UFC Fight Night 115: Prévia do Card Preliminar

O octógono mais famoso do mundo volta a ser montado neste sábado após um mês de férias da organização. A Ahoy Rotterdan, na cidade holandesa de Roterdã, será palco do UFC Fight Night 115, cujo card preliminar conta com diversos candidatos a frequentadores dos rankings oficiais que merecem a atenção dos fãs de MMA em seus começos de caminhada.

Três brasileiros estarão em ação na porção inicial do evento, além representantes da Inglaterra, Sérvia, Rússia, Áustria, França, Dinamarca e Estados Unidos.

Peso Meio-médio: Darren Till (ING) vs. Bojan Velickovic (SER)

O britânico Darren Till (14-0-1 no MMA, 2-0-1 no UFC) iniciou sua caminhada no maior palco do MMA mundial com o pé na porta ao nocautear Wendell Negão, no UFC Fight Night 87. Fez uma das grandes guerras de 2015 contra Nicolas Dalby, que terminou em empate e que resultou numa grave lesão em seu ombro. Afastado até 2017, retornou e venceu Jessin Ayari com propriedade. Canhoto e com base no muay thai, podemos dizer que Till praticamente luta de terno, tamanha classe exibida no octógono.

Ex-campeão da RFA, Velickovic (15-4-1 no MMA, 2-1-1 no UFC) ainda não convenceu no UFC. Em sua última luta, parecia que a demissão estava próxima, mas ele nocauteou Nico Musoke no final e assegurou mais um tempinho empregado. Bojan é um atleta que treina de tudo, mas é muito bom em nada. Apesar de ter vencido algumas competições de grappling e ter feito lutas profissionais de muay thai, mostra diversas falhas em ambos os campos de luta.

Bojan Velickovic vs Darren Till odds - BestFightOdds
Till definitivamente é o favorito para vencer. O inglês é calmo e tem tudo para ser o agressor da luta, esperando algumas investidas do sérvio para poder contra-atacar com fortes diretos de encontro. Joelhadas e cotoveladas também fazem parte do arsenal de Darren, que poderão ser usadas em alguma investida do “Sérvio de Aço” no clinch, o que provavelmente vai acontecer assim que ele se perder na trocação. Acredito que o combate vai durar 15 minutos, com vitória de Till por decisão unânime.

Peso Leve: Mairbek Taisumov (AUT) vs. Felipe Silva (BRA)

Cientistas da NASA ainda não comprovaram o porquê de Mairbek Taisumov (25-5 no MMA, 5-1 no UFC) não ter enfrentado o alto nível da categoria dos leves ainda. O checheno naturalizado austríaco vem de quatro vitórias seguidas por nocaute, sempre mostrando um muay thai bem afiado e com enorme poder de fogo, apesar de alguns problemas defensivos. Talvez as encrencas com o seu visto devem justificar a falta de oponentes de elite, já que ele vive impedido de lutar nos Estados Unidos.

O mineiro Felipe Silva (8-0 no MMA, 1-0 no UFC) sempre comeu pelas beiradas na carreira, mas conseguiu chegar ao UFC mesmo sem muito alarde. No octógono, mostrou-se poderoso ao nocautear o kickboxer canadense Shane Campbell em sua estreia. Atleta da CM System, Felipe provavelmente é o melhor trocador de porrada produzido pela academia de Cristiano Marcello, com um potencial maior de violência.

Felipe Silva vs Mairbek Taisumov odds - BestFightOdds
As definições de tiro, porrada e bomba devem ser atualizadas neste combate. Ambos devem buscar a luta sem muito respeito visando aplicar seus respectivos jogos. Felipe é um atleta com o muay thai mais clássico, que sabe bem usar o clinch e as cotoveladas. Mairbek gosta de lutar bastante na longa distância, usando os chutes baixos e aproveitando brechas para a aproximação. É bem difícil de prever o que vai acontecer, mas arrisco que o brasileiro conseguirá usar a envergadura para vencer, provavelmente por nocaute.

Peso Leve: Michel Trator (BRA) vs. Mads Burnell (DIN)

Se Taisumov ainda não teve a chance de lutar contra alguém do top 15, imagine Michel Trator (22-2 no MMA, 6-2 no UFC). Com oito lutas na organização, o policial paraense só foi parado por um Paulo Thiago bem maior fisicamente e por Kevin Lee, que terá a chance de ser o próximo campeão interino dos leves. Com um jogo sempre forte de pressão, Trator é um atleta que não carrega holofotes, mas sempre faz o dever de casa para sair com a vitória.

