UFC Fight Night 128: Prévia do Card Preliminar

Continuando a maratona de eventos nos finais de semana de abril, o UFC montará seu cage no próximo sábado na cidade de Atlantic City, em Nova Jérsei, para realizar o UFC Fight Night 128.

No evento liderado pelo confronto entre os pesos leves Edson Barboza e Kevin Lee, o card preliminar também é um bom foco de atrativos da noite, com a presença de bons prospectos como Magomed Bibulatov, Aspen Ladd, Luan Chagas e Ricky Simon, além do duelo entre os tops 10 do peso meio-pesado, Corey Anderson e Patrick Cummins.

A transmissão terá início às 19:20 no horário oficial de Brasília, sendo feita completamente pelo canal Combate. Confira a prévia:

Peso Meio-Médio: Ryan LaFlare (EUA) vs. Alex Garcia (DOM)

Ryan La Flare

Ryan LaFlare (13-2 no MMA, 6-2 no UFC) terá que reconstruir o seu caminho para retornar ao top 15 da divisão. Ele dominava Alex Cowboy até receber um baita uppercut no queixo em julho de 2017. LaFlare é um grappler de ótimo nível ofensivamente. Mesmo sem ser tão condecorado no wrestling como outros nomes da categoria, apresenta entradas de queda variadas e é sempre ativo no chão, buscando a melhor posição para incomodar o oponente. Não é tão sólido em pé, e apresenta muitas falhas defensivas, o que lhe prejudicou bastante até aqui.

Sempre variando resultados, Alex Garcia (15-4 no MMA, 5-3 no UFC) chega para o combate de sábado embalado por uma apresentação sólida contra o perigoso Muslim Salikhov. Explosivo, Alex se tornou conhecido por conta do poder de fogo nos punhos, unido a boas combinações de socos. Ele também não costuma se movimentar bastante e normalmente apresenta queda de rendimento conforme a luta vai passando. O dominicano vem mostrando bastante força física nas quedas em seus últimos combates, e o teste contra LaFlare pode ser interessante.

Alex Garcia vs Ryan Laflare odds - BestFightOdds
 

Garcia é melhor na trocação do que LaFlare, mas ele terá que lidar com dois problemas: a desvantagem de alcance e o seu ritmo de luta. Se Ryan for esperto, ele tem totais condições de controlar a luta no clinch e aplicar quedas no início, o que deixaria Alex em uma situação difícil. Como o dominicano tem problemas de preparo físico, ficaria mais difícil arranjar um nocaute depois dos primeiros cinco minutos. Alex tem chances de nocautear na primeira parcial, mas o mais provável que LaFlare anote uma vitória por decisão unânime.

Peso Mosca: #15 Magomed Bibulatov (RUS) vs. Ulka Sasaki (JAP)

Magomed Bibulatov

Melhor prospecto atualmente no peso mosca do UFC, Magomed Bibulatov (14-1 no MMA, 1-1 no UFC) estreou no octógono com um atropelo sobre Jenel Lausa. Quando o nível aumentou, foi completamente surpreendido pelo ex-desafiante ao cinturão John Moraga, que acabou com a invencibilidade do russo. Em pé, Bibulatov é um lutador bem legal de se assistir, com uma movimentação constante, base no caratê e uso de diversos chutes, inclusive frontais e giratórios, que são pouco bem aproveitados no MMA.

Ulka Sasaki (20-5-2 no MMA, 3-4 no UFC) parecia empolgar após a vitória sobre Justin Scoggins, mas logo foi colocado em seu devido lugar quando tomou um passeio do brasileiro Jussier Formiga. Sasaki é um grappler de bom nível, tem bastante experiência em competições no Japão, mas não se deu muito bem quanto enfrentou uma concorrência de maior nível, como no caso de Formiga e Wilson Reis.

Magomed Bibulatov vs Ulka Sasaki odds - BestFightOdds
 

Bibulatov é o favorito aqui, pois é melhor em quase tudo. Mesmo com a diferença de tamanho, o russo deve atingir o esburacado Sasaki a todo instante, principalmente com jabs de esquerda. O japonês pode se aproveitar do tamanho para tentar desenvolver algo por baixo, mas precisa furar o bom controle posicional de Magomed primeiro. No final, Bibulatov deve triunfar.

