The Ultimate Business: Bastidores do UFC Fight Night 77

The Ultimate Business: Bastidores do UFC Fight Night 77
MMA

Em formato de áudio, a coluna The Ultimate Business desta semana traz os bastidores do UFC Fight Night 77, com várias entrevistas e análises do que rolou em São Paulo.

Nesta semana pós-UFC Fight Night 77, a coluna The Ultimate Business volta diferente. Mais uma vez com a ideia de apresentar os bastidores do MMA, esta edição chega em formato de áudio, gravado da sala de imprensa do Ginásio do Ibirapuera, palco do evento do último sábado.

Abordamos lutadores e técnicos, tentando fazer perguntas diferentes das que são apresentadas como lugar-comum (perguntas melhores do que a batida “você ficou feliz com a vitória?”). Falamos com os brasileiros que finalizaram rapidamente – Gleison Tibau e Thiago Tavares -; com dois americanos vencedores (Johnny Case e Jimmie Rivera), prospectos em suas categorias; além de dois ex-integrantes do reality show The Ultimate Fighter Brasil (Viscardi Andrade e Matheus Nicolau). Para fechar esta parte, falamos com Diego Lima, técnico da estrela em ascensão Thomas Almeida.

Em seguida, a coluna abordou a estrutura do evento, organização, bastidores. Neste momento se juntaram a mim o coluniusta Pedro Lins e o fotógrafo Beto Lemos, que produziu mais uma galeria (que você vê no final desta matéria).

Nota do editor: isso não é o podcast (será gravado ainda nesta segunda-feira), mas é podcast. Então, agora é só dar play aí embaixo ou baixar o episódio e ouvir o que a nossa equipe tem a dizer. No final (ou mesmo durante), não se esqueça de deixar suas impressões na caixinha de comentários.

Endereço para assinar o podcast pelo iTunes: https://itunes.apple.com/br/podcast/its-time!-o-podcast-do-mma/id939262973

Endereço para quem preferir assinar o feed RSS do podcast por outras vias: http://www.mmabrasil.com.br/feed/podcast

Versão do episódio 122 em arquivo compactado (.zip) (clique com o botão direito do mouse e em seguida selecione “Salvar link como”)

  • Rafael Alves

    Excelente coluna e entrevistas Bruno (alias a previa tb nao deixou a desejar).
    Mas já que estamos falando do business, muito se falou do horário do evento então algumas perguntas:
    Imposição do ufc ou opcao da Globo?
    Meio que ja respondendo tenho a impressão de ser escolha da Globo, que detesta mecher na propria grade e fica mais facil encaixar algo pos altas horas. Alias mais uma duvida, zapeei pra Globo e vi que eles transmitiram aqui (PE) com uma hora de delay. Foi so aqui ou geral?
    E, retornando a primeira pergunta (pensamento nao linear e fogo) A opcao por eventos tao tarde, pensando no negocio, e o melhor para o crescimento local do UFC?
    Qual seria a opcao correta agora, com a diminuicao de cards por ano? Focar nas pracas “certas”(rj,sp,bsb…) ou ainda da pra abrir pra pracas que nao receberam o ufc (AM,RN, PE, etc)?

    • Bruno Fares

      Obrigado pelos comentários Rafael! Quanto ao horário, a imposição é do principal mercado interessado, o mercado americano. Para a Globo, seria mais interessante a luta principal acontecer entre 1h e 2h da manhã, e não as 4h. Mas a Fox Sports 1, que passou para os EUA, precisa começar o card principal as 22h da noite de lá, e temos 3h de diferença para o Brasil com o atual horário de verão, portanto ficamos dependentes deles.

      • Isso, é a FOX quem decide isso. E se estamos reclamando aqui, lá na Suécia foi pior, com evento começando na madruga. É muita vontade de meter 30 mil numa circunstância dessa.

    • Bruno Fares

      Quanto aos mercados para eventos futuros, falamos mais disso no podcast, que vai ao ar entre hoje e amanhã.

  • Felipe Justo

    Ainda não ouvi, mas achei ótima a iniciativa de ter além do podcast outros conteúdos em áudio no site!!!!!

    Parabéns!