Substituindo o lesionado Islam Makhachev, temos o estreante dinamarquês Mads Burnell (8-1 no MMA). Apesar de já ter competido profissionalmente no boxe, Burnell sempre está usando o jogo de solo em suas lutas, principalmente tentando pegar as costas dos oponentes a todo instante para finalizar, como foi o caso de suas lutas mais recentes antes de assinar com o UFC.

Mads Burnell vs Michel Prazeres odds - BestFightOdds
Mads é um atleta mais jovem e mais talentoso que Trator. Ele usa o combo de velocidade nas mãos + oportunismo e elasticidade no chão, mas apresenta como problema a soma de pressão e experiência, que pesa a favor de Trator. O brasileiro tem ótimo tempo nas quedas e um jiu-jítsu de nível melhor que a maioria dos adversários mais recentes do europeu. Palpitar aqui é difícil, mas vou de Burnell por decisão, dando a vitória para a Dinamarca (algo que deveria ter acontecido em 1998).

Peso Leve: Rustam Khabilov (RUS) vs. Desmond Green (EUA)

Outro atleta da lista do “eu já deveria estar enfrentando lutadores mais conhecidos, porém, estou aqui”, Rustam Khabilov (21-3 no MMA, 7-2 no UFC) também figura como um nome interessante no card preliminar do evento holandês. Com quatro vitórias seguidas desde os tropeços para Ben Henderson e Adriano Martins, Khabilov se apresenta como um perigoso elemento na troca de golpes, buscando sempre acertar um pedradão e contragolpear o adversário. O jogo de solo nem precisa de apresentações – ele sempre usa o sambô para entrar bem nas quedas, em movimentos plásticos.

Ex-campeão do Titan FC, Desmond Green (20-5 no MMA, 1-0 no UFC) não aparentava que chegaria ao UFC, mas ele chegou e fez uma ótima estreia, espancando o interessante Josh Emmett. Wrestler da Divisão I da NCAA, Green também é conhecido pela trocação. Apesar de não ser um atleta muito ativo, ele leva bastante perigo com seus punhos, ainda que oscile em suas apresentações, perdendo lutas que você não imagina que ele perderia.

Desmond Green vs Rustam Khabilov odds - BestFightOdds
O cenário aqui é que Desmond comece mais devagar, principalmente com medo de tomar uma queda de Khabilov, o que eventualmente irá acontecer. O início lento do americano tende a prejudicar o seu desempenho na trocação, já que Rustam pode se aproveitar para pontuar em pé mesmo e até machucar Green. Pela metade dos assaltos, Khabilov deve colocar Green para baixo e não sairá de lá, vencendo por decisão unânime dos juízes.

Peso Meio-Pesado: Francimar Bodão (BRA) vs. Aleksandar Rakic (AUT)

O primeiro brasileiro a subir no octógono no sábado será o sempre querido Francimar Bodão (19-5 no MMA, 4-2 no UFC), que dará boas-vindas ao estreante austríaco Aleksandar Rakic (8-1 no MMA) no octógono. Bodão até era um lutador interessante na época em que atuava no Brasil, mostrando um bom jogo de solo, capaz de finalizar a maioria dos adversários. Ao assinar com o UFC, se meteu a virar trocador e acabou protagonizando combates pouco técnicos e menos ainda emocionantes.

Com 25 anos de idade e perdendo apenas o duelo de estreia no MMA, Rakic surge como um relevante nome no peso meio-pesado, principalmente pelo muay thai letal e agressivo. O duelo contra Bodão é bem arriscado, já que Rakic nunca enfrentou um atleta com gabarito e experiência do nível de Francimar.

Aleksandar Rakic vs Francimar Barroso odds - BestFightOdds
Essa luta é um caso interessante. Rakic leva a vantagem na troca de golpes, com boas chances de nocautear Bodão ainda no primeiro assalto. O brasileiro é melhor no grappling e, como nunca vimos Rakic contra alguém do nível de solo de Bodão, existe a chance de o austríaco ser constantemente derrubado e dominado pelo único acreano da história do UFC. Qual o diferencial que desequilibra essa luta? O Q.I. de luta de Francimar, que deve partir confiante para a trocação e se frustrar, sendo nocauteado entre o primeiro e o segundo round.