Peso Meio-Médio: Siyar Bahadurzada (AFE) vs. Luan Chagas (BRA)

Luan Chagas

É bem difícil ver Siyar Bahadurzada (23-6-1 no MMA, 3-2 no UFC) lutando. Contratado desde 2011, foram apenas cinco lutas na organização. A última delas foi em setembro do ano passado, quando nocauteou o limitado Rob Wilkinson no peso médio. Aluno do lendário e saudoso Ramon Dekkers, Bahadurzada tem um boxe muito poderoso, trabalhando com pouco volume e buscando o nocaute a todo instante. O problema para o afegão é a falta de velocidade e a defesa de quedas pífia.

Membro do Top 10 do Futuro, Luan Chagas (15-2-1 no MMA, 1-1-1 no UFC) sempre protagonizou combates interessantes nos seus dois anos de UFC. Levou inferno aos experientes Sérgio Moraes e Erick Silva antes de conseguir uma vitória contra Jim Wallhead. Faixa-preta de caratê e de jiu-jítsu, Luan é atleta muito bom ofensivamente, sabe trabalhar socos na curta distância e vem evoluindo na parte defensiva, principalmente na parte de esconder o queixo. Também é muito bom no chão, virando um grappler seguro e oportunista.

Luan Chagas vs Siyar Bahadurzada odds - BestFightOdds
 

Temos um duelo de estilos interessante aqui. Bahadurzada é forte no boxe, tem bastante poder nas mãos e totais condições de nocautear o brasileiro, mas Luan mostrou uma evolução muito boa na luta contra Wallhead, e a expectativa é que ele continue melhorando. Utilizando bastante o estilo de muitos golpes na curta distância, movimentação lateral e explosão nas entradas de queda, Luan deve vencer em 15 minutos animados.

Peso Meio-Pesado: #10 Corey Anderson (EUA) vs. #11 Patrick Cummins (EUA)

Corey Anderson

Vencedor da 19ª temporada do The Ultimate Fighter, Corey Anderson (9-4 no MMA, 6-4 no UFC) pode ser considerado como um bust, já que esperávamos mais do “Overtime” no octógono, mas ele não correspondeu as expectativas e perdeu alguns anos na expectativa de vida após os nocautões levados contra Jimi Manuwa e Ovince St. Preux. O novaiorquino é dono de um ótimo wrestling, apresenta bastante explosão e técnica nas quedas. Pouco procura pela interrupção, normalmente gostando de cozinhar o combate. Em pé, apresenta um boxe alinhado, mas deixa muitas brechas e tem um queixo bem duvidoso.

O carismático Patrick Cummins (10-4 no MMA, 6-4 no UFC) apresenta muitas semelhanças com Corey Anderson. O retrospecto no UFC é semelhante, também é muito bom no wrestling e também tem um sistema defensivo ruim com um queixo duvidoso. Patrick conseguiu se manter no UFC com vitórias sobre Jan Blachowicz e Gian Villante, em lutas onde preferiu esconder o queixo.

Corey Anderson vs Patrick Cummins odds - BestFightOdds
 

Dois pontos interessantes podem desequilibrar a luta para qualquer um dos lados: a velocidade de Anderson e a agressividade de Cummins. Não que Corey seja um Demetrious Johnson, mas ele leva vantagem neste aspecto se compararmos ao adversário, que tem um estilo mais agressivo quando deixa a luta no solo. O combate pode até ser movimentado, e Corey Anderson deve triunfar.

Peso Galo: #9 Leslie Smith (EUA) vs. #10 Aspen Ladd (EUA)

Aspen Ladd

Líder de uma união de lutadores, Leslie Smith (10-7 no MMA, 4-3 no UFC) vive atualmente o seu melhor momento no octógono, com duas vitórias em sequência contra Irene Aldana e Amanda Lemos. Apesar do apelido de “Pacificadora”, Leslie costuma trazer o caos para o octógono, sempre andando pra frente e atacando em linha reta. Mesmo não sendo tão técnica na troca de golpes, ela consegue atacar em um ritmo intenso, mas está sempre aberta a tomar um porradão.

