Tributo a Mike Bernardo

Por Alexandre Matos | 17/02/2012 15:32

Faleceu nesta semana um dos maiores nomes da história do K-1. O sul-africano Mike Bernardo foi encontrado morto na terça-feira em sua cidade natal, Cidade do Cabo. Ainda não se sabe a causa da morte, mas a maior suspeita recai em suicídio. Ele era um dos mais populares lutadores que já passou pelo evento japonês de trocação. Nocauteador nato, estreou no K-1 em 1995 vencendo o suíço Andy Hug, considerado por muitos o mais talentoso lutador da história da organização japonesa.

Bernardo era boxeador de origem. Na nobre arte, acumulou retrospecto de 11 vitórias (9 por nocaute), uma derrota e um empate. Sua última luta de boxe profissional foi contra Peter McNeeley, primeiro adversário de Mike Tyson após cumprir pena de três anos de cadeia.

Como kickboxer, o sul-africano venceu 54 lutas, 42 delas por nocaute (índice de quase 80% de nocautes). Ele saiu derrotado de um ringue em 18 oportunidades e empatou mais 3 lutas. Dois duelos terminaram em no contest. Ele foi campeão mundial profissional de muay thai pela WAKO (World Association of Kickboxing Organizations) e pela WKA (World Kickboxing Association). No K-1, ele venceu a etapa de Fukuoka do K-1 World Grand Prix em 2000.

Dentre seus adversários, além de Hug, podemos destacar o “Mr. Perfect” Ernesto Hoost, Jérôme Le Banner, Peter Aerts (batido três vezes seguidas), Duke Roufus, Ray Sefo, Mirko Cro Cop, o ex-campeão do UFC Maurice Smith e Mark Hunt, além dos brasileiros Francisco Filho e Glaube Feitosa.

Mike Bernardo nasceu no dia 28 de julho de 1969 e se aposentou em 2004. Descanse em paz.