Podcast Episódio 119: Análise do UFC 192

Novo episódio trata do UFC 192, evento que aconteceu no último sábado com a disputa do cinturão dos meios-pesados entre Daniel Cormier e Alexander Gustafsson na luta principal. Em paralelo, a equipe analisou a situação de Jon Jones.

Mais um episódio do podcast It’s Time! está no ar. A edição número 119 abordou o UFC 192, evento que aconteceu no último sábado, em Houston. Estive pela primeira vez na companhia da dupla Bruno Fares e Pedro Lins na gravação do programa.

Daniel Cormier defendeu o cinturão dos meios-pesados contra Alexander Gustafsson em mais um grande duelo no movimentado ano de 2015. A categoria recebeu atenção especial, já que Ryan Bader se credenciou como candidato a desafiante com a vitória sobre Rashad Evans na luta coprincipal. Completando o cenário, debatemos sobre o retorno de Jon Jones ao cenário que ele dominava até abril, quando foi destituído do posto de número um do mundo.

Os pesos pesados foram assunto quando discutimos mais uma vitória do principal prospecto da categoria, o russo Ruslan Magomedov, que bateu Shawn Jordan. No outro extremo da balança, Joseph Benavidez superou Ali Bagautinov e seguiu no limbo dos pesos moscas. Para fechar o card principal, a vitória de Julianna Peña sobre Jessica Eye foi até certo ponto esperada, mas voltou a mostrar problemas para a vencedora do TUF 18.

O card preliminar também foi assunto e trouxe à tona a avaliação de três revelações: Sergio Pettis, Albert Tumenov e o estreante Sage Northcutt. Qual deles terá condições de ir mais longe em sua respectiva categoria?

Completamos o serviço com a importante vitória de Adriano Martins sobre o ótimo russo Islam Makhachev – o amazonense chegou à quarta vitória em cinco lutas no octógono e já começa a olhar o top 15 de perto.

Agora é só dar play aí embaixo ou baixar o episódio e ouvir o que a nossa equipe tem a dizer. No final (ou mesmo durante), não se esqueça de deixar suas impressões na caixinha de comentários.

Foto de destaque: Esther Lin/MMA Fighting

Endereço para assinar o podcast pelo iTunes: https://itunes.apple.com/br/podcast/its-time!-o-podcast-do-mma/id939262973

Endereço para quem preferir assinar o feed RSS do podcast por outras vias: http://www.mmabrasil.com.br/feed/podcast

Versão do episódio 119 em arquivo compactado (.zip) (clique com o botão direito do mouse e em seguida selecione “Salvar link como”)

  • Bruno Fares

    1 – 3h07 minutos de gravação. Continuo undefeated com mais de 3 horas de programa em todas participações!

    2 – “06/10/2015 às 04:54”
    Pra que dormir né?

    • Juan

      Haha, o cara não pára.

    • 1- Agora você tá “do outro lado”, percebe como algumas coisas são mais fáceis, outras são menos. Mas quando a equipe é boa, o papo rende mesmo com assunto limitado.

      2- :(pelo menos vou dar uma dormida sagaz hoje de tarde. Muito tempo que não faço isso.

      • Bruno Fares

        O nome disso é vadiagem!

  • Bruno Fares

    http://www.sherdog.com/news/news/Report-Fedor-Emelianenko-to-Face-10-Jaideep-Singh-on-NYE-93583

    Report: Fedor Emelianenko vai encarar o lutador indiano Jaideep Singh de cartel 1-0 no NYE Japão.

    Suas definições de BOI DE PIRANHA foram atualizadas.

    obs: Isso que dá gravar de segunda, sendo que terça-feira é o dia mundial das bombas.

    • Arthur Malaspina

      Essa volta do Fedor está cada vez mais bizarra…

      • Jaideep Singh é um ex-lutador do K-1, provavelmente não pior do que o Brett Rogers ou Hong Man Choi no MMA.

    • Eu acho que isso tá longe da definição de bomba.

  • Daniel Sanches

    O Feed Rss não ta atualizando, o último podcast no Feed é o 117

    Abraços e Vlw pelo podcast

    • Vê aí se ajeitou.

      • Daniel Sanches

        Vlw meste agora tá certo.

  • Arthur Malaspina

    Mais de 3 horas! Aí sim é alegria nessa vida!

    S2 MMA Brasil!

  • Carlos

    dizer que o Punk nunca aqueceu é foda.

  • david jose

    kkkkkk! “quase descolou a alma do corpo dele” kkkkkkkk, ri pracarai com esse podcast, valeu demais

    • hahahaha valeu, garoto! Nem lembro em qual assunto eu disse isso, mas acho que fui eu mesmo.

  • Fernando Cruz

    Ei Alexandre, se for possível, coloca uns gif’s do que você descreveu no podcast sobre a pegada de wrestler do Cormier. É que fica difícil de entender sem imagens. Ótimo podcast. Valeu!

