Por Bruno Costa | 17/12/2018 01:53

Ao final do divertido UFC On Fox 31, liderado por uma movimentada revanche entre Al Iaquinta e Kevin Lee, chegamos ao momento de análises e previsões sobre os próximos passos dos protagonistas das principais lutas da noite e os prospectos que podem trazer impacto em suas categorias.

Al Iaquinta vs. Justin Gaethje

“Raging” Al Iaquinta teve um ótimo desempenho ao bater Kevin Lee, integrante legítimo do top 5 no peso leve. Depois de um longo período de inatividade por lesões e desentendimentos com a organização, Iaquinta já protagonizou duas lutas principais, a anterior contra o campeão Khabib Nurmagomedov, totalizando dez rounds de ação contra adversários do mais alto nível. A opção agora é por um maravilhoso compromisso com a diversão num confronto com Justin Gaethje, outro integrante do top 10 da categoria com disposição a trocar chineladas por 25 minutos.

Kevin Lee vs. Anthony Pettis ou vencedor de Vicente Luque vs. Bryan Barberena

Kevin Lee desperdiçou sua chance de emendar uma boa sequência de vitórias e, num futuro próximo, fazer seu caso por uma disputa pelo cinturão do peso leve. Ainda muito jovem, já enfrentou muitos integrantes do ranking e a opção pelo duelo contra Anthony Pettis reposicionaria um deles na parte mais alta da divisão. Contudo, caso Lee entenda que o melhor movimento para a sua carreira, em decorrência das dificuldades na perda de peso, seja subir para a divisão dos meios-médios, o vencedor do confronto entre Vicente Luque e Bryan Barberena seria interessante para testar sua adaptação à nova faixa de peso.

Edson Barboza vs. Dustin Poirier

Depois de dois compromissos de confronto de estilos terrível para suas características, nos quais amargou derrotas unilaterais, Edson Barboza retornou à coluna das vitórias demonstrando que ainda é um excelente teste para oponentes que aspiram entrar na briga pelo título. Considerando que a lógica natural seria Khabib e Tony Ferguson disputarem o cinturão dos leves, Edson seria a opção para manter Dustin Poirier ativo e tentar confirmar seu lugar como próximo desafiante.

Dan Hooker vs. Bobby Green

O neozelandês Dan Hooker teve interrompida sua sequência de quatro vitórias, mas, ainda muito jovem, pode retomar seu bom momento na organização. Bobby Green também saiu derrotado neste sábado, mas voltou a demonstrar algumas das boas qualidades que chegaram a um dia colocá-lo no top 10 do peso leve no UFC. Um duelo entre os dois seria garantia de bom entretenimento pelas habilidades de ambos na luta em pé e o vencedor se reposicionaria próximo ao ranking.

Rob Font vs. John Dodson

Uma atuação dominante de contra Sergio Pettis reforça o status de integrante do top 15 no peso galo para Rob Font. Contra John Dodson, Font poderia ter um adversário mais experiente e acessível em busca de estabilidade e reconhecimento por bater um ex-desafiante do peso mosca.

Sergio Pettis vs. Andre Soukhamthath

Mais uma vez o UFC não teve o devido cuidado com o jovem talentoso Sergio Pettis. Em busca de readaptação ao peso galo, ele teve como oponente um adversário ranqueado e de duro confronto de estilos. A observar se a opção de Pettis pela volta ao peso galo decorreu de alguma informação sobre o futuro dos moscas ou se realmente entende que teria melhor rendimento na categoria mais pesada. Caso o UFC pretenda mantê-lo por algum tempo no plantel, seria interessante oferecer um oponente de nível e características que permitam sua plena readaptação. Este é exatamente o caso de Andre Soukhamthath, lutador de bom tamanho e potência, mas sem nível técnico o suficiente para chegar próximo ao ranking da categoria.

Charles do Bronx vs. Beneil Dariush

Com mais uma rápida finalização e ostentando sequência de três vitórias sobre adversários de nível razoável ou final de carreira, Charles se coloca em posição de enfrentar oponentes de melhor nível. Beneil Dariush também saiu vitorioso em seu último compromisso e seria um interessante teste, pelas suas características, para medir o nível a que pode chegar o brasileiro no peso leve.

Jim Miller vs. Clay Guida

Respeitemos aqui os serviços prestados por Jim Miller ao MMA e, caso o veterano não opte ainda por se aposentar, que enfrente alguém em momento da carreira no mínimo próximo ao seu em Clay Guida, com ambos em busca de uma digna despedida de aposentadoria.

Drakkar Klose vs. Francisco Massaranduba

Drakkar Klose teve mais uma vitória contra duro adversário e parece preparado para um desafio que demonstre se ele atualmente é capaz de integrar o top 15 dos pesos leve. Francisco Massaranduba é um adversário experiente, que pode levar problemas a Klose e testar suas habilidades em todas as fases do jogo.

Juan Adams vs. Daniel Sptiz

Apesar de alguns momentos de estética menos empolgante do último sábado, olhemos com carinho para Juan Adams. Bizarramente gigante e com atleticismo mais do que suficiente para um peso pesado, o americano ainda necessita polimento e ajustes ao seu jogo.

Tomando cuidado com um dos poucos prospectos do peso pesado, é importante que seja dado mais tempo de luta para Adams contra adversários de menor qualidade, algo que não falta em hipótese alguma na categoria. Assim, Daniel Spitz parece um adversário na medida para que Adams descubra como melhor implementar seu estilo no octógono.


Além dos duelos acima, seguem algumas sugestões para os outros envolvidos no card de sábado:

Zak Ottow vs. Mike Perry

Dwight Grant vs. Kenan Song

Neto BJJ vs. John Makdessi

Jared Gordon vs. Marc Diakiese

Jack Hermansson vs. Brad Tavares

Gerald Meerschaert vs. Zak Cummings

Trevor Smith vs. Demissão

Dan Ige vs. Charles Rosa

Jordan Griffin vs. Kyle Bochniak

Mike Rodriguez vs. Khalil Rountree

Adam Milstead vs. Aposentadoria

Chris De La Rocha vs. Demissão