MMA Brasil Matchmaker: Lutas a casar após o UFC Fight Night 119

O UFC Fight Night 119 marcou o retorno do UFC a São Paulo. No entanto, o público saiu decepcionado com as derrotas de Lyoto Machida e Demian Maia. Entre os vencedores da noite, qual o próximo passo para Derek Brunson? Covington está pronto para uma disputa de cinturão? Confira as resposta para estas e outras perguntas no MMA Brasil Matchmaker.

Pelo quinto ano consecutivo, o UFC passou pela cidade de São Paulo. Dessa vez com o UFC Fight Night 119, o público pode conferir o amargo retorno de Lyoto Machida, que encarou Derek Brunson. Além disso, no duelo coprincipal, Demian Maia fez sua primeira luta desde a derrota na disputa de cinturão ao enfrentar Colby Covington e diversos outros nomes conhecidos dos fãs brasileiros compuseram um card muito movimentado, recheado de combates emocionantes.

Agora, passado o evento, chega a hora de incorporar o matchmaker interno e analisar o que o futuro reserva aos principais envolvidos nas lutas de sábado.

Derek Brunson contra Thiago Marreta

Derek Brunson mostrou mais uma vez o peso de seus punhos ao nocautear Lyoto Machida no primeiro assalto e adicionou o nome mais reconhecido ao seu cartel e chegou ao segundo triunfo seguido. Já no começo do card principal, Thiago Marreta anotou mais uma interrupção pela via rápida dolorosa ao derrubar Jack Hermansson no último segundo do round inicial. Com três vitórias em sequência contra concorrência sólida, é hora do brasileiro receber mais um teste no top 10. Nestas condições, um confronto entre Marreta e Brunson pode ser uma boa pedida, com potencial de um corpo estirado no chão no final.

Lyoto Machida contra Rashad Evans

Depois de mais de dois anos parado, Lyoto Machida não teve o retorno que esperava ao ser nocauteado por Derek Brunson no primeiro round da luta principal do evento. Já com 39 anos e dono de um estilo muito dependente de seus reflexos, o ex-campeão dos meios-pesados parece muito próximo de encerrar sua carreira, uma vez que não parece ter mais o atleticismo nem o queixo para lidar com o alto nível.

Como o UFC já tem viagem para Belém marcada para fevereiro, é o caso de Lyoto permanecer ativo até lá e poder realizar seu combate de despedida na cidade em que foi criado. Entre as opções de adversários, a sugestão é por um embate contra um que aparenta estar igualmente em decadência e próximo do fim da carreira em Rashad Evans, de quem o brasileiro tomou o cinturão da divisão de cima em 2009.

Colby Covington contra o vencedor de Stephen Thompson – Jorge Masvidal

Colby Covington pediu pelo embate contra Demian Maia, teve o desejo concedido e saiu vitorioso em decisão unânime. Apesar de ter passado dificuldades de pé no primeiro round, o americano se aproveitou do cansaço do brasileiro, negou todas as tentativas de queda e controlou as duas últimas parciais. Assim, alcançou o quinto triunfo consecutivo e o mais importante de sua carreira, que lhe posicionou próximo a uma disputa de cinturão. Como passo seguinte, Covington deve estar presente em uma eliminatória e encarar aquele que sair como ganhador do duelo entre Stephen Thompson e Jorge Masvidal.

Demian Maia contra Dong Hyun Kim

A tentativa de Demian Maia de se manter ativo e próximo de uma nova oportunidade de disputar o cinturão saiu pela culatra quando ele acabou derrotado por Colby Covington. Com apenas mais uma luta no contrato e 40 anos nas costas, parece que este é um bom momento para que o brasileiro realize um combate de despedida, por mais que aparente ainda ter alguma gasolina no tanque. Assim, a sugestão é por um duelo no qual possa sair por cima e aplicar seu jogo como Dong Hyun Kim.

Outra opção: vencedor de Belal Muhammad – Tim Means

Pedro Munhoz contra o vencedor de John Dodson – Marlon Moraes

Apesar de passar dificuldades em pé durante a maior parte do round inicial, Pedro Munhoz mostrou mais uma vez seu senso oportunista e conectou um forte golpe que fez Rob Font tentar uma queda de desespero e deixar o pescoço exposto para a guilhotina do brasileiro que encerrou o combate e lhe rendeu um dos bônus de desempenho. Com a quarta vitória seguida, é hora de enfrentar um nome mais robusto, que pode ser aquele que triunfar no embate entre John Dodson e Marlon Moraes.

