UFC Fight Night 116: Rockhold vs. Branch – Prévia do Card Principal

Luke Rockhold retorna com a missão de provar que é o melhor peso médio do mundo na atualidade. Ele vai encarar o embalado David Branch na luta principal do UFC FIght Night 116, evento que acontece neste sábado.

O octógono mais famoso do mundo volta a desembarcar nos Estados Unidos neste sábado. A PPG Paints Arena, casa do Pittsburgh Penguins, atual bicampeão da NHL, será palco do UFC Fight Night 116, que traz o peso médio que é apontado por muitos como o número um do mundo e mais alguns potenciais candidatos a estrela no futuro.

Luke Rockhold faz seu primeiro combate desde que foi surpreendentemente destronado por Michael Bisping, em junho do ano passado. Ele vai encarar o ressurgente ex-campeão de duas categorias do WSOF, David Branch, que retornou com moral ao UFC.

Uma decente promessa de pancadaria franca se apresenta quando o violento Mike Perry encarar o finalizador de lutas Alex Reyes. Buscando talvez a última recuperação na carreira, Hector Lombard bate de frente com Anthony Smith.

Logo após, as duas lutas mais importantes após a principal. Kamaru Usman e Serginho Moraes reeditam a velha rivalidade entre o wrestling e o jiu-jítsu, enquanto Gregor Gillespie tenta a terceira vitória em igual número de combates no UFC rumo ao estrelato contra o dinâmico Jason Gonzalez.

O UFC Fight Night 116 terá transmissão ao vivo e na íntegra pelo canal Combate. A programação começa às 21:00h com a primeira luta do card preliminar. A porção principal está marcada para ir ao ar a partir das 23:00h, sempre pelo horário oficial de Brasília.

Peso Médio: #3 Luke Rockhold (EUA) vs. #9 David Branch (EUA)

Por Alexandre Matos

Luke Rockhold

Lá se vão mais de 15 meses desde que Rockhold pisou pela última vez no octógono para lutar. Na ocasião, então dono do cinturão, ele foi vitimado por uma das grandes zebras dos últimos tempos, quando acabou nocauteado por Michael Bisping. O resultado interrompeu uma série invicta de cinco vitórias, que contava inclusive com um atropelamento sobre o próprio atual campeão.

Mais do que o resultado do primeiro encontro com Bisping, a derrota no UFC 199 surpreendeu porque Rockhold se mostrava cada vez melhor e mais absoluto. Nas duas extremidades do jogo, Rockhold posta-se como um dos melhores do mundo, seja no striking ou na luta agarrada. Em pé, ele usa bem a envergadura, varia magistralmente os chutes e sabe atuar na pressão da curta distância. No chão, é perigoso tanto no ground and pound violento – Chris Weidman que o diga – e também no jiu-jítsu solto, técnico e objetivo, capaz de pegar Bisping com uma guilhotina da montada com um braço.

Dave Branch

Esqueça o Branch da primeira passagem no UFC, pois ele não existe mais. O atual é um legítimo integrante do ranking do UFC, que voltou ao octógono numa sequência de dez vitórias e já chegou no top 10 depois de superar o polonês Krzysztof Jotko, que estará em ação no card preliminar deste sábado. Agora, David tem o desafio mais complexo de sua carreira.

Moral elevada, condicionamento físico em dia depois de várias lutas de cinco rounds defendendo dois cinturões no WSOF, Branch está no momento ideal para imprimir seu conhecido jogo de pressão no clinch. Este aspecto rendeu a vitória no primeiro assalto contra Jotko, mas foi a atuação no terceiro que mostrou realmente que Branch é um lutador bastante melhorado. Contra um striker nativo, Dave fez ótimo uso dos jabs em base contrária à de Jotko, criando uma armadilha de movimentação que o europeu não conseguiu escapar. Seja lá para onde Krzysztof tentasse se movimentar, Branch abria sua guarda para conectar diretos à vontade.

David Branch vs Luke Rockhold odds - BestFightOdds
 

Branch merece todos os elogios, mas o buraco aqui é mais profundo. O principal caminho para a vitória será travar Rockhold no clinch, impedindo-o de se movimentar e desgastando seus braços. Como o wrestling ofensivo do ex-campeão não é tão de elite quanto suas demais armas, talvez Branch consiga alguma vantagem. Talvez. E alguma.

