Podcast It’s Time! Ep. 221: Análise do UFC São Paulo

Semana complicada para o nosso podcast. Tivemos problemas técnicos na segunda, gravamos o programa apenas na terça e não conseguimos publicar na quarta. Porém, antes tarde do que nunca, o episódio 221 do It’s Time! está no ar para falar do UFC São Paulo.

Os principais assuntos do debate foram as duras derrotas dos ídolos locais Lyoto Machida, que voltou depois de dois anos, e Demian Maia, que buscava recuperação após a derrota na disputa do cinturão. Machida fechou uma estatística negativa: pela primeira vez na história, todos os eventos do UFC realizados no Brasil num ano acabaram em derrotas de brasileiros nas lutas principais. E o pior, todos eles nocauteados.

Já Demian voltou a cometer erros que impediram a conquista do cinturão contra Tyron Woodley. Covington se mostrou muito bem preparado para conter as investidas do ás do jiu-jítsu e jogou o paulista num buraco técnico, tático e físico. A avaliação dos cenários atuais e futuros de Lyoto e Demian também teve espaço.

Nem só de derrotas viveu o torcedor que compareceu ao Ginásio do Ibirapuera. Pedro Munhoz, Francisco Massaranduba, John Lineker, Vicente Luque e Antonio Carlos Cara de Sapato, dentre outros, saíram vencedores do octógono. Suas atuações também foram avaliadas pelos nossos analistas.

Assine o novo feed do podcast It’s Time! em http://www.central3.com.br/programa/its-time/feed

Versão do episódio 221 para download (clique com o botão direito do mouse e em seguida selecione “Salvar link como”)

  • The Juggernaut

    Até que enfim hehehe, tava ansioso pelo podcast! Logo esse evento tão polêmico o MMA Brasil demora a postar e o Sexto Round não grava, sofrência demais!!

    • Hahaha foi mal! Tivemos vários problemas, mas estamos aí.

      • The Juggernaut

        Opa! Já tô conferindo aqui na academia! MMA Brasil ajudando nos cardios.

        Alexandre uma sugestão: faz uma matéria explicando as diferenças das escolas do boxe, um raio x de técnicas e estilos dos campeões do passado também, Sinto muita falta de ler sobre os antigos campeões, abç!

        • Pedro fez uma dos melhores boxeadores. Estamos aguardando uma janela pra publicar. E eu e ele fizemos outra dos estilos de boxeadores. Vou anotar aqui essa das escolas.

  • William Oliveira

    Acho que o Brunson podia mt bem pegar o Rockhold ou o Weidman na próxima, Marreta eu casaria com o Branch ou Tavares.

  • William Oliveira

    Eu n vejo o judô sendo um antidoto pro wrestling não, de jeito nenhum, acredito inclusive que o contrário é mais provável. O próprio DHK que o Colby dominou é um excelente judoka, tudo vai depender do lutador msm, infelizmente os throw do judo até pontuam mas dps disso os judocas não conseguem usar a queda e manter o domínio.

    O próprio Hidehiko Yoshida, que foi provavelmente o maior judoka a competir no MMA e ir “bem” (junto com o Lombard e Ishii), se fodeu quando pegou um wrestler olímpico (mas que era consideravelmente maior que ele). O wrestler, Gardner, curiosamente é um dos unicos 2 homens que venceu o Aleksander Karelin.

    Por outro lado o judoka armênio Parisyan pegou e ganhou de alguns wrestlers como o Burkman, Lytle.. Em compensação tbm perdeu pro Sanchez, que mais antigamente era um ótimo wrestler, antes de ser só brawler msm.

    Hector Lombard tbm fez oq quis contra o Shields, mas a diferença de força ali era visível e o Shields ainda que grappler tá longe de ser tão bom no wrestling quanto o Lombard é no judo.

    Estamos prestes a ver outro combate nesse estilo aí, com o tiozão Kelly (judoka olímpico) pegando o chato Theodorou.

    • Lero

      Eu vinha falar de Lombard vs Shields mas você falou já