TUF 26, Episódio 4: Vivendo a vida adoidado

A competição avança e mostra que não vai ser fácil para ninguém. No quarto episódio da temporada, Lauren Murphy tenta fazer jus à sua posição no ranking, defendendo a posição contra Nicco Montaño.

Salve, salve, galerinha do mal ligada no maior (loading…) melhor portal de MMA do Brasil. Estamos de volta para o quarto episódio do The Ultimate Fighter 26 – Uma nova campeã mundial, o reality show do UFC. Sim, eu repeti a linha de introdução mais uma vez e coloquei o episódio certo, já que no episódio passado eu disse que era o segundo e vocês nem repararam! Há!

No último episódio (o terceiro), pudemos conferir uma boa performance de Montana Stewart, que finalizou Ariel Beck com um triângulo de mão logo depois desta sofrer um ataque de pânico nos treinamentos. No episódio de hoje, a luta será entre a favorita Lauren Murphy, veterana do UFC, e Nicco Montaño.

Então vamos lá conferir o que rolou?

LEIA MAIS: TUF 26, Episódio 3: Todo mundo em Pânico

O episódio começa com uma conversa entre Murphy e Barb Honchak na cozinha, falando sobre como é difícil manter o foco. Ela também lamenta o fato de ter ficado na mesma equipe de Barb, pois a considera a maior oponente do torneio e está preocupada em como derrotá-la. Ela diz que os caras com quem treinava são melhores que todas as mulheres da casa. Oh, Jesus!

Foco no treino de Murphy, e Dana White fala um pouco de sua trajetória, sobre o título do Alaska FC, do Invicta e de sua decepcionante trajetória no UFC, onde perdeu para Sara McMannLiz Carmouche, e venceu apenas Kelly Faszholz, ganhando um bônus de performance da noite. A demissão veio após a derrota para Katlyn Chookagian. Alvarez traça a estratégia em cima de frustrar as ações de sua adversária, que é suposta a tentar a queda. Com as negativas, Alvarez quer trabalhar essa frustração a seu favor. Lauren diz ter todos os tipos de truques para Nicco e que ela não está preparada.

Nicco Montaño fala um pouco de sua trajetória. Aos 28 anos, ela cresceu na reserva Navajo, no Arizona e atualmente mora no Novo México. Seus vídeos caseiros mostram as belezas da natureza de sua cidade, onde encontra paz para se concentrar. Ela carrega seu cinturão do King of the Cage dentro do carro e o leva para todos os lugares. Filha de ex-boxeador, ela fez aulas de kickboxing, de jiu-jítsu a partir dos 22 anos e então migrou para o MMA.

Hora de Murphy também falar um pouco da sua trajetória. Ex-usuária de álcool e drogas, a americana fala sobre isso mostrando fotos de sua família durante o jantar, enquanto Barb prepara peru em cubos com arroz selvagem, acompanhada de Ariel e DeAnna. Mostra fotos também do pai falecido, seu herói, que morreu em uma queda de avião e de seus cachorros.

Ela começou a usar drogas e a beber aos 14 anos de idade, buscando um consolo que vinha somente em suas ilusões. Chegou a ter uma overdose (provavelmente de heroína, já que ela cita “picadas”) e foi ao hospital por causa disso. Fez uma promessa pra Deus que se saísse dessa, nunca mais iria beber ou se drogar. Durou 24 horas a promessa. Foi então que decidiu procurar ajuda, e após ir ao Narcóticos Anônimos, conseguiu se recuperar. Tudo isso antes dos 21 anos.

Murphy teve uma recaída aos 25 e chegou a ser expulsa da faculdade de enfermagem a um ano de se formar. Foi só quando conheceu seu marido que realmente sua vida mudou.

As câmeras agora voltam-se para a preparação de Nicco Montaño. Começou a treinar tarde, iniciando pelo jiu-jítsu. Já venceu a colega de confinamento Shana Dobson e tem um cartel de 3-2. Dana fala sobre suas características: Forte, séria e focada, elogios que são reforçados pelo seu treinador, Justin Gaethje. Montaño é a 14ª do ranking e irá precisar lutar também contra o amplo favoritismo e experiência de sua oponente.

Pesagem Oficial

A primeira a subir à balança é Lauren Murphy, que anota o peso de 124,75lb. Nicco Montaño vai a seguir, precisando tirar toda a roupa e contar com a ajuda da toalha para marcar o peso de 126lb.