Em condições normais, se não sentir a inatividade, Rockhold pode se desvencilhar do clinch por ser fisicamente mais forte e não terá dificuldade de fazer o que Jotko não conseguiu: controlar a distância e imprimir ritmo forte no kickboxing. Branch pode suportar a pressão na valentia, mas não deve roubar mais de um round de Rockhold. A aposta é em vitória de Luke por decisão ou por finalização no quarto ou quinto assalto.

Peso Meio-Médio: Mike Perry (EUA) vs. Alex Reyes (EUA)

Por Gabriel Carvalho

Mike PerryPouco mais de um ano no UFC tornaram Mike Perry (10-1 no MMA, 3-1 no UFC) um dos lutadores preferidos dos fãs. Afinal, quem não gosta de ver um cara que tem 100% de suas vitórias por nocaute? Na última vez que subiu no octógono, aplicou uma cotovelada vândala para apagar Jake Ellenberger.

Especialista no muay thai, Perry é um atleta bem agressivo, com uma postura de andar para frente sempre e ir minando o adversário com bons chutes, que abrem espaço pro famoso pedradão e até para uma cotovelada, como foi o caso da última luta. Apesar de não achar Mike o lutador mais técnico quando desfere socos, precisamos reconhecer que ele é bem intimidador, fato que colabora em suas lutas.

Três dias atrás e eu não fazia ideia de quem era Alex Reyes (13-2 no MMA), mas após Thiago Alves ficar preso no furacão irma, o atleta de 30 anos tem a oportunidade de estrear no octógono e de cara contra uma pedreira. Vi pouca coisa sobre Reyes, que era campeão do King of the Cage, mas deu pra perceber que ele tem bons chutes baixos no repertório e aposta bastante em finalizações.


Alex Reyes vs Mike Perry odds - BestFightOdds

Perry é favorito contra Reyes em qualquer circunstância. O contexto da luta é bem simples, com Mike caçando o novato pelo octógono e aproveitando a primeira oportunidade para colocar mais um corpo no chão, provavelmente em uma sequência curta de socos.

Peso Médio: Hector Lombard (CUB) vs. Anthony Smith (EUA)

Por Gabriel Carvalho

Hector LombardPrimeiro campeão dos médios do Bellator, Hector Lombard (34-7-1 no MMA, 3-5 no UFC) chegou ao UFC com diversos holofotes, mas acabou não emplacando dentro da organização. Sua última vitória foi no longínquo 2014, quando atropelou Jake Shields. Desde lá, doping contra Josh Burkman e três derrotas em sequência.

Judoca olímpíco em Sidney, Lombard já não tem o mesmo atleticismo dos tempos de Bellator e a idade parece estar pesando mais em cima do cubano-australiano. A luta de chão ainda pode ser usado como um trunfo, mas a sua falta de movimentação tende a ser problema no sábado.

Quem viu Anthony Smith (27-12 no MMA, 3-2 no UFC) ser finalizado rapidamente por Antônio Braga Neto não achava que ele voltaria ao UFC, mas ele voltou e conseguiu três vitórias em quatro lutas, já se apresentando como possível candidato ao top 15.

Apesar de ser bem aguerrido, como o apelido “Coração de Leão” sugere, Smith é um atleta com alguns problemas, principalmente na hora da defesa de quedas. Alguns grapplers da categoria têm a condição de controlar Smith no chão com facilidade. Um ponto bom é a sua envergadura, que é bem usada na hora dos chutes e do controle de distância.Anthony Smith vs Hector Lombard odds - BestFightOdds

Lombard é mais lutador que Smith e com certeza o venceria no auge, mas, não é o auge de Hector. Acredito que o cubano se sairá bem no início de luta, conseguindo colocar Anthony no solo, porém, o desgaste vai começar a aumentar e Smith deve crescer na luta, aproveitando a movimentação pífia do oponente para garantir uma vitória por decisão.

Peso Leve: Gregor Gillespie (EUA) vs. Jason Gonzalez (EUA)

Por Alexandre Matos

Na mira do MMA Brasil há mais de dois anos, Gillespie é uma das nossas apostas a futura estrela da mais acirrada divisão do MMA mundial. Depois de conquistar o cinturão do Ring Of Combat, importante celeiro de talentos no cenário regional norte-americano, Gregor já deixou sua marca no octógono. Na estreia, mostrou a força do wrestling contra Glaico Nego. Em seguida, papou um bônus de desempenho ao mandar Andrew Holbrook para a vala em apenas 20 segundos.

