Robert Whittaker vence batalha épica contra Yoel Romero no UFC 225

Por Gabriel Carvalho | 10/06/2018 02:35

Mesmo sem cinturão em jogo, a luta principal do UFC 225 ganhou contornos épicos. A revanche entre o campeão dos médios Robert Whittaker e o cubano Yoel Romero – que desafiaria o cinturão caso tivesse batido o peso – levantou o público em Chicago na madrugada deste domingo (10). Os dois entregaram uma batalha técnica e emocionante, que terminou com a vitória de Robert por decisão dividida.

A luta começou com Romero paralisado e Robert aproveitando pra aplicar chutes na linha de cintura e no joelho do cubano. Whittaker manteve a estratégia de pisões no joelho, e continuou sendo o agressor nos golpes, enquanto Yoel pouco fez, esperou algumas oportunidades para explodir, mas sem efetividade.

No segundo round, Romero passou a agredir mais, mas ainda era dominado pelas ações do campeão, que se movimentava mais e aplicava as melhores combinações de golpes. Yoel arriscou alguns momentos de agressividade na reta final do assalto, buscando uma queda ou tentando acertar um golpe derradeiro no australiano.

Já no terceiro assalto, Yoel começou a aumentar o ritmo e acertou uma fortíssima direita no rosto de Whittaker, que foi pro chão. O cubano buscou o nocaute técnico de diversas formas, mas Robert mostrou bastante resistência e aguentou o castigo. Romero continuou pressionando na grade e caçando o campeão, que acertou um bom chute alto. Yoel continuou indo pra cima e agarrou as costas do australiano, que reverteu a situação e prendeu o cubano no clinch até o final do round eletrizante.

No quarto assalto, Romero voltou a mostrar a postura dos rounds iniciais, e Whittaker voltou a ser o agressor da luta, com boas combinações mesclando chutes e socos. O combate ficou interrompido por alguns minutos após um chute ilegal de Robert, que voltou com tudo, aplicando bons jabs e soltando um bom chute. O ritmo do round continuou alto, com Romero chegando a acertar o campeão no final.

Yoel veio forte no quinto assalto, e acertou uma bomba que derrubou Robert pro chão. Whittaker travou a luta segurando a perna de Romero, evitando a interrupção do árbitro Dan Miragliotta. Com o domínio das costas, o cubano segurava o campeão, que queria apenas respirar e torcia para o fim do combate no tempo regulamentar. Faltando 40 segundos, o combate retornou para o centro, mas poucos golpes efetivos foram lançados.

Na decisão dos juízes, um árbitro anotou 48-47 Romero, enquanto outros dois viram o mesmo placar para Whittaker, que saiu com a vitória.