Podcast It’s Time! Episódio 173: Análises do UFC São Paulo, do UFC Belfast e do Bellator 165

Podcast It’s Time! Episódio 173: Análises do UFC São Paulo, do UFC Belfast e do Bellator 165
MMA

A rodada tripla de MMA que aconteceu no sábado, dia 19/11, rendeu uma bela edição do nosso podcast cobrindo o UFC Fight Night 100, disputado em São Paulo, além do UFC Fight Night 99 e do Bellator 165.

Três eventos disputados no sábado foram a tônica do episódio 173 do podcast It’s Time!, nossa oitava edição gravada ao vivo nos estúdios da Central3. Além do UFC Fight Night 100, que rolou no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, nossa equipe falou do UFC Fight Night 99, evento que fez o octógono retornar à Irlanda do Norte, além do Bellator 165, que contou com uma disputa de cinturão muito aguardada pelos fãs.

LEIA MAIS MMA Brasil Matchmaker: Lutas a casar após o UFC Fight Night 99 e o UFC Fight Night 100

No evento de São Paulo, o debate passou pela situação de Rogério Minotouro, varrido por Ryan Bader: aposentadoria à vista? Thomas Almeida, que anotou mais um nocaute eletrizante, levantou a bola sobre a excessiva exposição na troca de golpes. Ainda houve espaço para analisar as demais lutas do card e trazer entrevistas que Bruno Fares fez no ginásio enquanto eu fazia a cobertura ao vivo e o nosso fotógrafo Beto Lemos registrava momentos como o destaque desta matéria. Gabriel Carvalho ainda compareceu na gravação do vídeo pós-evento.

LEIA MAIS Ryan Bader atropela Rogério Minotouro com nocaute técnico no 3º round da luta principal do UFC SP

Equipe do MMA Brasil se fez presente no Ibirapuera para o UFC São Paulo (Foto: Beto Lemos/MMA Brasil)

Equipe do MMA Brasil se fez presente no Ibirapuera para o UFC São Paulo (Foto: Beto Lemos/MMA Brasil)

Em relação à viagem do octógono a solo norte-irlandês, os principais assuntos foram a situação de Gegard Mousasi, que vingou a derrota para Uriah Hall, no peso médio; também se a derrota de Ross Pearson para Stevie Ray representa o fim de linha do inglês; além, é claro, da polêmica vitória de Alexander Volkov diante de Timothy Johnson.

LEIA MAIS Em mais uma demonstração de suas emoções, Gegard Mousasi nocauteia e se vinga de Uriah Hall no UFC Fight Night 99

Sobre o Bellator, o assunto foi a disputa do cinturão dos leves entre o campeão Michael Chandler e o ex-número um do mundo Ben Henderson, que tentou se tornar o primeiro homem a conquistar cinturões no UFC, WEC e Bellator. Será que o ex-campeão do UFC na fase descendente na carreira?

LEIA MAIS Michael Chandler mantém cinturão em excelente luta contra Ben Henderson, no Bellator 165

apoia-se-logo-180-100

Quer se tornar um COLABORADOR do MMA Brasil e concorrer a prêmios, participar do podcast e ajudar a fazer um site cada vez melhor? Conheça todos os BENEFÍCIOS do nosso projeto no APOIA.SE!

Assine o novo feed do podcast It’s Time! em http://www.central3.com.br/programa/its-time/feed

Versão do episódio 173 para download (clique com o botão direito do mouse e em seguida selecione “Salvar link como”)

  • Fernando Reporta

    Pow, que fase incrível do Mousasi hein. Despachou o homem-ambulância tão rápido que ainda deu tempo para dar uma passadinha no UFC Fight Night 100! E sem nenhum arranhão no rosto! Dê logo este mito para o cinturão, Dana White!

    • Bruno Fares

      Estou pronto!

    • il Quasímodo

      Pois é, feroz, eu amo o Mousasi, mas confesso que de primeira fiquei meio cabreiro com aquela luta, achei meio esquisita. Mas a revi umas três vezes e só tenho que exaltar ainda mais o feito dele. O Muça travou o braço do Hall, tirando assim qualquer possibilidade de defesa, e deu soquinhos apenas para “marcar pontos” – se fosse outro lutador teria soltado a mão pra amassar a lataria do Hall, mesmo não tendo necessidade. O que dizer? Apenas duas palavras: que homem! KKkk

  • il Quasímodo

    Excelente podcast!

    – Bellator 165: Pergunta para o Alexandre: e o Page, hein? Será que “the hype is over”?

    – UFC 99: Mousasi x Jacaré pelo TS!!!!!!!!!!!!!!

    – UFC 100: se MMA fosse futebol e o Thominhas um time, ele teria a defesa mais vazada do campeonato. Gosto de ver esse muleque lutando, mas se continuar assim, quando enfrentar um Lineker, Dodson ou Cruz da vida vai dar ruim…

    • Pra mim o hype não morreu porque ele nunca nasceu. Eu sempre quis ver o Page contra competição decente pra poder cair no hype. O caso dele é diferente do Sage Northcutt, que é 10 anos mais novo e é um lutador versado em striking, wrestling, jiu-jítsu. O Page parece ser unidimensional ao extremo.

      Mousasi merece. Jacaré merece algo acima, até mesmo porque já venceu o Mousasi bem facilmente.

      Thomas tem que tomar cuidado com isso mesmo.