Semana Lyoto Machida: Construindo um gênio

Lyoto Machida, creio, é um desses virtuosos que aparecem poucas vezes em uma geração de atletas. Mas o que forma um sujeito de tamanhas habilidades e competência? Analisando a história deste baiano radicado em Belém, vemos que é um conjunto de fatores combinados. Neste artigo, analisaremos alguns deles.

    Técnica

É impossível não traçar um paralelo entre a história do Jiu-jitsu dos Gracie e do Karatê dos Machida. Helio Gracie e seu irmão Carlos, naturais de Belém do Pará, aprenderam o Jujutsu japonês com a chegada de um imigrante nipônico – Mitsuyo Maeda, o Conde Koma. Por conta de sua pouca força física, os irmãos Gracie adaptaram a arte japonesa e aperfeiçoaram a técnica, criando o que o mundo chama hoje de Gracie Jiu-jitsu, ou Brazilian Jiu-jitsu. Ensinaram sua arte para os filhos que, na busca do aperfeiçoamento da técnica, acabaram por criar um esporte que hoje conhecemos como Mixed Martial Arts, ou simplesmente MMA.

Sensei Yoshizo Machida (foto ao lado) nasceu no Japão e veio morar no Brasil em 1968, desembarcando na mesma Belém do Pará dos irmãos Gracie. Mestre de Karatê Shotokan, faixa preta oitavo dan, Machida também se viu obrigado a aperfeiçoar sua técnica para suplantar sua pequena estatura. Criou assim um estilo próprio, que muitos já começam a chamar de Karatê Machida. Ensinou sua arte aos filhos Shinzo, Kenzo, Take e Lyoto.

    Disciplina

Há algum tempo veio à tona um estudo investigando o segredo de pessoas bem sucedidas. A primeira conclusão chegada pelo trabalho foi que não existe talento puro, mas muito trabalho duro. Todos os gênios estudados praticaram sua arte pelo menos 10 mil horas antes de se tornarem adultos. Em segundo lugar, o artigo apontava para a importância dos desafios da infância. Os foras-de-série, quando crianças, ou superaram problemas enormes ou tiveram pais próximos e disciplinadores.

Lyoto Machida é um caso que comprova a teoria acima. Yoshizo criou os filhos de acordo com a disciplina dos samurais. Começou a ensiná-los karatê desde pequenos. Segundo Lyoto, já aos três anos de idade ele passou a acordar diariamente às 6:00h da manhã para o treino com o pai, prática que carrega até hoje. Acordar atrasado não era opção. No programa UFC Countdown, exibido antes do UFC 98, o atleta resume esta disciplina numa frase que toda pessoa com objetivos poderia escrever ao lado do despertador:

“Você já ganha a primeira batalha ao sair da cama”

Apenas com este hábito, Lyoto deve ter acumulado algo em torno de 6 mil horas de treino em karatê antes de completar 21 anos. Podemos especular que outras 3 mil horas tenham sido gastas praticando a disciplina durante a tarde, na academia do pai. Além disso, com o hábito, Yoshizo condicionou o filho a perseverar constantemente em busca de seus objetivos.

    Humildade

Com a bagagem que teve, Lyoto poderia ter sido gênio do karatê. Porém, um terceiro diferencial fez dele o lutador que é hoje: humildade. Quando Lyoto, aos 15 anos, assistiu ao passeio de Royce Gracie na primeira edição do UFC, não ficou justificando o porquê do karatê do pai ser superior àquilo tudo. Ele foi aprender o Gracie Jiu-jitsu. Anos e outras milhares de horas mais tarde, Lyoto recebeu a faixa preta na modalidade. Antes disso, Lyoto já treinava sumô, arte que começou a estudar aos 8 anos e em que se sagrou vice-campeão brasileiro (categoria até 115 quilos) dez anos depois.

Estes dois dados em si mostram a diferença na mentalidade de Lyoto para o atleta comum. Muitos praticantes de artes marciais tradicionais que crêem na superioridade de sua própria arte são resistentes em gastar tempo aprendendo outras técnicas. Este é um dos grandes motivos pelos quais tais indivíduos não se dão bem no MMA, apesar de serem grandes mestres em sua arte de origem. Mesmo a grande maioria dos membros da família Gracie não se preocupou em dominar nenhuma outra técnica que não a própria. O resultado é que não acompanharam a evolução do esporte e, como consequência, não tem mais nenhum integrante dentre os principais atletas do MMA em atividade.