Peso Pena: Mike Santiago (EUA) vs. Zabit Magomedsharipov (RUS)

Apesar de muita gente falar que neste card não há nada a ser destacado, a estreia de Zabit Magomedsharipov (12-1 no MMA) é um belo argumento contra essa bobagem. O russo colecionador de corpos enfrentará o também estreante Mike Santiago (19-9 no MMA), que é o primeiro lutador do Dana White’s Tuesday Night Contender Series a estrear no UFC.

Zabit chamou bastante atenção competindo no ACB, principal evento russo, no qual se tornou o campeão do peso pena e protagonizou nocautes brutais, como no caso de Valdines Silva e Sheikh-Magomed Arapkhanov. Magomedsharipov faz trocas de base bem interessantes, tem um estilo de trocação bem objetivo, voltado a acertar o adversário sempre com potência, além de exibir uma interessante variação no seu arsenal. É definitivamente um nome para ficar de olho no futuro.

Muitos desistiriam do esporte após acumular três derrotas consecutivas e ver o seu cartel ficar com um irregular 10-9, mas Mike Santiago buscou evolução e motivação, emplacou nove vitórias seguidas e assegurou um contrato com a maior organização de MMA do mundo, mostrando um jiu-jítsu bem decente e um trabalho interessante na parte de socos.

Mike Santiago vs Zabit Magomedsharipov odds - BestFightOdds
Santiago lutou há duas semanas e terá um desafio bem mais duro na Holanda. Ele provavelmente tentará tomar a ação inicial do combate, mas o problema é que Zabit sempre tende a crescer e mostrar o potencial de nocautear qualquer oponente, o que deve acontecer no segundo round.

Peso Meio-pesado: Bojan Mihajlovic (SER) vs. Abdul-Kerim Edilov (RUS)

Na categoria dos meios-pesados, finalmente teremos a estreia do russo Abdul-Kerim Edilov (16-4 no MMA), contratado desde 2015 e que já tomou um gancho da USADA. Seu duelo de estreia será contra o sérvio Bojan Mihajlovic (10-5 no MMA, 0-2 no UFC), que sabe se lá por qual motivo ganhou outra chance na organização após desempenhos fracos.

Com 25 anos de idade, Edilov surge como um nome interessante na divisão, principalmente pelo forte jogo de solo, usando bastante o sambô e com diversas influências do jiu-jítsu e do judô. Ele sempre tenta evitar a trocação, normalmente apostando em quedas e buscando a finalização, o que pode ser ruim contra um nível mais elevado, já que Edilov sempre se precipita na hora de encaixar finalizações ou manter posições.

Após se destacar no MMA do leste europeu – mesmo com um nível de competição amplamente duvidoso -, Mihajlovic assinou com o UFC e já tomou dois passeios de Francis Ngannou e Joachim Christensen. Ele é um atleta de pouca movimentação e bastante receio na hora de tentar combinar golpes. A parte de chão já foi mostrada de forma bem limitada, o que conta bastante a favor de Abdul-Kerim.

Abdul-Kerim Edilov vs Bojan Mihajlovic odds - BestFightOdds
Essa deve ser a luta mais previsível da noite. Edilov é mais atleta e tem condições de alcançar o top 15 no futuro. Caso não tenha sentido dificuldades por conta do longo tempo fora, não terá muitos problemas para levar Mihajlovic para a grade, aplicar uma queda, buscar as costas e finalizar com um mata-leão. Sua afobação pode atrasar o processo, mas a luta dificilmente irá para o terceiro assalto.

Peso Leve: Thibault Gouti (FRA) vs. Andrew Holbrook (EUA)

Abrindo as ações em Roterdã, um duelo no peso leve entre o americano Andrew Holbrook (12-2 no MMA, 2-2 no UFC) e o francês Thibault Gouti (11-3 no MMA, 0-3 no UFC).

Holbrook chegou ao UFC em 2015 e alternou resultados, vencendo Ramsey Nijem de forma polêmica e conseguindo um grande resultado ao bater o prospecto Jake Matthews, mas duas derrotas rápidas para Netto BJJ e Gregor Gillespie atrasaram sua potencial subida na divisão. Apesar da falta de confiança e habilidade na trocação, Andrew é um atleta bem forte no solo, que é a sua especialidade, principalmente com o controle posicional.

Participante do TUF 22, Gouti perdeu as três lutas que fez no octógono, ficando em situação delicada – ele só recebeu essa oportunidade por conta de combates que aceitou em cima da hora. Apesar de ser um lutador com uma habilidade interessante nos golpes curtos, Thibault tem sérios problemas defensivos e em todos os aspectos do jogo, o que pode favorecer o americano aqui.