Antes de chamar atenção no MMA, Gillespie assombrava no wrestling. Pela Edinboro University, mesma escola que revelou Josh Koscheck, Gregor foi campeão nacional da Divisão I da NCAA e All-American em todos os quatro anos de disputa, além de ostentar os recordes de vitórias e porcentagem de vitórias da Edinboro. Integrante da Bellmore MMA, ele aprimora o boxe e o kickboxing com Chris Algieri, ex-campeão mundial nas duas modalidades – o jab ofensivo já é uma ferramenta muito útil na tarefa de encurtar a distância. Craque da riding position e de controlar os oponentes no solo, Gregor precisa evoluir a defesa de striking, pois ele ainda costuma deixar brechas que um trocador mais experiente não terá dificuldade em explorar.

Revelado no TUF 22, Gonzalez é um lutador fundamentalmente diferente de Gillespie. Seu foco principal é o kickboxing, modalidade na qual ele atua com alto volume de golpes e com boa variação entre socos e chutes, embora às vezes demore muito para soltar as pernas. Na luta agarrada, ele não é o maior derrubador das redondezas, mas tem um jiu-jítsu oportunista. No meio disso, um problema com a defesa de quedas é tudo o que um adversário de Gillespie deve evitar.

Gregor Gillespie vs Jason Gonzalez odds - BestFightOdds

Como a luta começa em pé, Gillespie terá que mostrar evolução defensiva para lidar com o ritmo intenso que Gonzalez imprime, especialmente no começo do combate. Como é um lutador paciente e focado, Gregor pode até ter algum trabalho, mas provavelmente vai encontrar o tempo de entrada e jogar o adversário no solo sem maiores problemas. No chão, Jason pode se defender por um tempo, mas as maiores habilidade e intensidade de Gillespie renderão mais uma vitória por submissão, desta vez na segunda etapa.

Peso Meio-Médio: #13 Kamaru Usman (NIG) vs. Sérgio Moraes (BRA)

Por Rafael Oreiro

Kamaru Usman

Atual 13º ranqueado na categoria, o nigeriano Kamaru Usman (10-1 no MMA, 5-0 no UFC) vem de uma ótima sequência no peso meio-médio. Depois de se consagrar campeão do TUF 21, quando ainda representava a Blackzilians, ele emendou quatro vitórias sobre bons lutadores como Leon Edwards, Warlley Alves e Sean Strickland, estabelecendo-se como uma das maiores promessas da categoria.

Apesar de ainda ser conhecido como um excelente wrestler, Usman deixou a unidimensionalidade para trás faz tempo. Ele vem demonstrando evolução na troca de golpes, que hoje é afinada por Henry Hooft na Combat Club, Usman é agora também um lutador qualificado em pé. Capaz de quedas explosivas, a ameaça constante de levar a luta para o chão também faz com que ele consiga desenvolver melhor sua troca de golpes, deixando-o um lutador cada vez mais completo e perigoso.

Sergio Moraes

Também em uma sequência invicta grande, o paulista Serginho Moraes (12-2-1 no MMA, 6-1-1 no UFC) não vem deixando boas impressões em suas últimas apresentações. Ele já foi marcado para enfrentar Usman no UFC 198, mas acabou tendo o adversário alterado em cima da hora. Na ocasião, ele empatou depois de uma luta incrivelmente disputada com o estreante Luan Chagas, que havia entrado com pouquíssimo tempo de preparação. Em seguida, mais duas vitórias fecharam uma sequência de sete lutas sem perder até agora no UFC, uma decisão dividida sobre o mediano Zak Ottow e uma decisão unânime polêmica em combate mais do que sofrível contra o também estreante Davi Ramos.

Moraes é um multicampeão mundial de jiu-jítsu que se aprimorou na luta em pé tutelado por André Dida, em Curitiba. Porém, Serginho ainda possui problemas defensivos claros e ocasionalmente se complica ao tentar impor volume de golpes. Ainda assim, seu principal defeito é não conseguir levar a luta para onde possui mais vantagem. Com um wrestling pouco desenvolvido, fica difícil para o brasileiro demonstrar toda a sua destreza na arte suave.

Kamaru Usman vs Sergio Moraes odds - BestFightOdds
 

Finalmente conseguindo a luta que tanto queria contra um ranqueado, a tarefa não é nada fácil para Serginho, já que Usman é provavelmente um dos piores confrontos que o brasileiro poderia receber na atual etapa de sua carreira.

Contra um adversário com um nível muito superior no wrestling, Moraes terá muito trabalho para conseguir alguma posição favorável no chão. Por mais que ainda possa ser um perigo por baixo, o controle posicional de Usman não deve permitir gracejos por parte do brasileiro. Com Usman decidindo onde a luta se passará, levando vantagem em pé e derrubando ocasionalmente, sem se comprometer muito nas posições, vejo o nigeriano vencendo até o final do terceiro round com um nocaute técnico.