Francisco Massaranduba contra o perdedor de Anthony Pettis – Dustin Poirier

Após a derrota para Kevin Lee no começo do ano interromper sua sequência de sete vitórias, Francisco Massaranduba voltou a vencer ao superar o adversário de maior nome de sua carreira. Com uma bela exibição, o brasileiro se recuperou de perder o primeiro round e controlou o veterano em pé nos dois seguintes, evitando as quedas e acertando golpes pesados para triunfar em clara decisão. O resultado lhe coloca de volta em trajetória ascendente no peso leve, em condições de encarar concorrência qualificada no top 15, como pode ser o caso do derrotado do encontro entre Anthony Pettis e Dustin Poirier.

Outra opção: Mairbek Taisumov

John Lineker contra o vencedor de Aljamain Sterling – Rani Yahya

A derrota inapelável de John Lineker para TJ Dillashaw no final de 2016 fez com que o brasileiro ficasse afastado durante este ano se recuperando de lesões. Na noite de sábado ele fez seu retorno e, apesar de não conseguir o esperado nocaute sobre Marlon Vera, triunfou de maneira larga por decisão. Dessa forma, voltou à ativa e está pronto para duelar com membros do top 10 e tentar uma nova corrida por uma disputa de cinturão. Com esse pensamento, pode encarar o vencedor do duelo entre Aljamain Sterling e Rani Yahia.

Além dos duelos acima, seguem algumas sugestões para os outros envolvidos no card de sábado:

Rob Font vs. Marlon Vera

Jim Miller vs. vencedor de John Makdessi – Abel Trujillo

Jack Hermansson vs. Jack Marshman

Vicente Luque vs. Elizeu Capoeira

Niko Price vs. Max Griffin

Antônio Cara de Sapato vs. Brad Tavares

Jared Gordon vs. Vinc Pichel

Hacran Dias vs. demissão

Deiveson Figueiredo vs. vencedor de Tim Elliott – Justin Scoggins

Jarred Brooks vs. Ryan Benoit

Marcelo Golm vs. vencedor de Cyril Asker – James Mulheron

Christian Colombo vs. demissão

E aí? Curtiram os casamentos? Deixem suas sugestões nos comentários.

  • Renan Oliveira

    Casamentos para os vencedores:

    Brunson x Weidman
    Covington x Till
    Munhoz x Caraway (UFC PA)
    Massaranduba x Dunham (UFC PA)
    Marreta x Tavares (UFC PA)
    Lineker x Assunção (UFC PA)
    Luque x DHK (UFC PA)
    Cara de Sapato x Boetsch (UFC PA)

    Casamentos para os perdedores:

    Machida x Kelly (UFC PA)
    Demian x Cerrone (UFC PA)
    Font x Lopez
    Miller x Pearson
    Hermansson x Jotko
    Vera x Stasiak
    Price x Good
    Marshman x Vettori

    • Gabriel Carvalho

      Pô, tu aproveitou o card inteiro pra montar o evento do Pará? Hahahahaha

      • Renan Oliveira

        Quem sabe uma dessas não rola no Pará, não é? hahaha

  • James sousa

    Não daria o Marreta ao Brunson acho que depois de nocautear o Machida no Brasil merece alguém de mais nome apesar do Lyoto não se ranqueado
    Já curto Machida x Rashad uma boa luta pra ele se despedir

  • Luis Coppola

    – Brunson x Marreta ; Lyoto x Demian no main event UFC Belém (nos médios, despedida dos dois)
    – Colby x vencedor Wonderboy/Masvidal
    – Munhoz x vencedor Moraes/Dodson ; Font x Wineland
    – Massaramito x perdedor Pettis/Poirier ; Miller x Sage
    – Hermasson x Marshman
    – Lineker x perdedor Cruz/Rivera ; Vera x perdedor Johns/Soto
    – Luque x vencedor Jingliang/Ottow ; Price x perdedor Means/Belal
    – Sapato x Brad Tavares
    – Gordon x Durinho ; Hacran demissão
    – Capoeira x vencedor Mcgee/Strickland ; Griffin x Saunders