Nova abertura do MMA Brasil TV substitui o banner

O novo layout do MMA Brasil trouxe diversas mudanças. Uma delas aposentou o antigo banner, que era uma homenagem a alguns dos atletas que fizeram história. Estavam enfileirados no topo do nosso antigo site Anderson Silva, Rodrigo Minotauro, Vitor Belfort, Rickson Gracie, Fedor Emelianenko e Mark Coleman. Cheguei até a publicar um artigo explicado os motivos que me levaram a escalar cada um deles naquela ocasião.

Os tempos são outros. O MMA cresceu, o MMA Brasil também. Teremos UFC no Brasil novamente. Alguns ídolos caíram de produção, outros se aposentaram. Aproveitamos então tanta mudança para atualizar a nossa homenagem. E a primeira mudança é de tecnologia: o antigo banner, uma espécie de Hall da Fama do MMA Brasil, deu lugar a um vídeo, que será usado em todas as produções do MMA Brasil TV.

Mas a mudança mais significativa da nossa homenagem é conceitual. Honramos o nome do site e deixamos nosso Hall da Fama povoado apenas com algumas das estrelas brasileiras que fazem os fãs de luta vibrarem em nosso país. Não que eu seja xenófobo, longe disso. Mas o nosso papel número 1 é ajudar o crescimento do MMA no Brasil. Por isso mudamos.

Saíram Fedor e Coleman, gringos, além de Rickson, aposentado. Anderson e Minotauro continuam lá, agora na companhia de Maurício Shogun, campeão do PRIDE e do UFC, e de Wanderlei Silva, um dos mais populares lutadores em todo o planeta. Completam o time de ouro atletas com sucesso mais recente: o ex-campeão meio-pesado do UFC Lyoto Machida, o atual campeão dos penas José Aldo e o desafiante dos pesados (quem sabe próximo campeão?) Junior Cigano.

Resolvi também homenagear algumas marcas registradas das nossas estrelas. Você vai ver joelhadas no clinch de Wand, o genial elbow uppercut de Anderson, um cruzadaço de Cigano, o mae tobi geri à la Karate Kid do Lyoto, Shogun atacando andando para frente, Aldo voando em joelhada dupla e Minotauro e sua guilhotina afiada. Um pouco da arte que transformou esta gente em ídolos do esporte. Espero que curtam.

Obs.: Estou estudando uma forma de acrescentar Belfort na sequência, sem aumentar a duração.