A precoce humildade de Lyoto em buscar recursos técnicos em outras artes marciais fez com que começasse a aprender desde cedo componentes do MMA que completam a técnica herdada do pai e fazem dele o lutador completo que assombra todos hoje.

    Oportunismo

Lyoto chegou à fase adulta com uma enorme bagagem de aprendizado em karatê, sumô e jiu-jitsu. Certamente foram mais de 10 mil horas de treinos e mais treinos. Porém, a formação deste grande campeão não estava acabada, era hora de entrar no mundo do MMA. Aqui é o momento em que Lyoto encontra Antonio Inoki (foto ao lado).

Nesta breve história, Inoki é o terceiro imigrante japonês que chega ao Brasil. Ele também é um dos mais importantes precursores do esporte. De físico privilegiado, atleta e campeão em diversas modalidades, Antonio Inoki começou a lutar no começo dos anos 60, quando retornou ao Japão sob a tutelagem do lendário Rikid?zan. Em 1972 Inoki fundou a New Japan Pro Wrestling. A organização começou promovendo exibições, mas logo Antonio aperfeiçoou um estilo de luta profissional que funcionava em combates reais. Assim, ele criou o shoot wrestling, outro embrião do MMA atual. Inoki desafiou diversos atletas nas lutas de shoot wrestling e foi o primeiro a retomar um sistema de treino que combinava luta de chão e trocação.

Antonio Inoki tomou Machida sob suas asas e o brasileiro aproveitou a oportunidade. Mudou-se para Tóquio, ingressou no mais experiente centro de treinamento misto da época e treinou wrestling para MMA com um dos maiores especialistas na arte e aperfeiçoador da técnica.

    Um lutador completo

São incontáveis as análises da técnica de Machida que estão pipocando na internet. Elas são válidas para entendermos melhor este fenômeno, porém é preciso evitar superficialidade.

Lyoto não é apenas um karateca, é um prodígio do esporte, mestre e campeão panamericano na modalidade. Lyoto não é um ex-participante do The Ultimate Fighter que começou a praticar jiu-jitsu ontem, mas um faixa preta que estuda esta arte há 15 anos. Lyoto não se dá bem contra wrestlers apenas porque tem uma base boa, ele começou a treinar para isso com 12 anos no sumô e depois foi discipulado pelo sujeito que inventou o wrestling para MMA. Para encerrar a visão deste atleta, vale a pena falar que Lyoto foi estudar Muay Thai na Tailândia e recentemente passou a treinar com os grandes nomes do MMA brasileiro como Anderson Silva, Rodrigo Minotauro e Vitor Belfort, primeiro integrando a extinta equipe Black House, mais tarde em treinos específicos com os atletas individualmente.

Resumindo, Lyoto é a definição do virtuoso, do craque, o sujeito que se esmeira e domina todos os fundamentos de seu ofício. Lyoto não é só domínio supremo da base, chutes, esquiva e contragolpes do caratê. Ele também é clinch, luta, rasteira, joelhadas e finalização. Ou seja, é alguém de quem realmente se pode afirmar: um lutador de MMA completo.

    Cumprindo seu destino

A breve história acima mostra que Lyotos Machidas não podem ser fabricados. Nem todos tem a sorte de ter um pai gênio do karatê, que ama e zela pelos filhos. A sorte de Lyoto também é observada na maneira que ele foi diretamente exposto às duas mais antigas raízes do MMA moderno: o Gracie Jiu-jitsu (por estar no Brasil) e o shoot wrestling (por ter encontrado e criado afinidade com Inoki). Porém, este potencial e as oportunidades que a vida lhe deu teriam passado em branco se Lyoto não soubesse abraçá-los com toda a força. Talvez outros tenham tido chance parecida, mas só há um Lyoto Machida. Tremam os restantes.

Take, Shinzo, Yoshizo e Lyoto Machida no centro de treinamento em Belém

Take, Shinzo, Yoshizo e Lyoto Machida no centro de treinamento em Belém

  • Thales

    Luiz M. Inaba. Cara, agradeço a sua participação no artigo e resposta pro meu comentario. Mas vc falou um monte de coisa, e no final, tudo que vc falo não me acrescentou nada.

  • silva

    Olá pessoal. Sou karateca e também admiro lyoto machida, até porque o estilo é shotokan e me identifiquei muito com a arte. O que posso dizer a respeito é que quanto mais eu treino mais me dou conta que preciso treinar ainda mais. Gostaria de saber a opinião do Funakochi, mas acho que ele ficaria chateado com alguns comentários. Oss!

