Por Alexandre Matos | 09/10/2015 23:59

Listas sempre são polêmicas, uma vez que é muito difícil atingir a unanimidade. Imagine quando o assunto é uma lista de melhores lutadores e lutadoras da história do MMA. E imagine quando o autor da seleção é Chael Sonnen.

O controverso ex-desafiante dos médios e meios-pesados do UFC revelou seus top 5 do MMA masculino e feminino para o programa “MMA Noise”, do canal do Youtube “Louder Noise”. Apesar de ter colocado uma lista com nomes de respeito, Sonnen deixou de fora dois dos mais importantes. O mais curioso foi o caso de Anderson Silva, maior rival do Gângster de West Linn e considerado por muitos como o maior de todos os tempos, que foi apenas citado quando Chael falou de Jon Jones.

O maior lutador de MMA de todos os tempos, na opinião de Chael Sonnen, é o superastro Georges St. Pierre. De acordo com ele, GSP se aposentou na hora certa, depois de não só ter vencido todo mundo, mas concedeu revanches e venceu vários duas vezes.

O segundo citado foi Jones. Sonnen lembrou que o ex-campeão dos meios-pesados, que o venceu em abril de 2013, seria sua primeira escolha se a pergunta fosse feita no futuro. Chael disse que Jones também ganhou de todo mundo, como St. Pierre, e que teve a oportunidade de bater oponentes do passado (citando Rampage Jackson), do presente e do futuro (falando de Daniel Cormier).

Sonnen citou Anderson neste momento ao justificar que o “Spider” teve a mesma chance de bater lutadores do futuro, mas que ele perdeu para Chris Weidman e não completou o feito.

O terceiro citado foi Randy Couture – Sonnen não colocou os lutadores em ordem a partir deste ponto. Ter sido campeão em duas categorias e ter iniciado no esporte tarde, aos 34 anos (exatamente 23 dias antes de completar 34) pesou na escolha de Sonnen, que não soube precisar em qual posição Couture entraria no seu top 5.

Conquistar cinturões mundiais em duas categorias também rendeu colocação a Dan Henderson. Sonnen ainda reforçou que, além de ter sido campeão mundial dos médios e meios-pesados, Hendo venceu campeões mundiais dos pesados, citando Fedor Emelianenko e Rodrigo Minotauro – o russo foi outro nome constante em listas como esta deixado de fora por Sonnen.

A última citação foi curiosa. Sem perceber que havia dito apenas quatro, Sonnen foi induzido ao quinto nome. O apresentador afirmou que Frankie Edgar teria que ser posto em algum lugar da conversa e Chael disse que o ex-campeão dos leves do UFC é seu lutador favorito. “Eu não sei se ele é o maior de todos os tempos, mas para os padrões de hoje, ele é o meu cara”, disse Sonnen sobre Edgar.

A lista feminina é bem mais difícil de ser considerada. Tirando Ronda Rousey (“por motivos óbvios”) e Cristiane Cyborg (única que pode passar Ronda, se baixar de peso, segundo Sonnen), as demais citadas foram induzidas, assim como aconteceu com Edgar. Sobre Cris, Sonnen ressaltou que a brasileira tem vencido concorrência bem fraca.

As outras citadas foram Joanna Jedrzejczyk (“gosto muito dela”), Miesha Tate (“ela é dura, surprendentemente dura, me impressionou na luta com McMann ao vencer no wrestling“) e Holly Holm. Sobre a atual desafiante de Rousey, Sonnen voltou a criticar o retrospecto de Holm no kickboxing, dizendo que não há entidade sancionadora e que títulos mundiais nem deveriam ser considerados.

Gostaram das listas de Sonnen? Apedrejem ou elogiem o ex-inimigo número um do torcedor brasileiro na caixa de comentários!