Tyson Fury ganha oponente para retorno no dia 9 de junho

Por Rafael Oreiro | 21/05/2018

Desde novembro de 2015 afastado dos ringues, o ex-campeão mundial do peso pesado Tyson Fury finalmente ganhou adversário para seu retorno ao mundo do boxe. Depois de diversos problemas pessoais e com o antidoping, o inglês retornará as atividades enfrentando o macedônio Sefer Seferi no dia 9 de junho, na Manchester Arena, Inglaterra.

A última luta de Fury (25-0, 8 KOs) foi a icônica luta contra Wladimir Klitschko, quando ele bateu o ucraniano na decisão para conquistar os cinturões da WBA, WBO e IBF. Depois de uma lesão fazer com que a super revanche contra Klitschko em 2016 fosse cancelada, Fury entrou em diversas polêmicas, testando positivo para cocaína em exame antidoping, vendo seus cinturões serem retirados e tendo sua licença retirada pelo British Boxing Board of Control.

Alegando lutar contra a depressão, o inglês confirmou sua aposentadoria por duas vezes durante o periodo, mas voltou atrás após sua suspensão de dois anos expirar e sua licença para boxear voltar a ser validada pelo BBBofC. Em forma bem melhor do que vinha se apresentando nos últimos anos, quando apareceu diversas vezes em fotos claramente acima do peso normal de um atleta de alto nível, Fury comentou para a imprensa em coletiva o que espera de seu retorno, e da emoção de  lutar em Manchester.

“Eu não posso esperar para entrar no ringue e provar que eu estou melhor do que nunca como lutador. Eu estou chegando no auge de minha carreira agora e nunca me senti melhor. Estou mais em forma, forte e rápido do que o Fury de 2015”, declarou o inglês. “Estamos somente a três semanas do que será uma grande noite para a cidade de Manchester. Estou encantado por estar lutando na icônica Manchester Arena pela primeira vez em minha carreira e estou prometendo aos fãs um desempenho especial para agradecer pelo suporte.”

O adversário de seu retorno será o pouco expressivo Sefer Seferi (23-1, 21 KOs), que sucumbiu na única vez que enfrentou concorrência de melhor nível, perdendo na decisão para Manuel Charr na disputa do cinturão regular vago peso pesado da WBA. Apesar da pouco expectativa em cima de seu nome, o macedônio prometeu na coletiva que não será uma luta fácil para o retorno do ex-campeão mundial.

“Essa será uma luta difícil para Fury. Eu sou muito disciplinado e estou sempre pronto para enfrentar qualquer um. Essa não será uma luta fácil para ele. Eu estou indo para Manchester para bater uma das lendas do boxe do século 21.”