UFC Fight Night 114: Prévia do Card Preliminar

O gigantesco UFC 214 mereceu uma prévia do card preliminar. A atividade deu tão certo que Gabriel Carvalho resolveu manter a pegada mesmo para um evento sem a mesma quantidade de estrelas.

O MMA Brasil segue no embalo do empolgante UFC 214 dando sequência às prévias de cards preliminares da maior organização do MMA mundial. Neste sábado, o octógono sobe o morro mexicano para o UFC Fight Night 114, que será disputado na Arena Ciudad de México.

Um brasileiro campeão do ADCC, estreantes talentosos, lutadores precisando mostrar valor, candidatos a postular nos rankings e até ranqueado fazem parte dos combates preliminares do evento. Com algumas boas propostas de entretenimento, quem chegar cedo para acompanhar o UFC Fight Night 114 não deve se arrepender.

Peso Médio: Bradley Scott (ING) vs. Jack Hermansson (SUE)

Fechando o card preliminar, um confronto de uma rivalidade épica de famílias mexicanas (risos). O inglês Brad Scott encara o sueco Jack “The Joker” Hermansson, no peso médio.

Vice-campeão do TUF Smashes, Scott (11-4 no MMA, 3-3 no UFC) é aquele famoso lutador que chegou mais longe no UFC do que muita gente imaginava. Ele nem é um atleta tão ruim na troca de golpes, está sempre buscando a luta, atacando com golpes fortes, principalmente usando combinações de jab e direto. O jogo de chão se destacou mais no UFC, mas não é nada muito impressionante.

Ex-campeão do Cage Warriors, Jack Hermansson (15-3 no MMA, 2-1 no UFC) é um lutador que tem a probabilidade de se aproximar e até de chegar no top 15 em algum momento da carreira. Depois de estrear com uma boa vitória sobre Scott Askham, perdeu para Cezar Mutante num confronto mal casado e se recuperou batendo Alex Nicholson. Hermansson é um atleta com movimentação constante, algo difícil de se ver no peso médio, e com um poder de fogo interessante. O jogo de solo é até útil para quem habita a prateleira abaixo do topo da divisão.

Brad Scott vs Jack Hermansson odds - BestFightOdds

Eu espero que esse combate termine rápido, já que não acredito que Scott e Hermansson foram para o México com antecedência para se adaptar ao clima. O inglês deve tomar mais a ação e caçar o sueco dentro do octógono, mas Hermansson deve usar bem os contragolpes e algumas quedas para colocar a luta no chão. Fosse na Europa, apostaria com mais convicção em Jack, mas, como a probabilidade de ambos abrirem o bico no segundo round é grande, vejo um pouco mais de equilíbrio, ainda a favor de Hermansson.

Peso Mosca: #12 Dustin Ortiz (EUA) vs. Hector Sandoval (MEX)

Enquanto Sergio Pettis e Brandon Moreno brigam por uma possível disputa de cinturão na luta principal, outro confronto entre moscas deve animar o card preliminar da noite quando Dustin Ortiz e Hector Sandoval subirem no octógono.

Dustin (16-7 no MMA, 5-5 no UFC) chegou no UFC com uma promessa de chegar ao top 10 da divisão, mas vem oscilando resultados ultimamente, inclusive com três derrotas nas últimas quatro lutas. Atleta da Roufusport, Ortiz se destaca pelo grappling, com um wrestling bem desenvolvido e habilidades de faixa marrom de jiu-jítsu. Não é tão forte na trocação e acaba engolido por lutadores melhores da divisão, como foi o caso de Joseph Benavidez e Jussier Formiga.

Saindo do mainstream de Cody Garbrandt e companhia, o Team Alpha Male tem Hector Sandoval (14-3 no MMA, 2-1 no UFC) como um interessante nome. Após ter sido finalizado por Wilson Reis na estreia, ele venceu Fredy Serrano e Matt Schnell nas lutas seguintes. Assim como a maioria dos lutadores da equipe californiana, Sandoval também tem o wrestling como ponto forte, mas sem a experiência universitária de seus companheiros. O jiu-jítsu tem algumas brechas e a trocação permite algumas pancadarias legais.

Dustin Ortiz vs Hector Sandoval odds - BestFightOdds

Ortiz e Sandoval podem roubar a cena no México. Dustin é um atleta mais veloz e provavelmente tentará impôr o seu wrestling em cima de Hector, que pode até se defender bem no começo, mas terá sua defesa vazada em alguns momentos. Ortiz também terá uma situação mais confortável em relação ao jiu-jítsu, já que Sandoval não tem a mesma habilidade de Reis, Formiga ou até Moreno. Dustin deve vencer por decisão.