    • Bruno Fares

      Aproveitando a oportunidade: Alexandre foi o único analista brasileiro que observou a ocorrência dessa pegada na luta, o resto (eu incluso) nem sabia que existia. Mais uma prova de que:

      1- Falta muito entendimento de wrestling aqui no Brasil.
      2- Alexandre é um monstro

      • Falta entendimento de wrestling mesmo, até mesmo do wrestling aplicado ao MMA. Lembro que, na luta do Conor McGregor contra o Chad Mendes, muita gente ficou dizendo que o Mendes não deveria ficar com as costas perto da grade. Até na transmissão isso foi falado. Eu fiquei insistindo que ele podia, sim, ficar ali. O que ele não podia era ser encurralado (como foi quando cansou e foi nocauteado).

        Ficar com as costas perto da grade propicia ao wrestler, principalmente o que tem bom controle posicional por cima (a maioria dos que vieram do folk wrestling), derrubar no sentido da grade pro centro do cage, ou seja, fazendo o adversário cair longe da grade e não ter o wall-walk a seu favor pra se levantar. Repare que o Chad Mendes fez isso várias vezes e o McGregor não conseguiu sair de baixo, só saiu quando o Mendes tentou aquela guilhotina no R2.

        E, cara, já tem tempo que eu falo disso. Eu reforcei esse tipo de queda no primeiro Raio-X que publiquei do Cain Velasquez, se não me engano pra luta contra o Cigano, há 3 anos.

  • Raphael Zugger

    Senhores,

    É sempre um prazer ouvi-los no podcast…Estou chovendo no molhado, mas o nível aqui é um absurdo.
    Parabéns….!!!

  • Gustavo Menor

    Enquanto o Bader der as passadas laterais cruzando a perna de trás ele não merecerá um title shot! o/

  • Diego Tintin

    – Queria agradecer ao Bruno pelo abraço. Infelizmente ainda não conseguimos gravar um podcast juntos, no dia que o faríamos, faltou luz na minha casa e justamente onde estava a “fonte da gravação”, hahahaha

    – Aliás, que baita aquisição para a equipe do site, manda muito bem.

    – Kam Chancellor é um MITO! E o cara de quem ele tomou a bola não foi qualquer um, foi o Megatron.

    – Alexandre me ridicularizou, mas eu precisava de um ou dois nomes fora da caixa pra tentar tirar a diferença, acho perfeitamente possível o Rashad vencer o Bader, até mesmo se lutar mal. Bader não é nem um pouco confiável.

    Obs: Não concordo que o Rashad luta mal há 3 o 4 anos. Ele lutou bem contra Tito, Davis e Sonnen. Contra Sonnen e Davis as lutas não foram boas por conta mais dos estilos do que por atuações ruins do Rashad.

    No mais, uma puta saudade de gravar… Espero voltar semana que vem.

    • Bruno Fares

      Valeu! Esteja adquirindo um gerador! E o final do jogo foi épico, quase cai da cadeira na gravação, apesar do erro de arbitragem.

    • Bruno é bom falando e manda bem na coluna também. Eu posso não ser bom no que faço, mas sei escolher meus parceiros de trabalho.

    • Você citou três boas atuações do Rashad. Uma era obrigação (Tito). Outra, contra um peso médio sem metade do talento e versatilidade dele, também era (Sonnen). A do Davis foi uma boa atuação. É muito pouco, ainda mais se lembrarmos que Minotouro e Hendo foram depois dessa boa atuação contra o Davis.

      Dito isso, é claro que a aposta no Rashad era justificada. Eu tava botando pilha (apesar de ter ido no Bader com consciência, como disse na prévia). Aliás, como o Rashad era favorito, quem foi de nome fora da caixa aqui foi eu :)

    • Fulano de Tal

      Você faz muita falta no podcast. Abs!

      • Também acho. Enche a porra do saco dele no Twitter. Não participar por causa da NFL é a cabeça do meu pau, mete logo essa pra ele.

    • Pedro Lins

      #largatudoevoltaTintin

  • Thiago Yuji Tateyama Kubota

    Com relação ao Janjão ser arrogante e babaca, o máximo de contato que tive com ele foi conversar 3min e pedir pra tirar foto enquanto ele esteve aqui (antes de lutar contra o Cormier). Ele foi mega solicito mesmo com uns coachs/Managers falando que ele tinha que pegar o voô e tal e gritando comigo, ele parou, disse que minha opinião era importante sim e quando falei que ele ia passar por cima do Cormier, ele agradeceu, estendeu a mão, chamou de brother e falou que considerava muito a torcida brasileira. Obviamente não concordo com tudo o que ele fez off octógono, mas tenho minhas dúvidas com relação e ele ser babaca como atleta na real estilo Mayweather.

    • Também acho que o Jones não é o Mayweather. Aliás, nem o Mayweather era o Mayweather, ele ficou babaca com o tempo.

  • Luis Coppola

    Só ouvi agora o podcast, mto obrigado pela menção Alexandre sobre Oq eu disse do Gustafsson pegar alguém viável agora na próxima luta dele! Sou seu fã, valeu pela moral haha

  • Paulo Josué Lemos Alves

    Ainda estou ouvindo o podcast, muito legal. Shaw Jordan é sinistro kkkkk

    • Falamos de você lá. Ouve logo porque amanhã gravaremos mais um.

      • Paulo Josué Lemos Alves

        Já ouvi todo. Valeu pela menção!!