Tony Ferguson vence Anthony Pettis em luta fantástica no UFC 229

Por Idonaldo Filho | 07/10/2018 01:30

Quando um combate espetacular cumpre as expectativas, só há o que comemorar. Anthony Pettis e Tony Ferguson entregaram um combate sensacional no UFC 229, com direito a um dos melhores rounds do ano, knockdowns, muito sangue, mas que terminou de forma um pouco decepcionante, após ser constatado, no intervalo do segundo para o terceiro assalto, que Pettis quebrou a mão.

O duelo teve início com Ferguson tomando a iniciativa com um jab e um chute. Pettis rodava pelo octógono, enquanto Ferguson ficava no centro, com postura mais agressiva. O ex-campeão interino chutou baixo e acertou alguns socos. Anthony mostrou habilidade com um soco rodado seguido por outros golpes, mas que não entraram em cheio. Tony pressionava bastante quando enquadrou Pettis na grade e acertou um bom direto, além de chutes no corpo e na perna. Ferguson seguiu pressionando e conseguiu uma cotovelada bonita, mas Pettis não se intimidou e executou um golpe plástico estranho, mas que não foi muito efetivo. O primeiro assalto terminou com Ferguson usando a grade para dar um soco em Pettis.

A segunda etapa já começou com um knockdown de Pettis. Ferguson tentou se recuperar, mas logo tentou uma cotovelada giratória e sofreu outro knockdown, levantando-se mais uma vez só para cair novamente. Pettis ficou na guarda de Ferguson, mas estava bastante ensanguentado devido a uma cotovelada de Tony, que empurrou o oponente com as pernas e voltou em pé. O árbitro interrompeu para olhar o corte em Pettis e logo eles voltam, com o “Showtime” fazendo graça com um chute rodado. Ferguson enquadrou o ex-campeão com socos no corpo e no rosto, mais uma vez usando a grade para golpear. Pettis aparentou cansaço e Ferguson aproveitou para golpear mais. Ambos entraram em trocação franca perto da grade, mas nenhum caiu. Um soco de Pettis mandou a cabeça de Ferguson para trás, mas este continuou enquadrando o rival na grade com socos no rosto do atleta da Roufusport. O final do round foi sensacional: Ferguson tentou trocar loucamente e Pettis deu uma pirueta, caindo por baixo e levando alguns golpes antes de a buzina encerrar a disputa.

No intervalo para o terceiro assalto, foi verificado que Anthony Pettis quebrou a mão e, portanto, foi impossibilitado de retornar para a luta. Deste modo, constituiu-se vitória de Ferguson por nocaute técnico devido a lesão, aos 5:00 do segundo round.

Colaborador do MMA Brasil, goiano, fã de pesos pesados e admirador de freakshow com responsabilidade.