Por Idonaldo Filho | 23/02/2021 21:12

E deu zebra na luta principal do UFC Vegas 19, que aconteceu neste último sábado (21). Pela divisão dos pesos pesados (até 120,2kg), o americano Derrick Lewis nocauteou seu compatriota Curtis Blaydes no segundo assalto, com um belo uppercut, sendo o maior azarão a vencer uma luta principal desde Michael Bisping (contra Rockhold). Também vale mencionar as vitórias de Chris Daukaus e Tom Aspinall, que vão pouco a pouco se tornando membros de uma necessária renovação na categoria.

LEIA MAIS: UFC Vegas 19: Blaydes vs. Lewis – Resultados

Confira no MMA Brasil Matchmaker algumas possibilidades de casamentos envolvendo os lutadores que atuaram no UFC 258.

DERRICK LEWIS VS. VENCEDOR DE MIOCIC/NGANNOU

Todos sabem que Derrick Lewis é dotado de muito poder nos punhos, mas a técnica jamais foi seu forte. O que vimos no último evento, entretanto, faz a gente pensar outra coisa. Lewis conectou alguns bons golpes desde o início, defendeu bem uma tentativa de queda rente a grade e, quando Blaydes tentou ir nas pernas da “Besta Negra”, um uppercut certeiro de manual entrou no queixo e congelou o wrestler instantaneamente. Alguns conferes desnecessários chegaram a acontecer, só para deixar o nocaute mais assustador ainda.

Com a vitória, Lewis agora acumula quatro resultados positivos em sequência, empatando com Vitor Belfort como lutador com mais nocautes na história do UFC (12) . A vitória contra Blaydes pode até mesmo ser considerada como ponto mais alto da carreira, e como está em ótima fase fica até difícil recusar uma chance de Lewis disputar o título novamente.

No UFC 260 veremos quem sai vencedor entre o campeão Stipe Miocic e Francis Ngannou. Caso Miocic vença, Lewis fará luta inédita – seu title shot foi contra Daniel Cormier -, podendo ameaçar Miocic com seu poder de nocaute, mas tendendo a ser uma grande zebra com toda a razão. Se Ngannou sair com o cinturão, podemos ter uma revanche daquele combate enfadonho, com a expectativa que dessa vez saia algo diferente.

CURTIS BLAYDES VS. MARCIN TYBURA

Blaydes mais uma vez ficou no quase. Notavelmente, o americano não é o lutador mais apreciado pelos fãs nem mesmo pela diretoria do UFC, por ter um estilo mais voltado para o wrestling, ainda que costume ser contundente no ground and pound. Desta vez, Curtis falhou nas tentativas de levar a luta para o solo, sendo uma delas defendida e a outra a que resultou o nocaute. Fica o aprendizado, ainda há o que melhorar defensivamente. Como é novo, é certo que se recuperará, mas é inegável que terá que dar alguns passos para trás no momento.

O problema é que Blaydes já fez de vítima boa parte dos membros da elite da divisão e, se não quisermos revanche, teremos que ir um pouco para baixo. Blagoi Ivanov e Marcin Tybura se enfrentariam, e o vencedor poderia ser o futuro adversário do “Razor”, principalmente pelo fato de que ele deverá ficar um tempo de molho depois de um nocaute brutal. Como Ivanov se lesionou, o caminho fica tranquilo para Tybura caso ele queira esperar, ou caso consiga uma vitória sobre um substituto.

YANA KUNITSKAYA VS. IRENE ALDANA

Foi uma luta equilibrada, muitos colegas marcaram vitória de Ketlen Vieira, mas não dá para chamar de injusta a vitória de Yana Kunitskaya. A russa foi contundente, teve alguns momentos bons inclusive no solo, e no geral fez o suficiente para convencer os juízes de que merecia a vitória naquela noite. São quatro vitórias nas últimas cinco pelejas que a ex-campeã do Invicta fez, o que pode levar a uma disputa de title eliminator na próxima aparição, sobretudo para dar uma desafiante inédita para a máquina de moer gente chamada Amanda Nunes.

A quarta colocada do ranking é a mexicana Irene Aldana, que saiu derrotada no único combate que fez ano passado, perdendo para Holly Holm. Aldana é uma boxeadora competente e grande para a categoria, tendo alguns nocautes na carreira. O ponto forte de Kunitskaya geralmente é o clinch, sendo ela também uma atleta de bom tamanho, tendo feito luta no peso pena anteriormente. Um bom contraste de estilos, contenda justa e importante para a divisão.

CHRIS DAUKAUS VS. VENCEDOR DE ABDURAKHIMOV/SAKAI

Não botei muita fé em Chris Daukaus quando foi contratado, mas ele me fez queimar a língua. São três nocautes no primeiro assalto nos três combates que realizou dentro do cage do UFC. Sua última vítima, Aleksei Oleinik, era top 10 do evento. A vitória é muito importante e sem dúvidas trará Daukaus para o ranking, para fazer parte de uma renovação mais do que necessária para o peso pesado. Com 31 anos, há ainda muita lenha para queimar e vários duelos para fazer nessa divisão.

Minha sugestão é que Daukaus tenha como adversário o vencedor do duelo entre Shamil Abdurakhimov e Augusto Sakai, que acontecerá em maio. Tudo bem que é muito tempo para esperar, mas é o confronto ideal na minha opinião. Contra Abdurakhimov terá a chance de derrotar mais um dos veteranos que estão há tempos na tabela, já contra Sakai faz um confronto entre kickboxers ágeis para a divisão, com estilos similares inclusive.

TOM ASPINALL VS. WALT HARRIS

Outra grata surpresa foi Tom Aspinall. Ex-atleta do Cage Warriors, Aspinall tinha um desafio em Andrei Arlovski. O bielorrusso pode não ser mais uma ameaça, mas vinha barrando alguns atletas menos experientes nos últimos tempos. Mas Tom não deu chance para o porteiro, ameaçando o constantemente com golpes pesados, inclusive uma sequência estranha de cascudos na grade. No segundo assalto, mais uma blitz e depois encaixou um mata-leão sem muita cerimônia na grade, fazendo com que Arlovski batesse imediatamente, numa desistência até curiosa já que nem mesmo houve tentativa de defesa pelo ex-campeão do UFC.

Para Aspinall pensei em Walt Harris. O americano é atlético e nocauteador, mas limitado nos demais aspectos. Como Harris é ranqueado e vem de derrotas, faz sentido que receba um lutador em curva ascendente, que precisa de mais vitórias para chegar no top 10. O duelo me anima e temos grandes chances de ver um corpo estirado no chão, podendo ser mais um caso de jovem destronando veterano do ranking.

Confira outras opções para os atletas envolvidos no UFC Vegas 19:

Ketlen Vieira vs. Lina Lansberg
Charles Rosa vs. Darren Elkins
Phil Hawes vs. Dalcha Lungiambula
Nassourdine Imavov vs. Dusko Todorovic
Andrei Arlovski vs. Aleksei Oleinik
Jared Gordon vs. Billy Quarantillo
Danny Chavez vs. Matt Sayles
John Castañeda vs. Miles Johns
Eddie Wineland vs. aposentadoria
Julian Erosa vs. Darrick Minner
Nate Landwehr vs. Jarney Simmons
Casey O’Neill vs. Lara Procópio
Shana Dobson vs. demissão
Aiemann Zahabi vs. Montel Jackson
Drako Rodriguez vs. Cameron Else
Sergey Spivak vs. Rodrigo Zé Colméia
Jared Vanderaa vs. Josh Parisian

Fotos: UFC/Divulgação