Por Idonaldo Filho | 01/11/2020 15:17

O UFC Vegas 12 trouxe o encerramento – em teoria – da carreira de um dos principais atletas brasileiros no UFC. Anderson Silva chegou a resistir alguns rounds, mas acabou nocauteado no quarto assalto após já ter sofrido no fim do terceiro. Uriah Hall colocou um grande nome em seu cartel com a provável última luta do “Spider” na organização. Também no evento vimos a ascensão de dois prospectos em ótimas sequências, um no peso pena e outro no médio.

LEIA MAIS
UFC Vegas 12: Hall vs. Silva – Resultados
Palpites da equipe MMA Brasil para o UFC Vegas 12
Seja colaborador e apoie o MMA Brasil

Confira no MMA Brasil Matchmaker algumas possibilidades de casamentos envolvendo os lutadores que atuaram no UFC Vegas 12.

Uriah Hall vs. Yoel Romero

O jamaicano Uriah Hall conviveu durante muitos anos com a alcunha de rojão molhado, muito por sua irregularidade e por não ter cumprido as expectativas altíssimas que tinha quando era participante do TUF. Ainda que seja de fato um lutador bem irregular, Hall vem se mantendo no top 15 da categoria nesses anos e agora está vindo de três vitórias consecutivas, algo bastante significativo em uma divisão rasa de talento. Essa boa fase provavelmente dará a oportunidade de Uriah ter um confronto contra alguém perto do topo da categoria, sendo essa a sugestão.

Ao contrário de Hall, Yoel Romero vem em má fase, são três derrotas no atual momento e o cubano, que foi desafiante em sua última aparição, ocupa o top 5 da categoria. O duelo entre Hall e Romero chegou até a ser marcado para acontecer em agosto, mas o “Soldier of God” se lesionou e a luta caiu. É um bom momento para remarcar, sendo que é uma peleja extremamente curiosa entre dois atletas conhecidos pelos nocautes violentos, mas vindo de áreas diferentes do esporte. Pode ser um duelo de encaradas? É, até pode, mas eu acho que vale o risco e o casamento é bem compreensível.

Bryce Mitchell vs. Ryan Hall

Conhecido pelo grappling agressivo, Bryce Mitchell está invicto no UFC e com bastante moral, inclusive tendo o seu pedido de shorts camuflados concedido pela patrocinadora. Contra Andre Fili, Mitchell dominou com quedas, conseguiu boas posições constantemente no solo e teve uma vitória mais fácil até do que o esperado. Com resultado positivo em todas as cinco lutas que fez, a tendência é que Mitchell apareça no ranking da divisão até 65,7kg e enfrente um adversário melhor colocado em seu próximo duelo.

Sobre a sugestão: por que não outro grappler? Ryan Hall tem um dos melhores jiu-jítsu da categoria, em pé é totalmente heterodoxo, apostando em chutes altos a todo o instante, além de ser também invicto no líder do mercado e estando na posição 13 da tabela no peso pena. Diversão não iria faltar para os amantes da luta agarrada, isso é certeza.

Kevin Holland vs. Vencedor de Cara de Sapato/Brad Tavares

Ele não para de lutar. A impressão é que todo evento tá lá o Kevin Holland lutando e ganhando. Só em 2020 foram quatro vezes no octógono, e não se surpreenda se ele ainda apareça em mais uma antes do fim do ano. Dessa vez Holland enfrentou Charlie Ontiveros, substituto de Makhmud Muradov e conhecido por ser um dos adversários que o Bellator encontrou pro Michael Page dar show. Vencendo a luta facilmente, Holland acabou saindo com a vitória após uma lesão de seu adversário, que machucou o pescoço.

E com uma sequência tão interessante, Holland tem que pegar um ranqueado, já fez por merecer isso. Por isso, vou repetir até mesmo uma sugestão que fiz na coluna do UFC Fight Night: Covington vs. Woodley. Brad Tavares está no ranking em 12º, vindo de duas derrotas e deve ser colocado como porteiro de novos talentos. Tavares enfrenta Antonio Cara de Sapato em janeiro, e se o brasileiro vencer acredito que não seja impeditivo uma peleja com Holland, que também dá seus pulos no chão mas obviamente buscará manter a luta em pé.

Alexander Hernandez vs. Thiago Moises

Um mismatch total para recuperar a carreira de Alexander Hernandez, certamente foi essa a intenção dos matchmakers ao entregarem de bandeja o limitado Chris Gruetzmacher para Hernandez. O prospecto vinha um pouco apagado devido as surras desmoralizadoras que sofreu de Donald Cerrone e Drew Dober, com um resultado positivo controverso no meio ao enfrentar Francisco Massaranduba. Por ter conseguido um grande nocaute e ter sido ranqueado no passado, pode ser que o UFC dê um oponente de maior nome na próxima luta.

A sugestão no entanto surgiu no mesmo evento. Thiago Moisés venceu Bobby Green em duelo muito apertado, acrescentando outro bom lutador em seu cartel, que já conta com Michael Johnson. São dois caras que não tem uma passagem tão longa pelo UFC, mas possuem vitórias interessantes sobre nomes relevantes. Com isso, é possível que vejamos também um duelo de wrestler contra jiujiteiro, ainda que ambos sejam trocadores decentes.

Confira outros casamentos envolvendo os atletas que lutaram no UFC Vegas 12:

Andre Fili vs. Chas Skelly
Greg Hardy vs. Blagoy Ivanov
Maurice Greene vs. Yorgan De Castro
Charlie Ontiveros vs. Niklas Stolze
Bobby Green vs. John Makdessi
Chris Gruetzmacher vs. demissão
Adrian Yanez vs. Tony Kelley
Sean Strickland vs. Karl Roberson
Jack Marshman vs. demissão
Jason Witt vs. Jeremiah Wells
Cole Williams vs. demissão
Dustin Jacoby vs. Dalcha Lungiambula
Justin Ledet vs. demissão
Miles Johns vs. Kyler Phillips
Kevin Natividad vs. Victor Rodriguez

Foto: UFC/Divulgação