Por Bruno Costa | 29/07/2020 11:43

O MMA Brasil Matchmaker está de volta após um período conturbado e de muitas incertezas decorrentes da pandemia que ainda aflige em massa o planeta. Mesmo que o controle de casos nos países que mais cedem lutadores ao UFC esteja muito longe do ideal, a maioria dos locais têm “flexibilizado” as atividades. Dessa forma, os atletas conseguem minimamente se preparar caso surja a oportunidade de voltar ao octógono.

Agora chegamos ao momento de análises e previsões sobre os próximos passos dos protagonistas das principais e prospectos que estrelaram os eventos na Ilha da Luta e podem trazer impacto em suas categorias.

Kamaru Usman vs. Gilbert Burns

Ainda invicto após 12 combates pela organização e duas defesas bem sucedidas do cinturão do peso meio-médio, Kamaru Usman tem apenas um confronto inédito no top 3. Gilbert Burns protagonizaria o evento principal do UFC 251 contra Usman caso não tivesse testado positivo para COVID-19. Dessa forma, leva vantagem na disputa pelo posto de desafiante sobre Leon Edwards pelo ineditismo do combate.

Outra opção: Leon Edwards.

Jorge Masvidal vs. Nate Diaz

Diante do divulgado sucesso de vendas do UFC 251 e do UFC 244, Masvidal parece consolidar seu status como uma das principais estrelas da companhia. Uma revanche contra Nate Diaz, mesmo diante da surra aplicada no adversário (que também tem gerado bons números ao UFC) até a interrupção médica, parece o ideal para que todas as partes encham os bolsos aproveitando o estrelato momentâneo de “Gamebred”.

Alexander Volkanovski vs. Zumbi Coreano

As vitórias contra José Aldo e Max Holloway, que dominaram o peso pena durante quase toda a duração da categoria no UFC, deixam a categoria numa situação aberta. Volkanovski segue invicto na organização e melhora tecnicamente sempre que aparece no octógono. O Zumbi Coreano se candidata ao posto de próximo desafiante após dois nocautes brutais e a garantia de sempre entregar combates emocionantes. Concorre com ele Zabit Magomedsharipov, que parece capaz de lutar em alto nível por apenas dez minutos e ainda não teve vitória sobre integrantes do top 5 da organização.,

Outra opção: Zabit Magomedsharipov

Petr Yan vs. Aljamain Sterling

A disputa pelo cinturão do peso galo entre Petr Yan e José Aldo aconteceu unicamente pelo histórico do brasileiro como um dos maiores campeões do MMA ainda no peso pena. Indubitavelmente, Sterling merece agora o posto de desafiante pelo histórico recente e evolução demonstrada em suas últimas aparições. O duelo entre dois atletas no auge técnico e físico com interessante duelo de estilos tem tudo para apimentar ainda mais uma das melhores categorias do MMA mundial.

Rose Namajunas vs. Weili Zhang

A ex-campeã Rose Namajunas vingou a derrota que representou a perda do seu cinturão contra Jessica Andrade em uma luta equilibrada e de ótimo ritmo. Voltou a apresentar eficiência na longa distância, agora com mais cuidados no grappling defensivo, ao mesmo passo que teve mais dificuldades em controlar o ímpeto de Jessica em buscar a curta distância no terceiro round. Rose parece a desafiante ideal para Weili Zhang em uma luta com potencial infinito de troca de sopapos.

Deiveson Figueiredo vs. Brandon Moreno

O novo campeão do peso mosca não tem ainda um desafiante claro para a primeira defesa de cinturão. Brandon Moreno e Askar Askarov ocupam boas posições no ranking com duas boas vitórias consecutivas e um empate entre ambos. Alex Perez é outro ocupante de posto no top 5 vencedor de três lutas em sequência, mas contra competição de nível pouco inferior. Cody Garbrandt tem manifestado interesse em baixar o peso para desafiar Deiveson, o que não surpreenderia e talvez abrisse a chance de revanche entre Moreno e Askarov para definição do próximo desafiante.

Outra opção: Askar Askarov

Robert Whittaker vs. Jared Cannonnier

A jornada de Robert Whittaker no retorno após ser nocauteado por Israel Adesanya não teve o mesmo nível de exibições anteriores, mas valeu pela demonstração de versatilidade quando necessária para garantir a vitória. Ainda jovem e um ótimo valor para o peso médio, o ex-campeão continua no top 3 da categoria e pode sonhar com nova oportunidade de lutar pelo título em curto prazo. Para o próximo combate deveria enfrentar Jared Cannonnier, também muito bem posicionado após três vitórias por nocaute desde a estreia na faixa de peso.

Darren Till vs. Jack Hermansson

A derrota contra Whittaker não tira muito valor do peso médio inglês, que teve bons momentos no combate parelho. Aparentando muito mais saúde e resistência do que no período como meio-médio, Till deve continuar em boa situação no top 5 do peso médio. Caso não necessite de operação e longo tratamento pela aparente lesão sofrida no último sábado, Till seria um adversário interessante para Jack Hermansson, também vitorioso na “Ilha da Luta” com uma finalização rápida contra Kelvin Gastelum – último adversário batido pelo inglês.

Outras sugestões de combates:

Max Holloway vs. Josh Emmett
José Aldo vs. Rob Font ou Shane Burgos
Jessica Andrade x Carla Esparza
Amanda Ribas vs. Tecia Torres
Jiří Procházka vs. Corey Anderson
Markwan Amirkhani vs. Bryce Mitchell
Muslim Salikhov vs. Alex Cowboy
Calvin Kattar vs. Yair Rodriguez
Dan Ige vs. Arnold Allen
Jimmie Rivera vs. Cody Garbrandt
Mounir Lazzez vs. Miguel Baeza
Lerone Murphy vs. Julio Arce
Kelvin Gastelum vs. Vencedor de Derek Brunson vs. Edmen Shahbazyan
Rafael Fiziev vs. Alexander Hernandez
Mark Diakiese vs. David Teymur
Alexandre Pantoja vs. Alex Perez
Grant Dawson vs. Charles Jourdain
Brett Johns vs. Nathaniel Wood
Montel Jackson vs. Alejandro Perez
Arman Tsarukyan vs. Leo Santos
Sergey Spivak vs. Andrei Arlovski
Mauricio Shogun vs. Paul Craig
Alexander Gustafsson vs. Marcin Tybura
Movsar Evloev vs. Cody Stamman
Khamzat Chimaev vs. Bryan Barberena
Marina Rodriguez vs. Vencedora de Angela Hill vs. Michelle Waterson
Mike Grundy vs. Chas Skelly
Tanner Boser vs. Tai Tuivasa

Sugestões de lutas para os demais integrantes dos últimos eventos? Contamos com sua participação na caixa de comentários.