Por Idonaldo Filho | 21/03/2021 21:46

Para quem não se importa tanto com grandes nomes, o UFC Vegas 22 foi um evento proveitoso. Com mais da metade das lutas terminando por nocaute, o card liderado pelo duelo entre Derek Brunson e Kevin Holland nos médios, deu dor de cabeça na decisão das performances da noite. Alguns grandes nocautes por exemplo, foram o de Max Griffin e Tai Tuivasa.

+ UFC Vegas 22: Brunson vs. Holland – Resultados

Confira no MMA Brasil Matchmaker algumas possibilidades de casamentos envolvendo os lutadores que atuaram no UFC Vegas 21.

DEREK BRUNSON VS. PAULO BORRACHINHA

Invicto nas últimas quatro lutas que realizou no octógono do UFC, Derek Brunson está em ótima fase. Atuando como porteiro, Brunson barrou a ascensão de vários atletas na categoria dos médios, desta vez o último sendo Kevin Holland. Com um wrestling efetivo, ainda que não tão empolgante, não houve muita dificuldade no combate deste último final de semana para o agora “platinado” Brunson. É esperado que ele receba um desafio maior agora, já que fez por merecer uma chance contra alguém que esteja na sua frente no ranking.

Que tal esperar um pouco e enfrentar Paulo Borrachinha? Foi o pedido de Brunson, que merece ser atendido. Paulo Costa enfrentaria o ex-campeão Robert Whittaker, mas em decorrência de uma forte gripe, teve que se retirar do duelo, com o australiano sendo marcado para encarar Kelvin Gastelum. Sem oponente, eu acredito que enfrentar Brunson seja mais adequado para a realidade do brasileiro, que corria o risco de tomar outra surra enfrentando Robert. Derek tem a seu favor o wrestling de qualidade, mas como é conhecido por entregar a paçoca facilmente em pé, pode ter alguns problemas com a pressão em pé de Borrachinha.

+ MMA Brasil Debate – UFC Vegas 22

KEVIN HOLLAND VS. VENCEDOR DE SEAN STRICKLAND/KRZYSZTOF JOTKO

Até que Kevin Holland teve alguns bons momentos, com pressão na trocação, chegando perto inclusive de um nocaute nos assaltos iniciais, mas logo sucumbiu para o wrestling de Derek Brunson. Pode ter sido falta de foco, de defesa de quedas, ou um pouco de cada, mas é visível que ainda há coisas para Holland desenvolver antes de chegar perto da elite da divisão. Como é um cara que costuma falar muito, até pode ter outra chance de bom combate mesmo vindo de derrota, ainda mais pela sequência impressionante de cinco resultados positivos que vinha.

Mas acredito que Holland deva enfrentar alguém vindo de baixo. Uma luta muito interessante que está marcada para acontecer no dia 01 de maio é entre Sean Strickland e Krzysztof Jotko. O americano e o polonês vem de três vitórias seguidas cada, em boa fase na organização, mirando o top 10. A minha preferência seria uma peleja entre Holland e Strickland, já que são dois strikers longilíneos e com habilidade subestimada no solo. Se Jotko for o vencedor, é um desafio parecido com o que foi Brunson, mas devendo se preocupar mais com a defesa no clinche.

MAX GRIFFIN VS. NIKO PRICE

Um dos vários lutadores de ação que fazem parte do peso meio-médio, Max Griffin desde o primeiro segundo  já mostrou que veio ao duelo contra Kenan Song buscando um nocaute, com muita movimentação, avançando bastante e chegando ao nocaute com pouco mais de dois minutos de luta. O chinês nunca foi lá muito credenciado pela sua habilidade, mas estava em um momento interessante no UFC, sendo uma vitória que agrega ao cartel de Max, que leva a segunda vitória consecutiva.

Como não somos bobos nem nada, por que não outro combate que deve ter ação de cabo a rabo? Niko Price enfrentou o veterano Donald Cerrone, saindo com um empate em setembro do ano passado. Ainda sem nada marcado para 2021, “The Hybrid” é um nocauteador sem muita atenção defensiva, assim como Griffin. A garantia de entretenimento é certa com essa contenda e, como Griffin nem mesmo suou, acho que poderia ser marcada o quanto antes.

TAI TUIVASA VS. GREG HARDY

Pupilo de Mark Hunt, Tai Tuivasa passou por uma mudança de adversário de última hora, saindo Dontale Mayes e entrando o estreante Harry Hunsucker. A alteração não parece ter afetado muito o gameplan do australiano, que como um trem desgovernado passou por cima do americano sem dó nem piedade, nocauteando-o em 49 segundos e luta. O jogo virou para Tuivasa, que até pouco tempo havia sido demitido, mas logo recontratado, agora estando perto de retornar ao ranking com seus bons desempenhos recentes.

Ex-jogador de futebol americano e ex-presidiário, Greg Hardy segue no UFC com desempenhos irregulares, conseguindo vencer alguns combates baseado em sua imposição física, mas mostrando muito desconhecimento em alguns fundamentos básicos, principalmente na luta de solo. Um duelo entre Tuivasa e Hardy envolveria bastante grosseria e chances altas de nocaute para qualquer lado. É uma boa opção para se fazer no momento.

+ Seja colaborador do MMA Brasil e apoie o jornalismo independente

Confira outros casamentos possíveis entre os envolvidos no UFC Vegas 22:

Kenan Song vs. Mounir Lazzez
Montserrat Conejo vs. Cory McKenna
Cheyanne Buys vs. Kay Hansen
Adrian Yanez vs. Aiemann Zahabi
Harry Hunsucker vs. Perdedor Carlos Boi/Jake Collier
Macy Chiasson vs. Ketlen Vieira
Marion Reneau vs. aposentadoria
Grant Dawson vs. Damir Ismagulov
Leonardo Santos vs. Joe Lauzon
Trevin Giles vs. Makhmud Muradov
Roman Dolidze vs. Impa Kasanganay
Montel Jackson vs. Andre Ewell
Jesse Strader vs. Gustavo Lopez
Bruno Bulldoguinho vs. Vencedor de Jeff Molina/Aoriqileng
JP Buys vs. Cody Durden

Foto: UFC/Divulgação