  • edu machado

    lyoto treinou karate praticamente a vida toda pra chegar no atual ponto

    mas fico fulo da vida pq ai vem um tal de anderson silva, treina 3 vezes com o lyoto e já começa a aplicar as tecnicas do lyoto nas lutas

  • leonardo bjj

    po exelente materia!!!

    falando em estatura dos karatecas no qual foi colocada…deve ser pela baixa estatura dos japoneses,digo isso pq moro no japao a 6 anos,e realmente sao baixos comparando com outras nacionalidades…pratiquei karate shotokan durante 7 anos atingi a faixa preta ,hj em dia pratico jiu jitsu sou faixa rocha…ambas as artes sao exelentes nao pratico mais karate, mais sou muito grato a arte pela minha formacao como individuo…qual eh melhor arte?
    na minha opniao eh aquela q vc se sente bem praticando…

    abracos a tds

    mais uma vez parabens pela materia

    e desculpem se escrevi alguma bobagem

    • Leonardo,

      Eu concordo com seu ponto de vista. E obrigado pelos elogios!

      Abraço!

  • edu machado

    leonardo eh isso ai, e pro pessoal que fica defendendo arte a ou arte b, o que define uma luta é o lutador em si e não a tecnica pois cada uma tem seus pontos fortes e fracos

  • O PONTO PRINCIPAL DA QUESTÃO É QUE O LYOTO MACHIDA É O MELHOR , E NOS BRASILEIROS DEVEMOS NOS ORGULHRA MUITO QUE UM BRASILEIRO ESTA COM O SINTURÃO DO MMA PARABENS HÁ TODA FÁMILIA MACHIDA , E AO LYOTO POR SUAS VITÓRIAS , SOU SUA FÃ E TROÇO P VC BJSSSSSSSS

  • não sei se já postaram algo a respeito, mais o karate machida, não é um estilo mundial, é apenas um estilo familiar, que está crescendo de acordo com os alunos da academia machida.
    Existe SIM algumas diferenças entre o karate machida, e o karate shotokan. No karate machida, você treina de TUDO, de base, defesa, socos, chutes, ataques contra-ataques, até derrubas e finalizações no chão, essa é a GRANDE diferença entre o karate machida e o shotokan, não que o karate machida tenha introduzido o Jiu-jitsu na sua arte, mais sim, o karate machida tem um pouco de JJ, esse pouco, passa a ser uma raspagem uma passagem, e alguns poucos golpes de finalização de jiu-jitsu, por isso é mais complexo que o karate shotokan, e sendo assim, é diferente.

    eu treino karate shotokan, e a gente só aprende a lutar em cima, nunca, em hipotese alguma a gente faz um treino voltado para tecnicas no chão.

    espero ter explicado bem, se não, questionem e eu tentarei responder.

    oss.

  • Parabenizo a familia Yoshida pela brilhante trajetoria, tive o prazer de conhecer o Yoshizo Mashida e o meu primeiro diploma de Karate´- Faixa amarela pela Askaba tem a assinatura honrosa de Denilson caribe e Yoshizo Matida o qual guardo com carinho. 0 diploma é datado de20 de fevereiro de 1976 e 0 mestre Machida foi examinador. a carreira de Lyoto coneço pela Imprensa e pela Internet, e agora estou conhecendo os outros irmãos de Lyoto Take e Shinzó. Parabens! Oss.

  • vanessa almeida

    quero dizer que sou apaixonada pelo lioto machida para mim ele eo melhor lutador que existe te amo lioto machida milhoes de beijos

    • Zago

      Vanessa você é apaixonada pelo homem ou pelo atleta?
      OSS!

      • selma

        acho q é pelo homem, kkkk, mas ela tem razão ele é lindo demais

  • Bom!como um Paraense de sangue e coração,só tenho a parabenizar essa família que fez do estado em que eu nasci um estado mundialmente conhecido.PARABÊNS…..E Lyoto vamos buscar esse cinturão de novo para nós….MERECEMOS!!!VOCÊ PODE….!

  • Luiz M. Inaba – Maringa(pr)

    Beleza! Como sempre o Lyoto vinha só recendo elogios pelos seus excelentes resultados, achava que em sua primeira derrota iriam chover críticas, o que felizmente não se confirmou, fato que comprova a maturidade dos leitores/ participantes. Quanto ao Lyoto, pela sua maturidade nas Artes Marciais, principalmente aos ensinamentos recebidos de seu pai, tenho a certeza que a derrrota não o afetou de nenhuma forma, poi o fará retornar ainda mais forte e melhor preparado. Faz parte! Prá frente, Lyoto! estamos contigo. Parabens!