Andrew Holbrook vs Thibault Gouti odds - BestFightOdds
Definitivamente esta é a luta que menos estou empolgado para ver. Acredito que o início será estudado e Holbrook tentará se embolar de qualquer jeito para levar ao chão. Após o sucesso na etapa, o americano tentará buscar a finalização diversas vezes, mas não creio que conseguirá. A vitória ainda deve ser de Andrew, por decisão.

  • Rafael Oreiro

    Ansioso pra estréia do Magomedsharipov! Esse card preliminar está excelente, bem mais empolgante que o principal inclusive.

    • Gabriel Carvalho

      A ordem de lutas desse evento é um erro inexplicável, junto com alguns casamentos.

      • William Oliveira

        Terem deixado o Mousasi ir embora com um card em Rotterdam vindo foi um erro ainda maior e ainda mais inexplicável.

        • Sexto Empírico

          Tinha o Moussassi, tem o Overeem, Struve fora a arregona da Germaine, mas essa não conta por q tá com o filme queimado. Enfim, o UFC poderia fazer melhor e ter mais atenção com o país de Peter Aerts, Hoost, Bas Ruten, Badr Hari entre tantos outros porradeiros dos bão.

    • Sexto Empírico

      Considerando q é a volta do UFC depois do barulho todo q foi May-Mac e ainda mais na Holando, país q adora artes marciais, eles poderiam ter tido algum capricho. Parece feito nas coxas. O UFC Fight Night já teve nights melhores.

  • William Oliveira

    Card cheio de mismatchs, pelo menos aparentemente. Taisumov, Prazeres, Till e Khabilov mereciam oponentes melhor rankeados, pelo amor de deus olha o cartel dos 3 peso leves, sei que foi replacement mas se Burnell não for fumado vai me surpreender já, esses 3 deveriam pegar lutadores dentro do top 25 senão top 15.

    Edilov deve finalizar rápido, também.

  • Sexto Empírico

    Cardizinho mixuruca esse. Mas pelo menos voltamos à velha rotina. Não aguentava mais ouvir falar de dinheiro.

    • William Oliveira

      Dinheiro só me interessa se vier pra mim haha

      • Sexto Empírico

        Verdade. É bizarro o fascínio das pessoas pelo dinheiro q não é delas. Pra mim também, não me importa. Até me aborrece quando o foco é esse.

    • Gabriel Carvalho

      Mas tá cheio de luta legal, isso que importa.

      • Sexto Empírico

        Bom, o preliminar tá até engraçado. Mas o card, no geral, está aquém do q o UFC poderia fazer com um pouquinho mais de boa vontade. Ressaca do May-Mac.

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Gouti é fraquissimo, mas mesmo assim não duvido do Holbrook queixo duvidoso ser nocauteado, mas como ele tem vitórias decentes (contra o Mathews principalmente) deve ganhar.

    Agora fiquei curioso com as apostas no Burnell e no Felipe, o segundo tem até chances boas, são dois trocadores potentes que é uma luta bem apertada, e como o Taisumov não luta faz um tempo talvez sinta o ritmo (não acredito que vá acontecer). E esse dinamarquês não conheço, nunca ouvi falar, mas me parece um pouco verde embora sua última vitória tenha vindo contra alguém de cartel bom, o Trator tem um jogo enjoado ao extremo de se enfrentar, e vem evoluindo striking, sei não…

  • James sousa

    No preliminar estou interessado na luta do Khabilov

    • Idonaldo Gomes Assis Filho

      E deve ser a pior do card preliminar

      • Rafael Oreiro

        Falar isso com Bodão no card é pedir pra ser surpreendido

        • Idonaldo Gomes Assis Filho

          Bodão vai ser nocauteado kk

      • Gabriel Carvalho

        Green consegue entregar um teste legal pro Khabilov

        • Idonaldo Gomes Assis Filho

          São dois ótimos lutadores sim, mas não boto fé de jeito nenhum nessa luta…

  • Vanessa Queiroz

    Olá pessoal do site Gostaria de entrar em contato com o comercial, mas o form de contato não está funcionando. Podem me mandar uma mensagem pelo vsilvaqueiroz2000@gmail.com por gentileza?

    • Gabriel Carvalho

      Vanessa, mande pelo Facebook.com/mmabrasil.