Peso Galo: Henry Briones (MEX) vs. Rani Yahya (BRA)

Participante da primeira temporada do TUF América Latina (mais um!), Henry Briones (19-6-1 no MMA, 1-2 no UFC) precisa de uma vitória para se manter na organização. Depois de estrear vencendo Guido Canetti numa virada improvável, ele acabou derrotado por Cody Garbrandt e Douglas D’Silva. Briones não é muito técnico, é fraco ofensivamente e defensivamente, mas consegue atrair os oponentes para a briga, situação na qual pode levar certa vantagem.

Um dos melhores jiu-jiteiros do UFC, Rani Yahya (23-9 no MMA, 8-3 no UFC) vinha bem no peso galo, emplacando quatro vitórias seguidas até perder uma batalha sangrenta contra Joe Soto. Apesar da grande habilidade no solo, Yahya tem outros dois pontos interessantes para o combate contra Henry: será o seu primeiro desde que passou a treinar na American Top Team e enfrentará um dos poucos adversários em que leva vantagem na trocação.

Henry Briones vs Rani Yahya odds - BestFightOdds

Briones é aquele famoso lutador que chegou no UFC por causa da proposta de expansão no território mexicano, mas que não tem nível para fazer parte do plantel da organização, quiçá lutar com um cara da experiência e habilidade de Rani. Se o brasileiro não inventar de trocar golpes de modo franco com o mexicano, tem tudo para aplicar diversas quedas e chegar numa finalização no segundo round.

Peso Galo: Diego Rivas (CHI) vs. Jose “Teco” Quiñones (MEX)

Um UFC no México sem um confronto de lutadores do primeiro TUF América Latina não é um UFC no México. Único atleta chileno que já entrou no octógono, Diego “Pitbull” Rivas (7-0 no MMA, 2-0 no UFC) pode escrever uma das mais belas histórias de superação já vistas no UFC. Depois de conseguir duas ótimas vitórias, ele foi diagnosticado com um câncer e os médicos chegaram a falar que só teria mais um mês de vida. Depois de uma cirurgia com sucesso e um processo de quimioterapia, ele foi liberado para voltar a fazer o que ama.

O chileno tem uma trocação até interessante, muito por causa da sua base no muay thai, com bons chutes e joelhadas, mas falta o trabalho de mãos para poder enganar os oponentes e não deixar o jogo muito telegrafado. Ele não é muito forte no wrestling, o que já ficou provado contra Noad Lahat, que nem é um grande lutador.

Vice-campeão da primeira edição do reality latino, Quiñones (5-2 no MMA, 2-1 no UFC) não teve oportunidades de ser um atleta mais ativo, com apenas uma luta em 2015 e outra em 2016, vencendo ambas. Mesmo sem ser o próximo grande nome do MMA mexicano, “Teco” tem boa capacidade de se embolar de qualquer jeito e levar a luta para o chão, seu ponto forte. Os treinos na Alliance MMA devem ter ajudado na parte do wrestling.

Diego Rivas vs Jose Quinonez odds - BestFightOdds

Será muito interessante ver como Diego Rivas vai voltar ao octógono. Afinal, são 18 meses fora e ele se curou de uma doença delicada, além de voltar lutando na altitude e numa nova categoria de peso. Quiñones deve trocar o mínimo possível, ou aproveitar uma brecha nos chutes de Rivas para colocar a luta no chão. Se nenhum acidente acontecer, acredito que o mexicano finalize no segundo assalto, provavelmente com um mata-leão.

Peso Mosca: Joseph Morales (EUA) vs. Roberto Sanchez (EUA)

Sempre é interessante ver novos nomes no peso mosca do UFC, que é o caso de Joseph “Bopo” Morales e de Roberto “Little Fury” Sanchez, que estreiam no octógono no próximo sábado.

Atleta de 22 anos do Team Alpha Male, Joseph (8-0 no MMA) se tornou o principal peso mosca do estado da Califórnia, passando por eventos como WSOF, West Coast FC, Global Knockout e mais recentemente no CFFC, onde bateu o ex-UFC Sean Santella por finalização. Apesar do ponto forte de sua academia ser o wrestling, ele não é especialista em tal fundamento, mas é muito bom no jiu-jítsu, inclusive com uma guarda bem perigosa e um arsenal variado de tentativa de finalizações.

Ex-campeão do LFA, Roberto Sanchez (7-0 no MMA) se profissionalizou apenas em 2015, mas, numa enorme arrancada, foi finalizando praticamente todos os oponentes até receber a chance no UFC. Faixa-marrom de jiu-jítsu, Sanchez tem um wrestling decente, mas ainda comete muitos erros no chão. Sua trocação, que poderia ser o diferencial no duelo, não é nenhum garbo.

Joseph Morales vs Roberto Sanchez odds - BestFightOdds

Se você é fã da arte suave, deve colocar boas expectativas neste combate. Acredito que não teremos algo semelhante a Sergio Moraes vs. Davi Ramos, por exemplo. Acho que os dois não vão esperar muito tempo na troca de golpes, levando logo a luta para o chão, provavelmente com Sanchez caindo por cima. Imagino que o “Little Fury” sucumbirá ao jogo mais forte de Morales, que deve finalizar ainda na primeira metade de luta.

