Podcast It’s Time! Episódio 162: Análise do UFC Fight Night 93

Podcast It’s Time! Episódio 162: Análise do UFC Fight Night 93
MMA

As vitórias de Alexander Gustafsson e Ryan Bader, no UFC Fight Night 93, puxaram um debate bem mais interessante do que o evento em si no episódio 162 do podcast. De quebra, uma edição especial sobre o Jungle Fight 90.

O UFC Fight Night 93 não tinha muitas atrações para cativar o interesse das massas, mas nossa equipe conseguiu extrair assuntos para o debate para quem não viu (e também quem viu) o evento na tarde de sábado.

Os pontos principais do podcast foram as vitórias de Alexander Gustafsson e Ryan Bader sobre Jan Blachowicz e Ilir Latifi, respectivamente. Sobre Gustafsson, os aspectos mais importantes foram a fase do sueco (será que ele está em decadência ou não é para tanta preocupação?) e o que move um sujeito que leva o maior de todos os tempos ao limite e se enrola contra uma competição tão inferior.

Já sobre Bader, que vive fase de resultados mais favorável que Gus, debatemos a solidez de seu jogo, a confiabilidade do queixo e das decisões tomadas. Juntando ambos, um possível confronto interessante para invadir a elite entre Ryan e Alexander se abre no curto prazo.

O combate principal também foi debatido. Até onde é possível esperar que Josh Barnett vá? E Andrei Arlovski, que chegou à terceira derrota seguida, chegou ao fim da linha? Falamos também do desperdício de carreira de um sujeito que poderia ter ido mais longe do que foi.

Sobre o card preliminar, cada um deu seu destaque (eu falei de Taylor Lapilus, Pedro Carneiro foi de Veronica Macedo e Rafael Oreiro ficou com Jack Hermansson), mas fizemos questão de levantar os lados negativos do patético combate entre Christian Colombo e Jarjis Danho e o absurdo julgamento de Jessin Ayari vs. Jim Wallhead.

O episódio 162 tem ainda um bônus. Bruno Sader e Gabriel Carvalho tentaram fazer uma edição sobre o Jungle Fight 90, passando pelo cenário do MMA nacional. Por problemas técnicos, a gravação teve que ser interrompida. Porém, Bruno gravou um off que deixamos no segundo player neste artigo.

Agora é a sua vez: largue o dedo nos players abaixo, ou nos links para download, escute o que nossa equipe tem a dizer e participe prolongando o debate na caixa de comentários.

apoia-se-logo-180-100

Quer se tornar um COLABORADOR do MMA Brasil e concorrer a prêmios, participar do podcast e ajudar a fazer um site cada vez melhor? Conheça todos os BENEFÍCIOS do nosso projeto no APOIA.SE!

Endereço para assinar o podcast pelo iTunes: https://itunes.apple.com/br/podcast/its-time!-o-podcast-do-mma/id939262973

Endereço para quem preferir assinar o feed RSS do podcast por outras vias: http://www.mmabrasil.com.br/feed/podcast

Versão do episódio 162 em arquivo compactado (.zip) (clique com o botão direito do mouse e em seguida selecione “Salvar link como”)

  • Bruno Fares

    Ouvindo! mais tarde comento.

  • Arthur Malaspina

    Não posso concordar mais com vocês sobre o Gus. Muito precipitado achá-lo superestimado, principalmente depois de levar Jones e Cormier ao inferno como ele fez. Aliás, eu sou um fã do Gus pré Jones, mas não muito pré hahaahaa, quando vi a luta dele com o Shogun (que assisti torcendo muito pro brasileiro) vi que ele era muito bom, aí já torci demais pra ele contra o Jones. Gus é fácil um dos meus lutadores favoritos.

    • Pois é, pode ser precipitado crucificar o cara. Na real mesmo ele cometeu um erro contra o Johnson e teve menos de três minutos de aperto contra o Blachowicz.

  • Caio Abreu

    galera o Gustafsson quedou o Cormier tbm.

  • Thiago Kuhl

    Tudo nessa vida é uma questão de perspectiva. Josh Barnett é 12-3 nos últimos 8 anos. Anderson Silva é 11-4 (1 nc que seria vitória), no mesmo período, logo Barnet = Anderson.

    flwvlw.

  • Henrique Munhoz Moya Gimenes

    Gostei muito do ritmo do podcast, mais enxuto e direto ao ponto. Muito bom saber dessas novas atrações do site.

  • Lucas Silva

    Golovkin vs Brook, Cuadras vs Chocolatito, programa do fim de semana pra esse jovem aqui, UFC têm todo sábado esse mês, esses craques é duas vezes no ano.

    • Vamos fazer uma cobertura especial.

    • Bruno Fares

      Boxe > MMA

  • Bruno Fares

    Apenas uma correção que não foi a primeira vez do UFC na Alemanha, e sim a primeira vez em HAMBURGUER.

    No mais, gostei bastante do podcast, Oreiro bem de novo, voltas de Alexandre e Pedro mais que adequadas.

    Gustaé um top da divisão, pra mim ta descolado do bolo que vai do Bader pra baixo.

    • Rafael Oreiro

      Esse mais tarde foi tarde mesmo hein