Rafael dos Anjos, com a autoridade de um campeão, atropela e finaliza Neil Magny no UFC 215

O ex-campeão do peso leve do UFC Rafael dos Anjos conseguiu a segunda vitória depois de migrar para a divisão dos meios-médios. A vítima foi o americano Neil Magny, que já pode ser considerado um freguês do jiu-jítsu brasileiro, uma vez que já dera os três tapinhas contra Serginho Moraes e Demian Maia.

Uma dúvida que pairava no ar para este duelo era se Rafael conseguiria chegar ao solo com a imensa desvantagem de 25 centímetros no alcance. Porém, um único chute baixo, que entrou como uma rasteira na canela esquerda de Magny, resolveu essa questão.

Caindo na meia-guarda do americano, Rafael escalou as posições com calma, evitando correr riscos de perder o controle sobre o adversário. Passou a guarda e foi de lá para a montada, largando socos e cotoveladas pontuais pelo caminho. Da montada, encaixou um justo katagatame e saiu de lado para aumentar a pressão. Ele esperou Neil batucar, o que aconteceu na marca de 3min40s do round inicial. Grande exibição do brasileiro, que pode já estar bem próximo de uma disputa pelo cinturão.