Revanche entre Deontay Wilder e Tyson Fury não será transmitida no Brasil

Por Edição MMA Brasil | 22/02/2020 15:18

Uma das maiores lutas de boxe do ano de 2020 não será transmitida no Brasil. A aguardada revanche entre o campeão dos pesados da WBC Deontay Wilder e Tyson Fury não teve os direitos televisivos adquiridos por nenhum canal brasileiro. A informação foi publicada pelo Estadão e confirmada pelo MMA Brasil.

As únicas emissoras que transmitem boxe no Brasil são a ESPN, Fox Sports e Sportv, além do serviço por assinatura DAZN. Detalhes mais precisos não foram concedidos sobre um real motivo para a não transmissão da revanche entre Wilder e Fury, que em tese seria um grande atrativo em termos de audiência. Entretanto, a reportagem do MMA Brasil apurou que os altos custos requisitados pelos promotores do evento pelos direitos acabaram inviabilizando um acordo entre as partes. No fim, todo mundo saiu perdendo, principalmente o telespectador.

Wilder e Fury se enfrentaram pela primeira vez em 2018 em uma polêmica luta. Na ocasião, o inglês se destacou por dominar o americano tecnicamente, mas o poder de nocaute de Wilder deu as caras e mandou Tyson à lona em duas oportunidades. Na segunda, inclusive, o ex-campeão caiu desacordado, mas conseguiu recuperar a consciência para se levantar antes do fim da contagem e evitar a vitória do campeão. No fim, um polêmico empate majoritário marcou o combate e criou a expectativa de um reencontro.

Deontay Wilder coloca o cinturão dos pesados da WBC em jogo contra Tyson Fury na noite deste sábado (22), na Grand Garden Arena em Las Vegas, Nevada, Estados Unidos.