Peso Leve: Jordan Rinaldi (EUA) vs. Alvaro Herrera (MEX)

Na abertura das ações na Cidade do México, Jordan Rinaldi (12-5 no MMA, 0-1 no UFC) tenta mostrar que sua contratação não foi um equívoco. Apesar de fazer lutas principais no Legacy FC, ele foi chamado de última hora para o UFC e estreou perdendo para Abel Trujillo. Rinaldi não é um grande atleta, tem um boxe mediano, gosta de mesclar com alguns chutes e às vezes aposta na luta de solo, na qual também não é forte, mas pode ser bem usada no próximo sábado.

Participante do TUF América Latina 2, Alvaro “Chango” Herrera (9-4 no MMA, 1-1 no UFC) também batalha por seu emprego aqui. Ele até tem um bom poder de nocaute, mas a movimentação é pífia, assim como a defesa, o que impede que ele avance na categoria. A defesa de quedas funciona até um ponto, mas acaba furada quando parte do seu gás vai embora.

Alvaro Herrera vs Jordan Rinaldi odds - BestFightOdds

Acho que o equilíbrio no card preliminar está mais voltado nesta luta. Se conseguir controlar o forte início de Herrera, Rinaldi tem condições de segurar o mexicano no solo e até encontrar uma finalização. O problema é que minha confiança no americano não é tão grande, com uma boa probabilidade de ele ser nocauteado no round inicial. Apesar da mureta, creio que Rinaldi vença por decisão unânime com ambos vomitando após o anúncio oficial.

  • Que homão da porra esse Biel! Que site! Negócio aqui é trabalho com qualidade, conhecimento e responsabilidade.

    • Gabriel Carvalho

      Aqui é trabalho e sem palhaçada.

  • James sousa

    Que site maravilhoso tem prévia até do card preliminar do evento do México .muito orgulho do trabalho que o site vem fazendo

    • Gabriel Carvalho

      Pela boa repercussão que teve, vai ter da Holanda também.

      • Idonaldo Gomes Assis Filho

        Aí sim em! Cards da europa me atraem demais kkkk

        • Virge hahahaha

          • Idonaldo Gomes Assis Filho

            kkkkkkkkkk mancada agora que eu vi que ficou estranho, mas sério, a galera lá é cabulosa, sempre que fazem card lá contratam gente e colocam lutas de mais pesados

            • Não é que ficou estranho. Eu achei que as pessoas não curtiam os cards europeus, mas você explicou seu motivo. Ainda que eu ache bizarro exatamente ter muitas lutas de categorias mais pesadas haha

    • Muito orgulho de um leitor que comenta em 99% das nossas matérias.

  • Fannine

    Baita prévia! Me ajudou muito para os palpites no Fantasy! Good job, boy!

    • Gabriel Carvalho

      Estamos aí pra isso.

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    A última luta do Quinonez acho que foi com o Joe Gomez ele lutou bem, boto fé nesse carinha embora não deve virar muita coisa.

    Agora que o Elkins tá com sequência de vitórias, Dustin Ortiz é a minha definição para o termo porteiro kkk. E bacana a prévia, como o evento é bem meia boca achei que ia ter só a do principal.

    • Gabriel Carvalho

      Teco tem condições de ficar no UFC, não é muito ruim.

      Vamos tentar trazer sempre a prévia de eventos fraquinhos. Foi em um evento meia boca da Suécia que o McGregor estreou, né? Quem sabe aparece de novo.

      • Idonaldo Gomes Assis Filho

        Sempre bom mesmo esse trabalho pra achar prospectos ,esses moscas aí quem sabe né.

        • Gabriel Carvalho

          Sim, com atenção especial pro Morales.

        • Exatamente.

  • Binho Vianna

    Bom trabalho, mas acredito que Sandoval vá surpreender por que é bem melhor em pé e tem uma defesa de quedas alta. Yahia se não quedar e submeter o Briones até round 2 (não será fácil), vai começar a engasgar o motor e tomar atraso do resistente Briones daí até o fim. Não acha?

    • Gabriel Carvalho

      Yahya é campeão do ADCC e tem o melhor jiu-jítsu do peso galo, não vejo muitas dificuldades nele finalizando o Briones, até porque tem gente melhor que ele já finalizou. Em pé, ele só perde se for muito burro, porque o Briones não tem técnica nenhuma, é só briga.

      • João Gabriel Gelli

        Queixo do Rani é muito forte também. Só foi nocauteado pelo Benavidez e pelo Kid Yamamoto até agora na carreira.

    • Gabriel Carvalho

      ¯_(ツ)_/¯

  • Gabriel Fareli

    Não podia deixar de comentar aqui nessa materia. Card Preliminar de UFC México foi foda demais ! Que orgulho de ser leitor desse site !!