Uma Top 10 do Futuro que já acertamos, Aspen Ladd (6-0 no MMA, 1-0 no UFC) fará a segunda luta no UFC. Na estreia, não teve grandes dificuldades para bater Lina Lansberg por nocaute técnico. Em pé, tem o boxe como base e usa bastante para pressionar, principalmente para colocar a adversária contra a grade. No chão, ela aplica boas quedas, tem um controle de posição interessante e sempre parte com agressividade, com a intenção de acabar com a luta.

Aspen Ladd vs Leslie Smith odds - BestFightOdds
 

Apesar de Aspen já ter chegado ao top 10, ela precisa melhorar em diversos aspectos caso queira se tornar uma ameaça para a elite. Leslie é uma luta que pode complicar, já que o ritmo e a intensidade aplicadas por Smith ainda não foram vistos por Ladd em sua carreira profissional. Apesar disso, ainda apostaremos em Aspen, provavelmente conduzindo as ações no chão para conquistar uma vitória por decisão.

Peso Galo: Merab Dvalishvili (GEO) vs. Ricky Simon (EUA)

Ricky Simon

Após perder a luta de estreia em uma contestável decisão para Frankie Saenz, Merab Dvalishvili (7-3 no MMA, 0-1 no UFC) terá a segunda oportunidade de anotar a primeira vitória no UFC. Produto da Team Serra-Longo e faixa-preta de judô, Merab é rápido e mostra bastante força nas quedas, mas ainda tem dificuldades em relação ao controle posicional. Tem poder de nocaute em pé, mas possui um estilo bem mapeável, principalmente se pegar algum lutador de bastante movimentação.

Ricky Simon (12-1 no MMA) impressionou a todos pelas exibições no LFA, onde conquistou o cinturão dos galos, e cavou uma vaga no UFC após a saída de Augusto Tanquinho do card por conta de doping. Simon chamou bastante atenção por ser um wrestler rápido, explosivo, agressivo e que tem características interessantes no boxe, como os diferentes ângulos e o poder de nocaute.

Merab Dvalishvili vs Ricky Simon odds - BestFightOdds
 

Temos o combate mais subestimado da noite aqui. Simon é o melhor atleta e tem mais recursos para trazer a luta ao seu favor, porém, Merab é um atleta bem forte pra categoria, o que deve dificultar as ações de Ricky caso ele queira levar a luta para o chão. Caso a luta se desenrole em pé, podemos esperar troca de tiros e sem vantagens. Depois de 15 minutos animados, Simon deve vencer por decisão dividida.

Peso Meio-Médio: Tony Martin (EUA) vs. Keita Nakamura (EUA)

Tony Martin

Depois de sua boa campanha no peso leve ser interrompida por uma derrota contra Olivier Aubin-Mercier, Tony Martin (12-4 no MMA, 4-4 no UFC) tomou a decisão de subir de categoria. Nos tempos de 70 quilos, Martin era um atleta com uma grande vantagem na questão de altura e envergadura, mas pouco desenvolvia a parte em pé e procurava se apoiar no grappling, sempre sendo barrado quando encontrou um nível de competição mais qualificado.

Keita Nakamura (33-8-2 no MMA, 3-5 no UFC) não é um grande lutador, mas melhorou bem desde que retornou ao UFC e vem protagonizando alguns combates bem legais de se assistir. O caso mais recente foi em setembro passado, quando venceu Alex Morono. Nakamura não é muito bom em pé, comete diversos erros e só consegue algo quando luta no contra-ataque. É no chão onde Keita se sente mais confortável e garante a maioria de suas vitórias com um jiu-jítsu bem objetivo.

Keita Nakamura vs Tony Martin odds - BestFightOdds
 

A nossa torcida é que o combate se desenrole no solo, já que existem chances de rolar um chatíssimo confronto de encaradas em pé. Se a peleja realmente for pro chão, podemos esperar equilíbrio, com Nakamura buscando a finalização a todo instante e Martin sendo mais calmo, procurando trazer a luta totalmente pro seu controle antes de arriscar qualquer coisa. Neste processo, existem chances de Keitaro cansar, o que facilitaria o trabalho de Martin, que ganha a nossa aposta aqui, na decisão.