Por João Gabriel Gelli | 27/08/2018 13:37

O UFC fez o seu retorno após duas semanas de folga com o UFC Fight Night 135. O card contou com algumas boas lutas, nocautes assombrosos e belas finalizações. Tudo isso foi liderado pelo embate entre os pesos leves Justin Gaethje e James Vick.

Agora, passado o evento, chega a hora de incorporar o matchmaker interno e analisar o que o futuro reserva aos principais envolvidos nas lutas de sábado.

Justin Gaethje contra Kevin Lee

Quatro lutas, cinco bonificações. Justin Gaethje é incrível e deu mais uma demonstração nesse sábado. Vindo de duas derrotas por nocaute, ele tratou de entrar com o pé no acelerador e se expôs a menos dano do que o comum para enviar James Vick para a vala com um nocaute acachapante. O triunfo o mantém firme como um top 10 do peso leve e preparado para continuar enfrentando concorrência desse território. Uma opção nesse sentido é duelar com Kevin Lee, em um confronto que pode deixar o vencedor próximo de uma disputa de cinturão.

Outra opção: Al Iaquinta

James Vick contra Alexander Hernandez

Na maior oportunidade da carreira, James Vick sofreu sua segunda derrota ao ser nocauteado brutalmente por Justin Gaethje na luta principal do evento. Dessa forma, Vick teve sua ascensão no peso leve freada no momento e deve dar um passo atrás. Nesse caso, uma opção interessante para seu próximo compromisso seria servir como um teste robusto para Alexander Hernandez.

Michael Johnson contra Cub Swanson

Em sua segunda aparição como peso pena, Michael Johnson se livrou da sequência de três derrotas na qual se encontrava ao superar Andre Fili em uma controversa decisão dividida. Por outro lado, a primeira vitória na nova categoria não parece trazer muito otimismo para os próximos passos de sua carreira, uma vez que ainda não teve uma boa apresentação na divisão. De qualquer forma, deve encarar concorrência ranqueada no duelo seguinte, que pode ser contra Cub Swanson, outro veterano em fase ruim.

Cortney Casey contra a vencedora de Cynthia Calvillo – Poliana Botelho

Uma das melhores lutas do evento aconteceu quando Cortney Casey superou Angela Hill por decisão dividida em um embate muito movimentado. Esta vitória quebrou a série de derrotas de Casey e a manteve relevante na beira do top 10 do peso palha. Tendo isso em mente, poderá servir como um teste robusto para a vencedora do embate entre Cynthia Calvillo e Poliana Botelho.

Deiveson Figueiredo contra Dustin Ortiz

Com uma ótima atuação, Deiveson Figueiredo conquistou a vitória mais importante da carreira ao nocautear John Moraga no segundo round e chegar ao quarto triunfo em igual número de combates no UFC. Lutador muito empolgante e de alto poder de definição para o peso mosca, Deiveson parece estar consciente de seus maiores defeitos e buscou trabalhar neles. Assim, deve invadir o top 10 e pode estar a poucos triunfos de uma disputa de cinturão. Para aproximá-lo ainda mais deste objetivo, um confronto com Dustin Ortiz, que também está em boa fase, parece uma ideia interessante.

Além dos duelos acima, seguem algumas sugestões para os outros envolvidos no card de sábado:

Andre Fili vs. Shane Burgos

Angela Hill vs. Jessica Aguilar

Bryan Barberena vs. James Krause

Jake Ellenberger se aposentou no octógono

John Moraga vs. Alexandre Pantoja

Eryk Anders vs. vencedor de Cézar Mutante – Tom Breese

Tim Williams vs. Markus Maluko

Warlley Alves vs. Sheldon Westcott

Cory Sandhagen vs. Nathaniel Wood

Iuri Marajó vs. Aiemann Zahabi

Andrew Sanchez vs. vencedor de Karl Roberson – Jack Marshman

Mickey Gall vs. vencedor de Geoff Neal – Frank Camacho

George Sullivan vs. demissão

Joanne Calderwood vs. Jennifer Maia

Kalindra Faria vs. demissão

Drew Dober vs. Joseph Duffy

Jon Tuck vs. demissão

Rani Yahia vs. Rob Font

Luke Sanders vs. Matthew Lopez

E aí? Curtiram os casamentos? Deixem suas sugestões nos comentários.

Matchmaker do MMA Brasil, fanático por esportes, mesmo sem botá-los em grande prática. Fã de MMA, NFL, estudante de Engenharia e viciado em séries.