Por Alexandre Matos | 29/06/2008 14:15

No próximo sábado, dia 5 de julho, vai rolar em Las Vegas o UFC 86. A luta principal do evento será entre os americanos Quinton Jackson e Forrest Griffin, valendo o cinturão da categoria Light Heavyweight (meio-pesados). O evento será transmitido ao vivo no Brasil pelo Premiere Combate em pay-per-view.

Jackson é o atual campeão da categoria no UFC. Já Griffin foi o campeão da primeira edição do reality show The Ultimate Fighter. A última edição do programa, inclusive, tinha como técnicos das duas equipes os próprios “Rampage” e Griffin.

Rampage vem de duas vitórias contra grandes lutadores: bateu Dan Henderson na luta de unificação dos cinturões do UFC e do PRIDE por pontos, em decisão unânime no UFC 75 Champion vs. Champion. Antes, ele havia conquistado o título ao derrotar Chuck Liddell por nocaute técnico no UFC 71 Liddell vs Jackson.

Griffin também venceu um grande oponente em sua última luta pelo UFC: finalizou a estrela brasileira Maurício Shogun, campeão do PRIDE GP 2005, tido como um dos maiores do mundo, no UFC 76: Knockout.

Rampage é favorito, vai para a luta com moral pelas últimas vitórias, mas a torcida ficará com Griffin, que vive fase iluminada. Apostaria em uma vitória dele por pontos.

As outras lutas que irão balançar o Mandalay Bay Events Center (entre parênteses a altura, o peso e o cartel de cada um divulgados pelo UFC):

Patrick “The Predator” Côté (1,80m, 84kg, 13v-4d) vs. Ricardo “Cachorrão” Almeida (1,83m, 84kg, 9v-2d)

O wrestler canadense, integrante da seleção de luta olímpica de seu país, tem 28 anos, é nocauteador e tem habilidade de finalização. Além do wrestling, Côté treina boxe e jiu-jítsu, modalidade na qual é faixa roxa. Em sua última luta pelo UFC, venceu Drew McFedries por nocaute técnico, a 1:44 do primeiro round, no UFC Fight Night: Swick vs Burkman, em 23 de janeiro.

O brasileiro Cachorrão, 31 anos, faixa preta segundo dan de jiu-jítsu, foi pupilo de Renzo Gracie na Gracie Barra. Obviamente tem como principal virtude a luta no solo. Em sua última aparição no UFC, finalizou Rob Yundt a 1:08 do primeiro round com um tradicional mata-leão no UFC 81: Breaking Point, no dia 2 de fevereiro.

Se Cachorrão conseguir levar a luta para o chão, tem enormes chances de vencer. Côté é mais completo e é melhor na trocação em pé. Mas, ufanismo de lado, acho que vai dar Cachorrão por finalização.

Joe “Daddy” Stevenson (1,70m, 70kg, 33v-8d) vs. Gleison Tibau (1,78m, 70kg, 27v-4d)

O americano Stevenson, 26 anos, gosta de levar a luta para o chão e tentar a finalização, normalmente por chave de perna ou guilhotina. Além do wrestling, sua modalidade de origem, Stevenson é praticante de jiu-jítsu há 13 anos. Na última vez em que esteve no octógono do UFC, foi finalizado numa luta sangrenta pelo campeão BJ Penn com um mata-leão aos 4:02 do segundo round, no UFC 80: Rapid Fire, em 19 de janeiro.

O brasileiro Tibau, 24 anos, é especialista em jiu-jítsu, esporte que lhe rendeu inúmeras medalhas no país e passou a treinar trocação para variar suas táticas. Em sua última vez no UFC, fez uma grande luta, mas foi derrotado por pontos por Tyson Griffin na decisão unânime dos juizes, no UFC 81: Breaking Point.

Josh “Kos” Koscheck (1,78m, 77kg, 13v-2d) vs. Chris “Lights Out” Lytle (1,80m, 77kg, 35v-15d-4e)

Bad Boy da primeira edição do The Ultimate Fighter, quando foi vice-campeão na categoria dos médios, Kos é um wrestler com incrível condicionamento físico e potência na mão direita. Tem no cartel uma derrota por pontos contra o supercampeão Georges St-Pierre. Na sua última atuação no UFC, venceu Dustin Hazelett por nocaute técnico a 1:24 do segundo round, no UFC 82: Pride of a Champion, no dia 1º de março.

O americano Lytle, 33 anos, é um lutador experiente, já tendo enfrentado nomes como os ex-campeões Matt Hughes e Matt Serra. Outro que veio do TUF, onde fez a final da quarta edição justamente contra Serra (derrota por decisão dividida). Na última apresentação pelo UFC, bateu Kyle Bradley com um nocaute relâmpago com apenas 33 segundos de luta, no UFC 81: Breaking Point

Acredito numa vitória de Kos sem muita dificuldade.

Tyson Griffin (1,68m, 70kg, 11v-1d) vs Marcus “Maximus” Aurélio (1,78m, 70kg, 14v-5d)

O wrestler americano Tyson Griffin, 24 anos, é um legítimo representante do ground’n’pound consagrado por Mark Coleman e é o único lutador a ter vencido o campeão do WEC Urijah Faber até hoje. Na sua última luta no UFC, teve uma grande atuação ao vencer por pontos (decisão unânime) o brasileiro Gleison Tibau no UFC 81: Breaking Point.

O brasileiro Marcus Aurelio, faixa preta terceiro dan de jiu-jítsu, 34 anos, tem como principal resultado uma vitória incrível que chocou todo mundo, por finalização contra o grande ídolo japonês Takanori Gomi, que chegou a apagar com o mata-leão. Na época, Gomi não tinha adversários no PRIDE e chegava a cogitar enfrentar o mito Fedor Emelianenko no PRIDE GP Open Weight. Em sua última luta no UFC, “Maximus” finalizou Ryan Roberts com um armlock com incríveis 16 segundos de luta, no UFC Fight Night: Florian vs Lauzon, no dia 2 de abril.

Aposto numa luta equilibrada, duelo típico do jiu-jítsu contra o wrestling, com leve vantagem para o americano.

As lutas abaixo também fazem parte do card do evento, porém não serão transmitidas ao vivo. Caso haja tempo durante a transmissão, serão encaixadas em VT.

Gabriel “Napão” Gonzaga vs. Justin “The Insane One” McCully
Jorge Gurgel vs. Cole “Magrinho” Miller
Melvin “The Young Assassin” Guillard vs. Dennis Siver
Corey “The Real Deal” Hill vs. Justin Buchholz