The Ultimate Fighter 23: Team Joanna vs Team Claudia – Último Episódio

The Ultimate Fighter 23: Team Joanna vs Team Claudia – Último Episódio
MMA

Último episódio da temporada definiu as finais do programa, que manteve um excelente nível técnico e bastante emoção durante toda a temporada. A encarada entre as técnicas dá uma boa idéia do que se esperar do combate final.

Alô galera que acompanhou a temporada inteira aqui no MMA Brasil. Alô você que chegou de para quedas e só viu alguns textos. Alô você que está aqui e mal sabe do que se trata. Alô você que vai ser papai semana que vem (no caso, eu mesmo :D). Sejam bem vindos à última resenha da temporada 23 do The Ultimate Fighter.

Só pra relembrar, já temos dois finalistas definidos: Amanda Cooper e Andrew Sanchez. E o programa de hoje define os outros dois, nos confrontos entre Tatiana Suarez contra Kate Jackson e Khalil Rountree contra Josh Stansbury. Então sem mais delongas vamos conferir o que rolou.

O episódio começa com o climão de dois lutadores da mesma equipe se enfrentarem. Dana ressalta o profissionalismo das meninas.
Treino do time Claudia e sua treinadora aposta que será uma boa luta de grappling, mas que não sabe quem vai vencer. São duas lutadores fortes, altas e grandes para a categoria.

Tatiana, a menina que venceu o câncer, acha que se esforça mais do que sua adversária. Sua estratégia é ficar na trocação para encurtar a distância, derrubar e finalizar. Quer colher os louros de seu esforço, como por exemplo em sua festa de formatura que ela faltou para disputar um torneio, cortando peso no dia.

Kate quer viver esse sonho. Não imaginava chegar até aonde chegou e um contrato do UFC seria o ápice para ela.

Pesagem Oficial

Na entrada, uma leve rusga entre as treinadoras. Claudia afirma que o tanto de merda que a polonesa fala lhe dá náuseas e vontade de vomitar.

A primeira a subir à balança é Kate Jackson e anota 115,5lb (52,4kg). Tatiana segue, pesando 115lb (52,2kg). A encarada é tranquila e os colegas apostam em finalizações de ambas partes. Dana destaca que as duas foram as primeiras escolhas do Time Claudia.

Então sem mais delongas vamos à luta conferir o que rolou.

Luta: Tatiana Suarez (Team Claudia) vs Kate Jackson (Team Claudia)

O destaque da temporada que eu ainda não descobri o nome desfila sua beleza com a plaquinha de primeiro round e sem esperar muito Herb Dean já autoriza.

Tatiana não perde tempo e avança golpeando, encurtando rápido a distância. Quando consegue aproximar, derrubou com uma bela alavanca de quadril e caiu de guarda passada. Pesando bem por cima, conseguimos ver que a coxa de Kate já estava marcada por um forte chute de Tatiana antes da queda. Ela fez bem a transição de posições, mas sem estabilizar em nenhuma. Meio desajeitada, encaixou uma guilhotina de frente para Kate e foi levantando. Jackson foi tentando escapar e em um vacilo a guilhotina encaixou melhor, aí foi só espalhar o frango, cair pesando o quadril e aguardar a loirinha de olhos azuis desistir do combate com os três tapinhas.

Essa ganhou de Dana White o selinho “Não deixe na mão dos juízes” de qualidade. Ficou impressionado e mal pode esperar para ver Tatiana contra Amanda.

Nesse momento o foco do episódio volta-se para o Time Joanna. A polonesa está animada com o ápice de sua participação no programa, garantindo uma merecida vaga na final #SQN, mas está triste por ter seus dois pupilos se enfrentando. Acho que ela consideraria mais justo se ela pudesse perder 7 lutas e ainda assim garantir dois lutadores na final. Nota dez para ela em lógica.

Os dois lutadores também lamentaram bastante, já que desenvolveram uma grande amizade na casa. Khalil está com “pena” de machucar o amiguinho, o que ficou evidente na primeira luta contra seu companheiro de equipe, que eu fiquei com a impressão clara de que ele “amoleceu” para Cory levar. Será que vai fazer o mesmo contra Josh? Apesar dele dizer que não, eu não apostaria nisso.