 

Peso Pesado: Justin Ledet (EUA) vs. Zu Anyanwu (EUA)

Por Gabriel Carvalho

Em tempos de vacas magras no peso pesado, Justin Ledet (8-0 no MMA, 2-0 no UFC) nem precisou apresentar muito para aparecer entre os 15 melhores da divisão. Bastaram alguns dopings e vitórias sobre Chase Sherman e Mark Godbeer para Justin ser citado na divisão. Após uma controvérsia com a USADA no início de ano, ele está de volta.

Ledet é um atleta que ainda exibe mais grosseria do que técnica em suas apresentações, mas é minimamente decente no que faz. Combinações curtas de socos, boas entradas de queda e oportunismo quando leva a luta pro chão. Infelizmente, acaba sendo material pra top 15 com tão pouco na divisão.

Apelidado de “Oitava Maravilha” (sabe se lá por quem), Zu Anyanwyu (14-4 no MMA) chega ao UFC depois de passagem pelo Contender Series. Com forma física bem porca, Anyanwu é o clássico lutador ruim do peso pesado do UFC: pouca movimentação, pouca técnica, sabe usar o ground and pound e normalmente depende de um porradão pra vencer as lutas.

Azunna Anyanwu vs Justin Ledet odds - BestFightOdds

Apesar de ser menos pior que a luta de pesados do preliminar, a promessa para Ledet vs. Anyanwu é baixa. O combate não deve durar muito se Justin resolver fazer o dever de casa e colocar a luta pro chão ainda no começo, sem margem para exposição para Anyanwu, que pode sentir com o peso da estreia e ficar mais passivo ainda. Pensanso positivamente, Ledet por mata-leão, no primeiro assalto.

  • James sousa

    Card tá maneiro .deve ter uma audiência legal principalmente porque a luta entre o Floyd Mayweather x Connor McGregor vai dar uma diminuída no número de ppv de GGG x Canelo

    • Gabriel Carvalho

      Muito pelo contrário. Acho que pode ser a audiência mais baixa do ano.

  • Vicente Fernandes

    Alexandre vai rolar prévia de GGG vs Canelo?

    • Rafael Oreiro

      Sim, será publicada ainda hoje!

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Nem acho o Ledet ruim, ele só não me pareceu ter tanto punch, na luta contra o Sherman foi 15 minutos ele golpeando o coitado kkk, e Godbeer nem se fala, esse era obrigação..

    • Gabriel Carvalho

      Não acho ele ruim, só é meio grosso, mas é melhor que certas coisas que apareceram no top 15.

  • Binho Vianna

    Essa do Ledet pode ir pra decisão, ambos tem boas defesas de queda, o negão tem boa absorção e vai ser mais jogo para o Ledet pontuar a longa distância, não acha?

    • Gabriel Carvalho

      Eu não acho que a absorção dele é tão boa, deve faltar punch pro Ledet, mas pode ir pra decisão sim.

  • Matheus V.

    Por mais que venha de atuações sofríveis, acho que o Serginho vai dar trabalho para o Usman, até pq não as quedas ocorrendo com tanta confiança. Apostaria em decisão unânime pro Nigeriano ou dividida pro brasileiro.

    • Rafael Oreiro

      Não é coincidência o Serginho ser o maior azarão da noite nas odds. O Usman é um confronto estilístico péssimo pro brasileiro. Jogo pra ele ganhar é levar vantagem em pé e evitar as quedas do Usman, ou dar sorte de cair por cima do nigeriano.

      • Matheus V.

        Eu entendo, só não vejo todo esse conforto para o Usman seja em pé, ou seja batendo por cima no GnP. Aliás, segundo o próprio Serginho, só treinou guarda e trocação nesse camp…

        • Rafael Oreiro

          Fazer guarda contra um cara forte no wrestling não é um plano inteligente pro Serginho. Por mais que seja campeão mundial de BJJ, no MMA é outra história.

          • Matheus V.

            Isso é verdade. Por outro lado, o Usman não vai raspar e conseguir posições pra golpear o Serginho com tanta facilidade.
            Não me entenda mal, tbm vejo o nigeriano como favorito, mas acho o casamento intrigante. 65/35, eu diria.

  • Saulo Henrique

    Usman via atropelo. Por favor. .

  • Leonardo Carvalho

    Vim pelo Stories da Kyra! 👍🏻

    • Que homem! Seja bem-vindo, Leo! Espero que curta nosso trabalho.