  • joao

    ola sabe vou falar uma coisa seira para voces, qualquer lutador hoje se fosse enfrentar o bruce lee, iria apanhar como ninguem, porque o helio grace a anos a trás não desafoi o bruce lee, pois sabia que iria apanhar feio, não vejo arte nenhuma nessas lutas de vale tudo, e tem gente que fala que bruce lee só lutava em filme, rsss.

  • Zago

    Realmente as opiniões divergem muito, que bom para todos terem a oportunidade de dizer o que pensam.
    Ao colega que diz não ser possível treinar mais de 10 anos gostaria de salientar que treino a 25 anos dentre os seguintes estilos: Shotokan, Goju Riu e Rykukai, portanto treino por amor. Não peguei a minha faixa preta porque acredito que elevaria demais meu ego e isto não é bom para um Karateca.
    “Hitotsu Reigi o monzuro Koto”

    OSS!!!

    • Oi Zago,

      Se você acha que a faixa preta elevaria demais o seu ego, tente controlar isso. Encare a graduação como uma meta atingida e não como algo que te faça melhor que os outros.

      • Zago

        Simples… faixa foi inventada, mas originalmente não existia graduação!

        Hoje tem muitas academias vendendo exames de faixas a cada dois meses para qualquer um…

  • ágatha

    Os Machida merecem respeito mesmo! Quero muito assistir a uma luta do Lyoto ao vivo pra poder gritar: Liiiiiindooo! hahahhaha Difícil resistir!

  • sou fã de LYOTO MACHIDA,ELE É UM ATLETA COMPLETO….E COMO UM BOM PARAENSE DESEJAMOS BOA SORTE NA SUA CARREIRA,,E QUE OS PARAENSES VÃO SEMPRE TORCE POR VC…..VC SABE DISSO….

  • Pingback: Opinião: 2012 – O ano do Dragão «()

  • Luiz M. Inaba

    – Era de se esperar esse arrefecimento observado diante das poucas manifestação sobre a vida de atleta do Lyoto Machida; sabemos que isso ocorre, em parte, pelos ultimos resultados aprentados pelo mesmo, como pela pouca aparições na midia. Entretanto, tenho certeza da convicção do proprio atleta de que atualmente é quase impossível, para qualquer um, manter no topo durante muito tempo, com raras exceções. Tal situação ocorre diante da enorme evolução dos métodos de treinamentos técnicos, onde após observações sistemáticas das qualidades/habilidades e deficiências/falhas não só do seu atleta mas e, principalmente, dos prováveis adversários da categoria, são submetidos a uma enorme baterias de praticas voltadas a situações prevista, buscando superar as deficiencias demonstradas e buscando outras habilidades natas que não foram aproveitadas. Com certeza o Lyoto continua seus treinos sob essa ótica, para ressurgir com novas e mais variadas técnicas capazes de surpreender e superar os seus adversários futuros. Independente disso vir a se confirmar ou não, ele já muito nos honrou com os resultados apresentados até hoje e mesmo que não venha a dar continuidade em sua carreira, ele muito pode contribuir com o esporte, com sua bagagem adquirida, ajundando os novos atletas brasileiros que começam a despontar nas competições da modalidade. Muito Obrigado!!! OSS…

  • Kivia

    Lyoto e um otimo lutadorr … E gatoo demaiss tive aportunidade de velo pessoalmentee e acabei me apaixonando de vezz…….

  • André

    Lyoto na minha opinião é apenas um lutador regular, suas lutas não tem emoção, o estilo dele lembra muito os estilos suaves do Kung-Fu; mas exatamente Bruce Lee. Só que sem a explosão muscular e a forma arrasadora de destruição do oponente característica do Jet Kume Do ou Yung Chun. Bastou uma única vez John Jones cercar ele na grade do octógono que foi finalizado por um triângulo de mão invertido. Suas lutas são completamente sem graça! Pra mim o único estilo possível de Karatê que poderia ter sucesso no UFC é Kyokushin o resto é história pra Dragão dormir!

  • Gefferson Nesta

    Ah alexandre, o diferencial mesmo é ser Bahiano!!! Baianidade no sangue carateca. Exelente Texo!