Josh aposta para vencer no fato de Khalil ter que cortar peso por conta da convocação de última hora e pelo seu jogo de chão. Reconhece o forte jogo em pé de seu oponente e não quer se arriscar.

Pesagem Oficial

Josh na balança e 204.5lb (92,7kg) no ponteiro. É a vez de Khalil e o ponteiro sobe para 205,5 (93,2kg). A encarada não tem nada que mereça ser destacado e vamos para a luta.

Josh diz que não dormiu a noite e está psicologicamente afetado para a luta. Khalil sabe que é sua última chance e se perder a luta provavelmente não terá outra. Ele finalmente admitiu que tirou o pé na luta contra Cory, confirmando a minha impressão.

Luta: Josh Stansbury (Team Joanna) vs Khalil Rountree (Team Joanna)

Josh entra empolgado. Khalil diz que está também, mas entra de cabeça baixa com a empolgação de uma múmia sendo embalsamada. Aquele beijinho de despedida na ring girl e vamos para a luta.

A luta começa com algum estudo e Khalil dominando o centro. Em um minuto, um knockdown em contragolpes para cada lado. Foram dois cruzados que pegaram na pontinha do queixo, sem muita potência, mas que derrubaram, primeiro Josh e depois Khalil. Rountree trabalha melhor os chutes e é muito mais potente golpeando. Khalil domina o centro, mas espera Josh avançar golpeando para contra-atacar. A orelha de Josh já está sangrando levemente na metade do round.

Stansbury consegue um bom momento com duas joelhadas em um clinch no meio do cage e dois jabs em sequência que entraram limpos, mas sem causar muito impacto. Khalil também sangra no rosto.

Josh para desprotegido na frente de Khalil que capitaliza com um forte cruzado de esqueda em cheio no queixo de Stansbury, que fica tonto e cai de joelhos. Khalil vai que nem uma besta para cima, dá um pisão frontal empurrando Josh para a grade e com fortes golpes no ground and pound, mesmo com Josh de guarda fechada e protegido, encerra a contenda. Surpreendente nocaute de Khalil Rountree no primeiro round.

Dana White aprovou e também deu o selo “No Judges” para esta luta.

A performance de Josh me decepcionou um pouco, pois em momento algum tentou jogar no chão, ponto fraco do oponente e forte de seu jogo. Khalil, por sua vez, jogou em sua zona de conforto e garantiu a vaga na final. Dana White diz que ficou muito feliz pela luta que fizeram e que fez certo em trazer Khalil de volta ao jogo.

Joanna consola Josh, que mostra humildade ao tirar o chapéu para Khalil. Dana White foi parabenizá-lo pessoalmente. Eu realmente achei que ele venceria, mas pecou na estratégia. Josh espera por uma chance. Eu apostaria nele contra Cory no TUF Finale, vamos ver.

As encaradas para a final ocorreram a seguir. Primeiro Tatiana Suarez contra Amanda Cooper, seguidas por Khalil Rountree contra Andrew Sanchez. Eu estou realmente empolgado com o nível dessa temporada e com as finais formadas.
A temporada termina com a encarada entre as treinadoras Claudia Gadelha e Joanna Jedrzejczyk, que como não podia deixar de ser, teve treta. Dana White no meio segurando as duas pinchers que não paravam de se xingar.

“Elas realmente não se gostam”. WHITE, Dana.

E assim nós encerramos a temporada. Espero que todos tenham gostado e agradecendo pela audiência e companhia durante os episódios. A caixinha de comentários como sempre é cortesia da casa. Obrigado, pessoal! Até a próxima.

  • Roberto Edificações

    Muito decepcionado com o comportamento da joanna nesse tuf.

  • James sousa

    gostei do nível desse TUF um dos melhores principalmente as meninas do peso palha

    • Anderson Cachapuz

      Eu tb… mas fiquei um pouco decepcionado com as finais…. tava esperando mais!!