Por Idonaldo Filho | 23/06/2021 13:44

O UFC Vegas 29 teve bons momentos, com belos nocautes em sua porção principal, entregando bem mais do que o esperado. No confronto principal, o Zumbi Coreano superou o havaiano Dan Ige com tranquilidade, em sua primeira performance no ano. Sergei Spivak, na luta coprincipal, superou o veterano Aleksei Oleinik, vencendo na decisão unânime dos juízes.

+ UFC Vegas 29: Zumbi Coreano vs. Ige – Resultados

Confira no MMA Brasil Matchmaker algumas possibilidades de casamentos envolvendo os lutadores que atuaram no UFC Vegas 29:

Chan Sung Jung vs. Arnold Allen

O embate foi altamente técnico, mas não deixou de ser interessante, principalmente perto do final, quando ficou mais animado ainda. Venceu o Zumbi Coreano, controlando com certa facilidade o ascendente Dan Ige. Combinando a vantagem em pé com quedas ocasionais, Jung se recupera da má imagem que deixou na peleja contra Brian Ortega. Ainda acredito que deve demorar um pouco para pensar em título, devendo ele acumular uma sequência melhor de vitorias.

São oito vitórias consecutivas para Arnold Allen, que passou da hora de enfrentar um atleta do top 5 do peso pena. Acredito que um duelo contra o Zumbi Coreano seja a oportunidade perfeita para o britânico, uma vez que ambos são lutadores versáteis e que tem muito coração. Podemos marcar esse combate para liderar algum evento no fim do ano tranquilamente. É uma luta equilibrada e que faz bastante sentido em termos de ranking também.

+ Apoie o MMA Brasil e participe do programa de colaboradores

Dan Ige vs. Alex Caceres

Para quem não chegou com muitas expectativas no UFC, perdendo a estreia para Julio Arce, Ige está bem demais. Contra Jung demonstrou que bateu no teto, não tendo habilidade o suficiente para sequer ameaçar o coreano. Do mesmo jeito que aconteceu após sua derrota contra Calvin Kattar, agora Dan terá que baixar o nível de oposição, enfrentando alguém em crescimento na divisão peso pena.

Meu escolhido é o velho conhecido dos fãs do UFC, Alex Caceres. Incrivelmente, em 2021, Bruce Leeroy está ranqueado e na melhor fase da carreira, com quatro resultados positivos em sequência. Ige vs. Caceres seria bastante interessante por que ambos são dotados de boa técnica em pé, com costumeiro alto volume de golpes, embora o havaiano seja um lutador com mais recursos na luta de solo.

Sergei Spivak vs. Sergey Pavlovich

Não dá para falar que o desempenho de Sergei Spivak foi bom. O moldavo não conseguiu uma interrupção sobre o veterano Aleksei Oleinik e, em alguns momentos chegou tomar algum aperto, principalmente na luta agarrada. É o suficiente para entrar no ranking, tendo em vista as três vitórias consecutivas e pelo fato de Oleinik ser ranqueado, mas tem que fazer mais para avançar mais na categoria. Tempo não falta, dada a pouca idade para o peso pesado.

Outro atleta jovem para a categoria, mas que está sumido há algum tempo é Sergei Pavlovich. 14º da categoria, Sergei não atua faz mais de ano, muito por conta de lesões. Em uma possível contenda envolvendo os dois atletas do leste europeu, acredito em vantagem do russo, que já provou ser especial para a categoria. Como ambos tem o objetivo de atingir o top 10 em breve, a luta é bem casada.

Marlon Vera vs. Vencedor de Kyler Phillips/Raphael Assunção

Que luta sensacional! Em uma das melhores guerras do ano, Marlon Vera e um melhorado Davey Grant deram show, entregando uma peleja sensacional nos 15 minutos que tivemos, com o equatoriano vencendo os dois últimos assaltos e levando a decisão. Vera, que é ranqueado, vingou a antiga derrota que tinha tido de Grant, devendo agora olhar para cima no ranking da categoria.

Em julho veremos Raphael Assunção enfrentar o prospecto Kyler Phillips. Acho que se o oponente de Vera sair desse bolo será perfeito. Caso seja o brasileiro o vencedor, temos um atleta cascudo, versátil, que tem tudo para complicar bastante para Vera, mesmo demonstrando alguns sinais de decadência. Na melhor opção em minha opinião, que é Phillips, tem tudo para vermos novamente algo parecido com o do último sábado, com alta possibilidade de uma anarquia muito movimentada.

Virna Jandiroba vs. Claudia Gadelha

É sabido que puramente no jiu-jítsu, Virna Jandiroba é uma das melhores atletas do mundo, porém muitas dúvidas existiam sobre o resto. Enfrentando uma wrestler forte em Kanako Murata, a “Carcará” conseguiu chegar na sua área de perícia, que é o solo, encaixando uma chave de braço que surpreendentemente não definiu a luta de imediato. O combate voltou em pé, porém, entre os intervalos, foi notado que o braço da japonesa estava lesionado e assim houve a correta interrupção médica.

Essa ótima vitória para Jandiroba deve alça-la para voos mais altos na organização. De cara, vejo uma luta  interessante contra Claudia Gadelha. Faixa preta de jiu-jítsu, Gadelha também tem um jogo em pé redondinho, embora deva ter desvantagem no tamanho contra Virna. Com a constante evolução de Jandiroba, e a fase irregular de Claudia, temos um confronto  parelho e que me interessa bastante.

Confira outras opções para os envolvidos no UFC Vegas 29:

Aleksei Oleinik vs. aposentadoria
Davey Grant vs. Nathan Wood
Seung Woo Choi vs Mike Trizano
Julian Erosa vs. Felipe Cabocão
Bruno Blindado vs. Jordan Wright
Wellington Turman vs. Jamie Pickett
Matt Brown vs. Perdedor de Means/Dalby
Dhiego Lima vs. Perdedor de Price/Pereira
Nicolae Negumereanu vs. Nick Maximov
Aleksa Camur vs. John Allan
Kanako Murata vs. Mallory Martin
Khaos Williams vs. Impa Kasanganay
Matthew Semelsberger vs. Christian Aguilera
Josh Parisian vs. Jared Vanderaa
Roque Martinez vs. demissão
Rick Glenn vs. Alexander Hernandez
Netto BJJ vs. Frank Camacho
Casey ONeill vs. Andrea Lee
Lara Procópio vs. Diana Belbita

Foto: UFC/Divulgação/Twitter