desistir por causa de uma contusão nos treinos. Mike voltou para o evento da final do programa, onde passou por Brendan Loughnane em luta complicada e de resultado controverso. Em seguida, experimentou clima parecido com o que lhe espera neste sábado, quando enfrentou Rony Jason em Fortaleza. O inglês não deu nem para a saída e acabou finalizado pelo brasileiro em menos de um minuto e meio de combate.

Wilkinson ainda não mostrou qualidades suficientes que indiquem uma carreira vitoriosa no UFC. É um lutador que usa as quedas e o ground and pound como força principal, mas mostrou contra o limitado Loughnane uma ineficácia incrível em levar a luta para o solo. Em pé, é um lutador agressivo e de grande volume de golpes, mas com precisão tão ruim quanto suas quedas.

Cria da Atherton Submission Wrestling em seu país natal, Wilkinson tem 27 anos e 1,72m de altura. Seu cartel é de 8-1, com 1-1 pelo UFC. O “Guerreiro” venceu quatro por submissão e nocauteou dois adversários, fazendo boa parte da carreira no pequeno Olympian MMA Championships.

Mike Wilkinson vs Niklas Backstrom odds - BestFightOdds

Mais um combate com um favorito muito destacado, como se pode perceber pelas descrições acima. Com muito mais recursos técnicos e mentais, Bäckström deve finalizar ou nocautear no primeiro round.