Por Idonaldo Filho | 14/09/2020 18:35

O UFC Vegas 10 não contou com grandes nomes do esporte ou gerou tanta expectativa. Entretanto, na medida do possível, foi um evento divertido e com boas atuações de lutadores que buscam se consolidar nas suas respectivas categorias.

Em luta competitiva disputada no peso palha, Michelle Waterson venceu Angela Hill na decisão dos juízes na luta principal do UFC Vegas 10. Ainda no card, boas vitórias de Roxanne Modafferi e Sijara Eubanks movimentam as outras duas categorias femininas da empresa. Confira no MMA Brasil Matchmaker algumas possibilidades de casamentos para os envolvidos no UFC Vegas 10.

MICHELLE WATERSON VS. PERDEDORA DE GADELHA/YAN

Foi um luta apertada, mas a vitória de Waterson é um alívio, tendo em vista a sequência de dois reveses de qual ela se recupera. Oitava colocada na categoria, Waterson é um bom valor no peso palha e, embora não pareça que um dia se torne um grande desafio para o pelotão de cima da categoria, pode fazer lutas movimentadas e compor alguns cards.

Uma ideia de luta seria contra a perdedora de Claudia Gadelha e Xiaonan Yan, que vão se enfrentar no dia 7 de novembro. Se for a brasileira, seria uma luta muito interessante entre duas lutadoras que já tem muito tempo de casa e nunca chegaram a ter uma luta marcada, com estilos bem opostos e que traz certa curiosidade sobre quem conseguirá impor o seu jogo.

Caso quem perca seja a chinesa, a expectativa é de um combate intenso na trocação, com duas atletas rápidas e com bastante habilidade nos chutes. Qualquer uma dessas opções é justa e proporcionará bons espetáculos.

ROXANNE MODAFFERI VS. JESSICA EYE

Perto de completar 38 anos, Roxanne Modafferi é uma pioneira no MMA feminino. Uma das contenders mais longevas no esporte, a americana segue ainda bastante competitiva na categoria dos moscas e causou a terceira derrota seguida de Andrea Lee, que era bem favorita nas bolsas de apostas.

Com a vitória, Modafferi ou deve seguir como porteira, ou pode olhar para cima e tentar subir nos rankings. Escolhendo a segunda opção, Jessica Eye se torna uma possível adversária. A ex-peso galo também é veterana do esporte, ocupa a quinta colocação no ranking mesmo vindo de derrota contra Cynthia Calvillo. Em pé, Eye tem vantagem, além de que a diferença de experiência não será tão grande. É um duelo competitivo e que coloca a vencedora novamente perto de um title eliminator, acredite se quiser.

ED HERMAN VS. MAURICIO SHOGUN

Cria do TUF 3 e velho de casa, é muito louco pensar que Ed Herman está com três vitórias seguidas e tem chances concretas de aparecer no ranking da categoria até 94kg. Tudo bem que a vitória sobre Mike Rodriguez só aconteceu pela incompetência do árbitro – e da burrice do próprio Rodriguez no chão -, mas não creio que a comissão atlética altere o resultado, mesmo com Ed claramente mentindo na cara dura acerca do golpe baixo.

É nítido que Herman não tem chance nenhuma duelando com os principais oponentes na divisão, mas um duelo bem competitivo seria com o brasileiro Mauricio Rua. A lenda enfrentará Paul Craig em uma revanche sem pé nem cabeça no UFC 255. Independente do resultado, Shogun disse que deve fazer “mais duas ou três lutas” antes de se aposentar. Contra Herman, Mauricio tem um oponente da mesma geração e que também só é competitivo enfrentando as castas mais baixas. Sem falar que Shogun atualmente é 14º da categoria no ranking, posto que Herman pode chegar perto com uma atualização no ranking.

BOBBY GREEN VS. GREGOR GILLESPIE

São três vitórias seguidas, além de desempenhos muito mais interessantes do que mostrava em um passado recente. Bobby Green está em boa fase e pode muito bem pegar uma luta mais encardida, para ver se ainda há nível o suficiente para competir com alguns dos melhores pesos leves no UFC. Enfrentando Alan Nuguette, Green foi claramente superior em todos os aspectos, sem falar que  suas últimas derrotas contra Francisco Trinaldo e Drakkar Klose foram apertadas, com várias pessoas marcando vitória do “King”.

Gregor Gillespie foi nocauteado friamente por Kevin Lee em sua última aparição no octógono. 13º do ranking no peso leve, Gillespie provavelmente deve dar alguns passos atrás em busca de recuperação. Um duelo contra Green é bacana, tendo em vista que ao mesmo tempo é justo para Green, que pelo nome que tem e pela sequência, deve enfrentar alguém acima na tabela, sem falar que para Gregor, é um confronto válido para tentar uma recuperação. Será que a trocação pouco ortodoxa de Green seria o suficiente para frustrar o competente wrestler?

SIJARA EUBANKS VS. SARA MCMANN

Outro ótimo desempenho na noite de sábado foi o de Sijara Eubanks. A “Sarj” derrotou Julia Avila em uma ótima luta, com algumas blitzes de golpes empolgantes por parte das duas lutadoras. Eubanks conseguiu a vitória após apostar na luta agarrada. A faixa preta de jiu-jítsu derrubou algumas vezes, mostrando domínio por cima de Avila e freando a ascensão da atleta que estava invicta no UFC.

A expectativa é que Eubanks enfrente alguém de mais nome, com Sara McMann surgindo como boa opção. Não há uma diferença de idade tão grande entre as duas, ainda que exista certo abismo na experiência em esportes de alto nível. McMann deve resistir a quedas, mas pode muito bem ter problemas contra Eubanks se acabar indo para a luta agarrada, já que mostrou fragilidade na defesa de submissões. Pode não ser uma luta empolgante a primeira vista, com boa possibilidade de termos grandes disputas no clinch, mas é uma peleja que faz certo sentido.

OUTRAS SUGESTÕES DE COMBATES:

Angela Hill vs. Amanda Lemos
Ottman Azaitar vs. Steven Ray
Khama Worthy vs. Damir Hadzovic
Andrea Lee vs. Taila Santos
Mike Rodriguez vs. Alonzo Menifield
Alan Patrick vs. Luis Pena
Billy Quarantillo vs. Makwan Amirkhani
Kyle Nelson vs. Rafael Alves
Julia Avila vs. Leah Letson
Kevin Croom vs. Tristan Connelly
Roosevelt Roberts vs. Jamie Mullarkey
Alexander Romanov vs. Chase Sherman
Roque Martinez vs. Jake Collier
Jalin Turner vs. Don Madge
Brok Weaver vs. demissão
Bryan Barberena vs. Tim Means
Anthony Ivy vs. demissão
Sabina Mazo vs. Alexa Grasso
Justine Kish vs. Lara Procópio

Foto: UFC/Divulgação