Morre Jake LaMotta, o Touro Indomável

Faleceu hoje aos 95 anos de idade o lendário Jake LaMotta. Apelidado de “Touro Indomável”, foi campeão mundial dos médios e o primeiro atleta a vencer Sugar Ray Robinson.

O mundo do boxe e do cinema está mais triste. A humanidade perdeu hoje Jake LaMotta, ex-campeão dos médios e um dos personagens mais complexos da história da nobre arte. Seu estilo de luta era marcado pela agressividade e um poder surreal de encaixe de golpes. Jake é listado como 28º melhor boxeador de todos os tempos pela ESPN.

Filho de italianos, LaMotta iniciou sua trajetória no boxe durante a infância, quando seu pai o obrigava a lutar com outros garotos da vizinhança para divertir os adultos. O tratamento desumano forjou um lutador que estreou profissionalmente aos 19 anos. Com pouco mais de 30 lutas, Jake enfrentou Sugar Ray Robinson, com quem travou sua maior rivalidade em um total de seis encontros, com somente o primeiro vencido por LaMotta.

Apesar do retrospecto positivo de Sugar, todos os duelos foram guerras, inclusive com o último motivando discussões e debates até hoje. Robinson afirmou que “foi a luta mais difícil que já tive com LaMotta”. O último encontro das duas lendas também criou uma das frases mais lendárias da história do boxe: “You never got me down, Ray!”, já que Jake se orgulhava de já ter derrubado Robinson, mas nunca ter sido derrubado por ele.

Jake LaMotta (direita) com Sugar Ray Robinson (esquerda)

Jake LaMotta (direita) com Sugar Ray Robinson (esquerda)

LaMotta foi uma personalidade tão interessante e controversa que sua relevância ultrapassou as cordas do ringue. Por exemplo, o “Touro Indomável” revelou que havia se envolvido num esquema de compra de resultados com a máfia na luta contra Billy Fox. O combate fala por si, é nítida a armação. Jake sequer faz questão de esconder que havia se vendido. O acordo era: se Fox vencesse LaMotta, disputaria o cinturão contra Marcel Cerdan. Posteriormente, a máfia se comprometeria a viabilizar uma oportunidade para Jake disputar o título. Essa história é explicada com uma maior riqueza de detalhes aqui. Jake realmente teve a chance de lutar pelo título, em junho de 1949, e venceu Cerdan por nocaute técnico no décimo assalto.

Após o título, uma vida que já era desregrada atingiu o ápice das controvérsias e loucuras. Tão intenso quanto seu estilo de luta era seu temperamento e estilo de vida. Após algumas defesas, LaMotta perdeu o título no último encontro com Robinson, no duelo que ficou conhecido como “O massacre do Dia dos Namorados”. Após a derrota, Jake migrou para a categoria dos pesos pesados, em virtude dos excessos e constantes problemas com o corte de peso. Contudo, sem a disciplina e estilo de vida necessários a um lutador, não obteve muito sucesso.

Aposentado, LaMotta passou a administrar bares e a investir na carreira de comediante de stand-up. Participou de alguns filmes, lançou uma autobiografia e chegou a ser preso, até que, em 1980, foi procurado por executivos de cinema para que sua vida virasse um filme, dirigido pelo também lendário Martin Scorsese. “Touro Indomável” foi um sucesso avassalador de crítica e premiou Robert De Niro com o Oscar de melhor ator pela interpretação de Jake LaMotta. O ator chegou a treinar com o ex-boxeador para se preparar para o papel. “Touro Indomável” é um dos melhores filmes da história do cinema e foi recomendado pelo MMA Brasil no Cine Luta.

O ex-boxeador permaneceu ativo até o fim da sua vida, publicando vários livros e sendo o assunto de tantos outros livros e filmes. Ele entrou para o Hall da Fama do boxe e é uma referência até hoje para os amantes do esporte.

Jake LaMotta faleceu devido a complicações de uma pneumonia, aos 95 anos. Ninguém conseguiu derrubá-lo, nem mesmo a morte, pois seu nome e sua história serão lembrados para sempre.

  • Gabriel Carvalho

    You never got me down, Ray. Can you hear that? You never got me down.

  • James sousa

    O filme touro indomável e excelente recomendo para quem não viu .Uma pena essa perca

  • Beto Magnun

    Pourra… Revi o filme na semana passada. Inclusive comecei a reler um livro que veio com meu DVD.
    O próprio Jake é um dos corners no filme acho que na luta com o Janiro.

  • Beto Magnun

    O CINE LUTA AGORA É OBRIGATÓRIO!!!

    • Pedro Carneiro

      Breve

  • Danielsson

    Grande perda.

  • R13

    O mundo do Boxe perde uma de suas lendas.

  • R13

    Uma vez perguntaram para mulher dele se ele era tão ruim como no filme, ela respondeu: “ele era pior”.