Primeira noite de playoffs define os finalistas dos pesos pena e pesado no PFL 2018 #8

Por Thiago Kühl | 05/10/2018 17:08

Nesta sexta-feira (05) finalmente foi dada a largada aos playoffs da Professional Fighters League, organização que estreou em 2018 seu formato de torneios, com o vencedor de cada categoria ganhando a premiação de um milhão de dólares. No PFL 2018 #8, vimos as quartas de final e semifinais dos pesos pena e pesado, em evento que foi realizado no Ernest N. Morial Convention Center, em New Orleans, nos Estados Unidos.

De acordo com as diretrizes do torneio, e seguindo as regras unificadas de MMA – que dizem que cada lutador pode lutar por no máximo 25 minutos em uma noite – as quartas de final do torneio tiveram a duração de somente dois rounds, com os vencedores passando para a semifinal, que foi disputada na mesma noite em combate de três rounds.

Disputando as vagas na final da categoria dos penas, de um lado da chave tivemos o confronto de semifinal definido com as vitórias de Steven Siler sobre Nazareno Malegarie Alexandre Capitão sobre Jumabieke Tuerxun. Enquanto isso, no outro lado da tabela, Andre Harrison venceu Alexandre Bezerra e Lance Palmer derrotou Max Coga. Todas as lutas terminaram por decisão.

Já no peso pesado, as semis ficaram definidas da seguinte forma: Josh Copeland empatou com Francimar Bodão mas acabou classificado devido ao critério de desempate, cujo adversário foi Alex Nicholson, que nocauteou Jack May; por sua vez, Philipe Lins conseguiu finalizar Caio Alencar e teve como adversário Jared Rosholt, que venceu na decisão Kelvin Tiller.

Ainda, como medida preventiva, a PFL marcou uma luta reserva para cada categoria, caso algo impedisse algum dos lutadores classificados de continuar na competição. No peso pena, o veterano ex-Bellator Marcos Loro enfrentaria o recém contratado Jeremy Kennedy, entretanto americano saiu da luta, o que deixou Loro como substituto para qualquer eventualidade, enquanto nos pesados Mo De’Reese venceu Mike Kyle.

As lutas das semi-finais, que ocuparam a parte mais alta do card principal do evento, se desenrolaram da seguinte forma:

Palmer e Harrison fizeram um primeiro round bastente estudado, com poucos golpes lançados, inclusive ensejando vaias da torcida. Após muito pouca ação no primeiro round os lutadores voltaram um pouco mais ativos no segundo round, com uma boa queda, Lance conseguiu pegar as costas e mochilar Harrison, que conseguiu se defender bem da tentativa de finalização até o final do round. Seguindo na estratégia que lhe rendeu bons momentos, Palmer conseguiu chegar às costas do oponente dentro do primeiro minuto, trabalhando no chão por todo o round, porém sem causar muito dano. Sob vaias da torcida Lance Palmer foi anunciado como o primeiro finalista do peso pena.

Assim como acabou a primeira semi-final da noite, a segunda começou. Na luta entre os pesos pesados Jared Rosholt e Philipe Lins o americano colocou seu conhecido wrestling para jogo e manteve o primeiro round sob controle. Para alegria do público, entretanto, Phellipe laçou uma boa combinação que levou Rosholt para a lona aos 45 segundos do segundo round, conseguindo assim a primeira vaga na final do peso pesado.

Siler e Almeida decidiram mudar o tom e fizeram uma luta muito movimentada desde o início, com um ótimo primeiro round.  Ocorre que o combate acabou num anti-climax no momento que o brasileiro acertou uma pedalada ilegal – enquanto a americano estava em quatro apoios. Como Siler não teve condições de voltar para a luta, o brasileiro foi desqualificado, de tal forma que Steven Siler acabou classificado para a final contra Lance Palmer.

Na última luta da noite, os pesos pesados Alex Nicholson e Josh Copeland entraram no cage com vontade de encerrar a luta rapidamente o que conseguiram com bastante sucesso. Após sofrer um pouco no início do round, Alex conseguiu atingir Josh com um bom soco rodado, imaginando que o adversário estivesse entregue, partiu para cima sem se preocupar com a defesa, após uma série de golpes lançados ao vento, um belo cruzado de direita atingiu Nicholson bem no queixo, melhor para o “Cuddly Bear”, que tomou para si a vaga na final.

 

Resultados do PFL 2018 #8:

SF Peso pesado: Josh Copeland venceu Alex Nicholson por nocaute (soco) aos 1:27 do R1
SF Peso pena: Steven Siler venceu Alexandre Capitão por desqualificação (pedalada ilegal) aos 0:52 do R2
SF Peso pesado: Philipe Lins venceu Jared Rosholt por nocaute técnico (socos) aos 0:45 do R2
SF Peso pena: Lance Palmer venceu Andre Harrison por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
QF Peso pesado: Josh Copeland venceu Francimar Bodão pelo crtério de desempate¹ após empate unanime (19-19, 19-19 e 19-19)
QF Peso pena: Steven Siler venceu Nazareno Malegarie pelo critério de desempate² após empate majoritário (20-18, 19-19 e 19-19)

QF Peso pesado: Alex Nicholson venceu Jack May por nocaute técnico (socos) aos 2:03 do R1
QF Peso pena: Alexandre Capitão venceu Jumabieke Tuerxun na decisão majoritária (20-18, 20-18, 19-19)
QF Peso pesado: Philipe Lins venceu Caio Alencar via finalização (guilhotina) aos 0:58 do R1
QF Peso pena: Andre Harrison venceu Alexandre Bezerra na decisão maioritária (20-18, 20-18, 19-19)
QF Peso pesado: Jared Rosholt venceu Kelvin Tiller na decisão unânime (20-18, 20-18, 20-18)
QF Peso pena: Lance Palmer venceu Max Coga na decisão unânime (20-18, 20-18, 20-18)
Peso pesado: Muhammed Dereese venceu Mike Kyle via nocaute técnico (desistência) aos 2:38 do R1

*SF = Semifinal, QF = Quarta de final
¹Nos casos de lutas decididas por empate unanime, o lutador que vencer o primeiro round na contagem da maioria dos juízes vence no critério de desempate (tie break).

²Nos casos de lutas decididas por empate majoritário, o lutador que vencer na contagem de um dos juízes ganha no critério de desempate (tie break).