    • Vídeos vão voltar com força também.

      • Paulo Josué Lemos Alves

        E lembrar de como iniciou o MMA Brasil! parabéns a todo o pessoal do site

      • Felipe Biancardi Justo

        Será uma excelente iniciativa buscar investir nessa parte multimídia Alexandre. Aguardando ansiosamente!

  • Danilo Lopes

    Muito bom. Boa ideia pra variar o conteudo do site.

    Deixaria como sugestão talvez alguns audios durante o evento, depoimento de torcedores e outros profissionais.

    • Bruno Fares

      Obrigado Danilo. Sobre a sugestão, é uma questão de logística. Para conseguir falar com os atletas, temos que ficar na sala de imprensa esperando eles chegarem depois das lutas, então isso inviabiliza estar em outras áreas do evento nesse período.

      A ideia de audios de outros profissionais já é mais viável, até porque muitos ficam na sala de imprensa. Anotado!

      • Do público também é legal.

        • Bruno Fares

          Tinha uma galera num nível etílico que impossibilitava entrevista.

          • Paulo Josué Lemos Alves

            Muito louvável a iniciativa. Parabéns!!

          • Com certeza. Essa galera gastou uma grana e curtiu bebedeira. Teria sido mais barato ir pra uma night qualquer. Mas acho que rola de fazer no começo do evento, entre a abertura dos portões e a primeira luta.

  • Excelente trabalho pessoal do mma brasil, gostei bastante das entrevistas, principalmente a do Matheus, lutador bastante talentoso desde o TUF, lutou muito bem, dominou Korea quase a luta inteira.

    Estive no evento e senti uma melhora considerável na organização em relação a entretenimento antes das lutas, comparando aos outros eventos do UFC que estive (São Paulo, Barueri e Brasília no ano passado). Tirei foto com Anthony Johnson, Gadelha e Minotouro, foi muito bacana!

    Critico a demora na abertura dos portões e a falta de sinalização para orientar o público a chegar em seu lugares. Muito bom a iniciativa de numerar os lugares, finalmente isso funcionou, apesar da dificuldade para encontrar seus lugares. Os funcionários as vezes estão meio perdidos, são treinados no dia, as vezes acredito que meio apresadamente.

    Ao final, apesar de focar meu comentário nas criticas, foi uma noite incrível e estou ansioso pelos próximos eventos. Quem nunca foi recomendo bastante, a primeira vez é especialmente inesquecível!

    Grande abraço a todos!

    • Os portões foram abertos depois do que o UFC anunciou?

      Sobre os colaboradores que orientam o público, queria saber se é pessoal que o UFC contrata ou se é do ginásio (deveria ser do ginásio).

      • Quando eu disse portões acho que me expressei mal, quis dizer acesso ao ginásio. Os portões foram abertos as 19 horas mesmo, mas o acesso ao ginásio foi aberto pouco tempo antes de iniciar a primeira luta, muita gente fora correndo para entrar, ginásio praticamente vazio para primeira luta.

        • Bruno Fares

          Exato. Eram poucos acessos e muito afunilados.

  • Paulo Josué Lemos Alves

    Essa é desespero dos hater do pastor hahaha

    Belfort x Hendo 3 surpreende e bate novela global e Regina Casé no Ibopehttp://www.msn.com/pt-br/esportes/lutas/belfort-x-hendo-3-surpreende-e-bate-novela-global-e-regina-cas%C3%A9-no-ibope/ar-CC9v5H?ocid=mailsignoutmd

  • Paulo Josué Lemos Alves

    Acho bizarro isso de, depois de os caras lutarem e ficarem todo amassados ainda terem que falar com a imprensa kkk, ainda mais para os que foram nocauteados. Mas claro que é importante ter a palavra deles sobre a luta.

    • Os que perdem vão se quiser.

    • Bruno Fares

      Dos perdedores foi, só o Cummins foi.

  • Airton S

    Muito bom, tomara que role sempre (nos eventos no Brasil, claro, porque a verba é curta pra mandar o Bruno rodar o circuito mundial hehe).

    • Bruno Fares

      Eu aceito o World Tour se o Alexandre bancar!