A encarada é amigável com um aperto de mãos quase amistoso no final, porém, sem confusões.

As atletas tentam controlar o nervosismo e expectativas para a luta. É claro que ambas estão lá para provar que são as melhores e demonstram confiança na vitória. Então vamos tirar a história a limpo.

#3 Lauren Murphy (Team Alvarez) vs #14 Nicco Montaño (Team Gaethje)

O combate começa como habitualmente começam os combates femininos: sem estudo.  Ambas avançam golpeando e tentando assumir o controle do centro e da movimentação.

A luta começa bem agitada, mas sem golpes efetivos durante todo o primeiro minuto. Ao fim dele, as lutadoras chegam ao clinch e Montaño trabalha em posição de vantagem na grade, negando as tentativas de Murphy de reverter a situação. Não demora muito e Lauren consegue se desvencilhar e as duas voltam ao centro.

Neste momento Lauren anda mais para frente, mas é Nicco quem acerta os melhores golpes, com bons chutes altos e melhorando a precisão. Vendo o crescimento da adversária, Murphy finta um double leg e prende Nicco na grade, onde trabalha as joelhadas e tenta a queda.

A veterana permite, sabe-se lá porque, que Nicco ande tranquilamente para frente, gire e inverta a posição. A luta fica monótona no clinch, até que Nicco sai com uma cotovelada faltando 30 segundos para o final da parcial. As duas então acabaram permanecendo só na troca de golpes, que pararam nas respectivas guardas enquanto a buzina anunciava o fim do round. 10-9 para Montaño na minha marcação.

O segundo round do combate começa um pouco mais parado. Murphy aproxima rapidamente e tenta a queda com um single leg na grade, sendo premiada pela insistência e conseguindo levar Nicco ao chão. Quando está sentada, Montaño dispara duras cotoveladas na lateral da cabeça de Murphy e consegue se levantar a seguir.

Uma está grampeando a cintura da outra enquanto desfilam pelo octógono de fora a fora. Vez ou outra alguma joelhada é disparada, mas não sai muito disso. Lauren tenta insistentemente conseguir a queda na grade, mas Montaño faz bem a defesa e nega suas tentativas. É impressionante a facilidade com que Nicco consegue reverter a posição na grade, tamanho a permissividade (ou o cansaço) de Lauren.

Falta apenas um minuto para o fim do combate e as atletas passaram quase todo o segundo round batalhando no clinch. Gaethje pede chutes no corpo, que minaram Lauren no primeiro round e Nicco obedece. Ela nega nova tentativa de queda da veterana, leva o combate para a grade e tenta ela a queda, mas acaba não obtendo sucesso antes do final do round.

Há a expectativa pelo terceiro round, mas os juízes chegaram à uma decisão. Foram dois rounds apertados, o primeiro mais claro para Montaño e o segundo que poderia ter ido para qualquer uma das duas. Provavelmente Nicco deve ser declarada vencedora.

Herb Dean se posiciona ao centro e anuncia a entrada da zebra na competição: Vitória por decisão unânime de Nicco Montaño. O time de Justin Gaethje abre três a um no placar e todos estão orgulhosos de Nicco.

Murphy se desculpa no vestiário. Ser surpreendida logo na primeira rodada do TUF, especialmente após o desempenho decepcionante de sua última passagem não vai ser nada bom para sua carreira.

Dana White define Murphy como a “primeira grande decepção da competição”. E temos também o primeiro combate da próxima fase definido: Nicco Montaño enfrentará Montana Stewart, segundo o cruzamento.

Gaethje anuncia a próxima luta: a número cinco, Maia Stevenson, esposa da lenda Joe Stevenson, o Big Daddy, enfrentará a sargento Sijara Eubanks, 12ª rankeada e especialista em jiu-jítsu.

Então eu vejo vocês em breve. Até lá!

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Subestimei o cartel da menina e achei que ia ser só um sacrifício, é até decente.

  • Saulo Henrique

    Será que a Murphy terá mais uma chance? Tenso..

    • James sousa

      Já tá com luta marcada para a final desse TUF

      • Anderson Cachapuz

        E acho que essa deve ser a última das últimas chances dela…

        Se não for agora, aposenta pq já era.. rs

  • James sousa

    Que fase péssima da Murphy